• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Thèse de Doctorat
DOI
Document
Auteur
Nom complet
Nilce Emy Tomita
Unité de l'USP
Domain de Connaissance
Date de Soutenance
Editeur
Bauru, 1996
Directeur
Jury
Bijella, Vitoriano Truvijo (Président)
Bijella, Maria Francisca Thereza Borro
Franco, Laercio Joel
Lopes, Eymar Sampaio
Walter, Luiz Reynaldo de Figueiredo
Titre en portugais
Relação entre determinantes sócio-econômicos e hábitos bucais: influência na oclusão de pré-escolares de Bauru - SP - Brasil
Mots-clés en portugais
oclusão dentária
odontologia social e preventiva
Resumé en portugais
Tendo por objetivo avaliar como determinantes socioeconômicos afetam a oclusão dentária em pré-escolares, este estudo transversal foi desenvolvido em três etapas: exame de oclusão, medidas antropométricas e questionário socioeconômico. O inquérito epidemiológico foi realizado no período de outubro de 1994 a dezembro de 1995. A amostra probabilística foi constituída por 2139 crianças, de ambos os sexos, na faixa etária de três a cinco anos, matriculadas em instituições públicas ou privadas do município de Bauru-SP-Brasil. A avaliação de aspectos morfológicos da oclusão seguiu a classificação de ANGLE, observando-se também o trespasse horizontal, trespasse vertical, espaçamento/apinhamento, mordida aberta anterior, mordida cruzada total, mordida cruzada anterior e mordida cruzada posterior uni ou bilateral. Uma subamostra de 618 crianças apresentou resposta ao questionário socioeconômico. A partir das hipóteses que: a) determinantes socioeconômicos afetam o estado emocional da criança e isto se manifesta através de hábitos bucais, que por sua vez afetam a condição oclusal; b) alguns fatores socioeconômicos influenciam padrões de alimentação infantil e educação, predispondo crianças que receberam aleitamento materno e crianças matriculadas em pré-escolas de tempo parcial a apresentarem menores taxas de má oclusão, foram realizadas análises bivariadas envolvendo a prevalência de má oclusão e algumas variáveis de exposição. A prevalência de má oclusão foi de 51,3% para o sexo masculino e 56,9% para o sexo feminino, sem variação quanto a grupo étnico, sexo ou tipo de escola. A maior prevalência de má oclusão foi verificada no grupo etário de três anos, decrescendo significantemente com a idade (p<0,05). Entre os fatores ambientais estudados, o hábito de sucção de chupeta e sucção digital foram os mais importantes na associação com má oclusão. Alguns determinantes socioeconômicos, como o trabalho materno e ocupação da pessoa de maior renda no domicílio estão relacionados com a maior prevalência de hábitos bucais deletérios, que por sua vez estão positivamente associados com a má oclusão. Estes achados salientam a importância do desenvolvimento de um estudo longitudinal para confirmação de como os determinantes sociais atuam no processo de crescimento e desenvolvimento da criança.
Resumé en anglais
In order to evaluate how particular social determinants affect occlusion in preschoolchildren, this cross-sectional study was developed in three steps: occlusion assessment, anthropometric measures and socioeconomic questionary. The survey was carried out from October, 1994 to December, 1995. A random sample of 2139 children aged 3-5 years old was evaluated. The children were enrolled in private or state institutions in the Municipal District of Bauru-SP, Brazil. The occlusal anatomicfunctional characteristics assessment was realized according to ANGLE classification. Additionaly, overjet, overbite, crowding, anterior open bite, posterior crossbite and anterior crossbite were evaluated. A sub-sample of 618 children presented response to the socioeconomic questionary. The hypothesis of this study are: a) socio-economic factors affect the psychological status of the child. This manifests itself by oral habits such as finger-sucking or dummy-sucking and affects occlusal status; b) socioeconomic factors influence patterns of infant-feeding and education, predetermining children who were breast-fed and children attending (private or state) preschools to have lower rates of malocclusions. The prevalence of malocclusion and some variables of exposition were tested by bivariate analysis. The prevalence of malocclusion was 51.3% for the male group and 56.9% for the female group, without differences related to ethnical group or kind of educational institution. In relation to age, greater prevalence of malocclusion was presented by the three year old group, decreasing significantly with age (p<0.05). Among the environmental factors evaluated, the pacifier and thumb-sucking habits were the most important in the association with malocclusion. Some social determinants, like mother’s employment and parents’ job are related with oral habits, that in turn are strongly associated with malocclusion. These findings point out the importance of developing a longitudinal study in order to confirm how socioeconomic status can influence the process of growth and development of the child.
 
AVERTISSEMENT - Regarde ce document est soumise à votre acceptation des conditions d'utilisation suivantes:
Ce document est uniquement à des fins privées pour la recherche et l'enseignement. Reproduction à des fins commerciales est interdite. Cette droits couvrent l'ensemble des données sur ce document ainsi que son contenu. Toute utilisation ou de copie de ce document, en totalité ou en partie, doit inclure le nom de l'auteur.
Nilce.pdf (951.65 Kbytes)
Date de Publication
2005-04-04
 
AVERTISSEMENT: Apprenez ce que sont des œvres dérivées cliquant ici.
Tous droits de la thèse/dissertation appartiennent aux auteurs
CeTI-SC/STI
Bibliothèque Numérique de Thèses et Mémoires de l'USP. Copyright © 2001-2022. Tous droits réservés.