• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Disertación de Maestría
DOI
https://doi.org/10.11606/D.25.2020.tde-01102021-142816
Documento
Autor
Nombre completo
Ana Paula dos Santos
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
Bauru, 2020
Director
Tribunal
Silverio, Kelly Cristina Alves (Presidente)
Brasolotto, Alcione Ghedini
Godoy, Juliana Fernandes
Mourão, Lucia Figueiredo
Título en portugués
Efeitos da terapia vocal com tubo de ressonância na doença de Parkinson: ensaio clínico
Palabras clave en portugués
Doença de Parkinson
Terapia
Tratamento
Voz
Resumen en portugués
Introdução: A Doença de Parkinson (DP) é uma doença neurodegenerativa, lenta e progressiva. Sua manifestação envolve sinais motores que são base para o diagnóstico da doença e incluem bradicinesia, tremor e rigidez como as principais características. Estima-se que 90% dos indivíduos com DP apresentam modificações na comunicação oral, com alterações de fluência, diminuição da velocidade de fala, redução na intensidade vocal, falta de modulação de frequência, qualidade vocal alterada e outras alterações que caracterizam a disartria hipocinética, alterando a qualidade de vida. A literatura evidencia que a fonação em tubos de vidro é efetiva em diversos tipos de tratamentos e pode ser uma forma de tratar os aspectos vocais de indivíduos com DP, porém faltam estudos que comprovem a efetividade dessa intervenção na DP. Objetivo: verificar o efeito da terapia com tubo de ressonância nos aspectos vocais em indivíduos com Doença de Parkinson. Delineamento do estudo: ensaio clínico, controlado e comparativo intrassujeitos. Método: participaram 14 indivíduos com DP (dez homens e quatro mulheres) com média de idade de 66,1 anos (homens) e 73,75 (mulheres). Todos os participantes receberam oito sessões de terapia vocal, duas vezes por semana, com duração de 45 minutos. A terapia foi composta por exercício de trato vocal semiocluído método fonação em tubo de ressonância (vidro), imerso em água. As avaliações foram realizadas: 30 dias antes (momento Pré0), um dia antes (momento Pré1) e um dia após a intervenção fonoaudiológica. As avaliações constaram de avaliação dos sintomas vocais e laringofaríngeos, gravação da voz (vogal /a/ e contagem) para análise perceptivo-auditiva da qualidade vocal e acústica dos parâmetros cepstrais e espectrais, avaliação da intensidade vocal, avaliação da qualidade de vida em voz e autoavaliação vocal. Os dados foram analisados estatisticamente, comparando-se os momentos de avaliação (p0,05). Resultados: A terapia vocal proporcionou resultados positivos verificados pela redução dos sintomas vocais e laringofaríngeos, nas subescalas limitação, emocional e escore total após a intervenção. A análise perceptivo-auditiva evidenciou melhora da qualidade vocal no parâmetro grau geral da vogal sustentada e a análise acústica evidenciou aumento da diferença L1-L0 na vogal sustentada e na contagem de números. Na contagem de números ainda foi possível observar aumento da média de valores da Proeminência do Pico Cepstral suavizada (PPCs) e aumento da intensidade vocal na vogal, após a intervenção. A média do protocolo de qualidade de vida em voz evidenciou aumento significante nos domínios físico, socioemocional e total no momento Pós intervenção. A avaliação da autopercepção vocal também mostrou que a intervenção foi efetiva para melhorar a autopercepção dos participantes em relação a voz, passando de razoável para boa. Conclusão: Os resultados permitem concluir que a terapia vocal por meio da fonação em tubo de ressonância tem efetividade nos sintomas vocais e laringofaríngeos, na voz e na autopercepção vocal, bem como da qualidade de vida em voz de indivíduos com Doença de Parkinson. A terapia vocal também mostrou efetividade na melhora da autoavaliação vocal dos participantes.
Título en inglés
Effects of resonance tube voice therapy on Parkinson's disease: clinical trial
Palabras clave en inglés
Parkinsons Disease
Therapy
Treatment
Voice
Resumen en inglés
Introduction: Parkinson's disease (PD) is a neurodegenerative, slow and progressive disease. Its manifestation involves motor signals that are basic for the diagnosis of diseases and bradykinesia, tremors and rigidity, as main characteristics. It is estimated that 90% of PD with changes in oral communication, changes in fluency, decreased speech rate, reduced vocal intensity, lack of frequency modulation, altered vocal quality and other changes that characterize hypokinetic dysarthria, altering the quality of life. The literature that proves that phonation in glass tubes is effective in several types of use and can be a way to treat the vocal aspects of individuals with PD, but there is a lack of studies that prove the effectiveness of this intervention in PD. Objective: to verify the effect of resonance tube therapy on vocal aspects in individuals with Parkinson's. Study design: clinical, controlled and comparative intra-subject trial. Method: it involves 14 individuals with PD (ten men and four women) with an average age of 66.1 years (men) and 73.75 (women). All participants received eight sessions of vocal therapy, twice a week, lasting 45 minutes. The therapy consisted of semi-occluded vocal tract exercise - phonation method in a resonance tube (glass), immersed in water. The evaluations were carried out: 30 days before (Pre0 moment), one day before (Pre1 moment) and one day after the speech therapy intervention. According to constant estimates of the evaluation of vocal symptoms and recording intervals, voice recording (vowel / a / e) for auditory-perceptual analysis of vocal and acoustic quality of spectral and spectral tests, evaluation of vocal quality and evaluation of vocal quality in voice and vocal self-assessment. The data were analyzed statistically, comparing the moments of evaluation (p0.05). Results: Vocal therapy provided positive results verified by the reduction of vocal and laryngopharyngeal symptoms, in the subscales of limitation, emotional and total score after an intervention. An auditory-perceptual analysis showed improvements in vocal quality in the general parameter of the sustained vowel and an acoustic analysis showed an increase in the difference L1-L0 in the sustained vowel and in the counting of numbers. The counting of numbers was still possible to observe the increase in the average of the smoothed Cepstral Peak Prominence values (CPPv) and increase in vocal intensity in the vowel, after an intervention. The average voice quality of life protocol showed a significant increase in the physical, socioemotional and total domains at the moment. The assessment of vocal self-perception also showed that the intervention was effective in improving participants' self-perception in relation to their voice, going from reasonable to good. Conclusion: The results allow us to conclude that vocal therapy through phonation in a resonance tube is effective in vocal and laryngopharyngeal symptoms, in the voice and in vocal self-perception, as well as in the voice quality of individuals with Parkinson's disease. Vocal therapy has also shown effectiveness in improving the participants' vocal self-assessment.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Ha ficheros retenidos debido al pedido (publicación de datos, patentes o derechos autorales).
Fecha de Liberación
2023-10-01
Fecha de Publicación
2021-10-01
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2022. Todos los derechos reservados.