• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.25.2020.tde-01102021-152843
Documento
Autor
Nome completo
Camila Oliveira e Souza
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Bauru, 2020
Orientador
Banca examinadora
Jacob, Regina Tangerino de Souza (Presidente)
Lopes, Natália Barreto Frederigue
Pinheiro, Eliane Maria Carrit Delgado
Zambonato, Ticiana Cristina de Freitas
Título em português
Phrases in Noise Test (PINT) Brasil: interpretação dos valores de normalidade
Palavras-chave em português
Criança
Percepção da Fala
Ruído
Resumo em português
A escassez de testes de percepção da fala no ruído voltados à população infantil limita a avaliação do desempenho de crianças em situações acusticamente desfavoráveis, sobretudo as crianças com deficiência auditiva (DA). O Phrases in Noise Test (PINT) Brasil pode contribuir com a avaliação da percepção da fala no ruído no cenário nacional. Desta forma, torna-se necessário estimar os valores de referência para a normalidade. Este trabalho teve como objetivos: (1) determinar os valores de referência para o teste PINT Brasil; (2) investigar os efeitos da idade para a percepção da fala no silêncio e no ruído e (3) os benefícios da separação espacial das fontes de fala e ruído no desempenho da percepção da fala em crianças normoouvintes; (4) verificar se variáveis de gênero, escola, nível socioeconômico e momento de avaliação influenciam no desempenho das crianças para o teste; e (5) disponibilizar aos fonoaudiólogos, por meio de website, o teste PINT para a avaliação e acompanhamento de crianças com DA oralizadas. Pesquisa observacional, transversal, descritiva e quantitativa. A amostra foi composta por 50 crianças, com idade entre quatro anos a 11 anos e cinco meses, divididas em quatro subgrupos, e de 16 adultos jovens, com idade entre 20 anos e 10 meses a 28 anos e seis meses. Todos os indivíduos foram submetidos a 1) avaliação audiológica; 2) avaliação da percepção da fala no ruído, utilizando os testes PINT Brasil, realizado nas situações de silêncio, ruído trás (RT) e ruído frente (RF), e HINT Brasil apenas com os adultos, nas situações RT e RF. As crianças e seus familiares também foram submetidos à avaliação socioeconômica. Todos os resultados foram analisados estatisticamente por testes paramétricos ou não paramétricos, de acordo com a distribuição dos dados. As crianças mais novas, na faixa etária dos quatro aos cinco anos de idade, apresentaram maior dificuldade para a percepção da fala no ruído para as posições RT e RF. A situação RF mostrou-se mais desafiadora para as crianças, corroborando com as vantagens da separação espacial da fala e do ruído para a avaliação nesta população. No caso dos adultos, estes apresentaram pior desempenho em relação às crianças mais velhas. Sugere-se aprofundamento em investigações futuras para os resultados encontrados nos testes de percepção da fala no ruído em adultos, uma vez que estes não eram a população alvo do estudo. As variáveis de gênero, escola, nível socioeconômico familiar e momento da avaliação não mostraram diferença estatisticamente significante e, portanto, não influenciaram no desempenho das crianças para a avaliação. Foram estabelecidos os valores de referência para o teste PINT Brasil com crianças dos quatro aos 11 anos e cinco meses de idade. Para fins de comparação com os escores obtidos nas crianças normo-ouvintes, os valores de referência devem ser considerados de acordo com a idade auditiva das crianças com DA. Espera-se que, com a disponibilização do Portal PINT Brasil, seja facilitado o acesso ao teste de maneira gratuita e universal, contribuindo para a prática clínica da Audiologia no Brasil.
Título em inglês
Phrases in Noise Test (PINT) Brazil: interpretation of normative data
Palavras-chave em inglês
Child
Noise
Speech perception
Resumo em inglês
The scarcity of speech perception in noise tests aimed at child population limits the evaluation of the performance of children in acoustically unfavorable situations, especially children with hearing-impairment (HI). The Phrases in Noise Test (PINT) Brazil can contribute to the evaluation of speech perception in noise in the national scenario. Thus, it is necessary to estimate the reference values for normality. This study aimed to: (1) establish the reference values for the PINT Brazil; (2) to investigate the effects of age for speech perception on silence and noise and (3) the benefits of spatial separation of speech and noise sources on speech perception performance in normal hearing children; (4) to verify if the variables of gender, school, socioeconomic level and moment of evaluation influence the children's performance for the test; and (5) make available to audiologists, through the website, the PINT Brazil for the evaluation and monitoring of oralized hearing impaired children. Observational, cross-sectional, descriptive and quantitative research. The sample consisted of 50 children, aged four years to 11 years and five months, divided into four subgroups, and 16 young adults, aged 20 years and 10 months to 28 years and six months. All subjects underwent 1) audiological evaluation; 2) assessment of speech perception in noise using the PINT Brazil, performed in silence, back noise (BN) and front noise (FN), and HINT Brazil only with adults, in BN and FN situations. Were the children and their families also submitted to the socioeconomic evaluation. All results were statistically analyzed by parametric or nonparametric tests, according to the data distribution. Younger children, aged four to five years old, had greater difficulty in speech perception in noise for BN and FN positions. The FN situation was more challenging for children, corroborating the advantages of spatial separation of speech and noise for evaluation in this population. In the case of adults, they performed worse compared to older children. Further investigations are suggested for the results found in speech perception in noise tests in adults, since they were not the target population of the study. The variables gender, school, family socioeconomic level and moment of the evaluation did not show statistically significant difference and, therefore, did not influence the children's performance for the evaluation. Were established the reference values for the PINT Brazil with children from four to 11 years and five months of age. For comparison with the scores obtained in normal hearing children, should be considered the reference values according to the hearing age of children with HI. It is expected that, with the availability of the PINT Brazil Portal, access to the free and universal free trial will be facilitated, contributing to the clinical practice of Audiology in Brazil.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2021-10-01
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.