• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tesis Doctoral
DOI
https://doi.org/10.11606/T.23.2021.tde-30082021-110238
Documento
Autor
Nombre completo
Yolanda Natali Raico Gallardo
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 2021
Director
Tribunal
Sesma, Newton (Presidente)
Lagana, Dalva Cruz
Mezzomo, Luis André Mendonça
Vasques, Mayra Torres
Título en portugués
Comparação da exatidão e precisão do escaneamento facial 3D por meio de dois aplicativos: Bellus 3D® versus +ID Recap®
Palabras clave en portugués
Aplicativos para dispositivos móveis
Diagnóstico por imagem
Imageamento tridimensional
pesquisa laboratorial
Resumen en portugués
Nos últimos anos têm sido documentados na literatura vários estudos que apresentam diversas tecnologias para a aquisição de modelos 3D da face. Devido a esses desenvolvimentos, práticas clínicas e técnicas de laboratório estão mudando para processos baseados em tecnologias virtuais, criando assim o chamado "paciente virtual". A ideia principal é integrar o enceramento digital com uma réplica 3D da face do paciente e avaliar digitalmente o impacto da posição, forma e cor dos dentes na aparência facial. Assim sendo, é possível realizar avaliações pré-tratamento para planejar melhor os procedimentos cirúrgicos ou reabilitadores complexos com a equipe clínica e com o laboratório de prótese odontológica. Além disso, a prévisualização digital de uma reabilitação em 3D ou de um tratamento estético é uma ferramenta importante para melhorar a comunicação com os pacientes e avaliar suas expectativas. O presente trabalho propôs-se comparar a exatidão do escaneamento facial 3D de dois métodos: Bellus 3D versus +ID Recap. Material e Métodos: Foi utilizada uma cabeça de manequim como modelo mestre. O grupo controle foi criado a partir da obtenção do modelo 3D com um escâner industrial ATOS-GOM. Para os grupos experimentais foram utilizados dois métodos de escaneamento facial: Bellus 3D e +ID Recap. A captura das imagens de ambos métodos foi através do iPhone X com a mesma fonte de luz natural calibrada através de um aplicativo (Light Meter). A exatidão foi avaliada através do erro de medição 3D que foi calculado num programa de análise de malhas 3D. Foram criados dois grupos de comparação: 1) ATOS vsBellus 3D e o 2) ATOS vs +ID Recap. Os resultados foram avaliados estatisticamente usando os testes de Shapiro-Wilk e teste t-pareado. A análise estatística mostrou que o Bellus 3D apresentou um maior erro de medição em relação ao +ID Recap nas regiões de lábio superior e inferior, nariz e mento (p<0.01). Na região do lado direito, este erro foi estatisticamente maior para o +ID Recap (p<0.01), enquanto para o lado esquerdo não houve diferença estatisticamente significante entre os métodos de escaneamento avaliados (p=0.93). O erro global de medição em comparação ao ATOS foi de 0,34 ± 0,14mm para o Bellus 3D e de 0,28 ± 0,06 de mm para o +ID Recap Photo. Conclui-se que ambos métodos permitem obter um modelo 3D da face com uma exatidão clinicamente aceitável e com um desvio menor que 0,5 mm.
Título en inglés
Comparison of the 3D error of 2 face-scanning systems: Bellus 3D and + ID RECAP, an in vitro analysis
Palabras clave en inglés
Diagnostic imaging
Imaging three-dimensional
Laboratory research
Mobile apps
Resumen en inglés
Facial scanning systems have been developed as auxiliary tools for diagnosis and planning in dentistry. However, little is known about the trueness of these new free software and apps for facial scanning. The purpose of this in vitro study was to evaluate the trueness of 3D facial scanning, using two methods: Bellus 3D and+ ID Recap Photo. A head phantom was used as the master model. The control group was created, by scanning the head phantom with an ATOS Triple Scan (GOM, Germany). Two facial scanning methods were used for the experimental groups: 1) Bellus 3D and 2) + ID Recap Photo. In both methods, image capturing was performed under the same natural lighting conditions, using iPhone X, calibrated with an app. Trueness was assessed by using 3D measurement error, which was calculated with a special 3D mesh analysis software (GOM Inspect, Germany). Two comparison groups were created: 1) ATOS vs Bellus 3D and 2) ATOS vs + ID Recap Photo. The results were statistically evaluated by using the Shapiro-Wilk test and paired t-test. Statistical analysis showed that Bellus 3D presented a greater measurement error in comparison to + ID Recap Photo in the measurement of the regions of the upper and lower lip, nose and mentum (p <.01). However, this error was statistically higher for + ID Recap Photo (p <.01) in the right face area, while the left face area showed no statistically significant difference between the evaluated scanning methods (p = .93). The 3D global trueness of Bellus 3D and + ID Recap Photo were, 0.34 ± 0.14 mm and 0.28 ± 0.06 mm, respectively. It was concluded that both methods evaluated in this study provided a 3D model of the face with clinically acceptable trueness, thus proving to be reliable tools for aesthetic rehabilitation planning.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2022-01-19
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2022. Todos los derechos reservados.