• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
https://doi.org/10.11606/T.23.2020.tde-27082021-091300
Documento
Autor
Nome completo
José Edgar Valdivia Cardenas
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2020
Orientador
Banca examinadora
Machado, Manoel Eduardo de Lima (Presidente)
Nabeshima, Cleber Keiti
Reis, Rodrigo Sant'anna Aguiar dos
Sobral, Maria Angela Pita
Título em português
Análise da resistência e comportamento da fratura de pinos/núcleos customizados por CAD/CAM em dentes tratados endodonticamente com raízes fragilizadas
Palavras-chave em português
Comportamento da fratura
Endodontia
Pinos intrarradiculares customizados
Raízes fragilizadas
Resistência à fratura
Sistemas assistidos por computador (CAD/CAM)
Resumo em português
A restauração de dentes tratados endodonticamente com severa perda de estrutura dentinária tem sido objeto de estudos que buscam identificar meios de tornar o complexo restaurador mais resistente às cargas mastigatórias com impactos negativos mínimos à estrutura radicular remanescente. Portanto, o presente trabalho objetivou comparar a resistência e o comportamento da fratura de pinos/núcleos customizados confeccionados a partir de sistemas assistidos por computador (CAD/CAM) em canais radiculares fragilizados. Pré-molares unirradiculares humanos foram selecionados, instrumentados e obturados. Em seguida, foi realizada a fragilização radicular e os espécimes aleatoriamente divididos em quatro grupos (n=10) de acordo com o tipo de material usado para a confecção do pino/núcleo: Grupo (PBE) pino/núcleo fresado a partir de bloco experimental; Grupo (PFC) pino/núcleo de fibra de vidro fresado em bloco de fibra de vidro (FiberCad, Angelus); Grupo (PFA) pino de fibra de vidro pré-fabricado anatomizado e núcleo coronário em resina composta e Grupo (PMF) pino/núcleo fresado em disco de liga metálica de Co-Cr (Kera Disc, Kera NH). Todos os pinos/núcleos foram condicionados e cimentados com cimento resinoso autocondicionante. Os corpos de prova foram submetidos a termociclagem e os espécimes foram carregados numa máquina de ensaio universal à 0,5 mm/min sob um ângulo de 45° em relação ao eixo longitudinal do dente, onde foram submetidos à compressão até que ocorrece sua fratura. Na sequência, o padrão de fratura foi avaliado em estereomicroscópio. Os valores de resistência à fratura (N) assim obtidos foram analisados estatísticamente mediante o teste de normalidade de Shapiro-Wilk e teste de t de student para comparar a resistência à fratura entre os grupos. Os resultados de resistência à fratura dos grupos PBE e PMF foram semelhantes entre si (P>0.05) e significativamente maiores que dos grupos PFC e PFA (P<0.05). A menor resistência foi observada no grupo PFA. Com relação à localização das fraturas, foi observado nos grupos PBE, PFC e PFA um padrão de fratura semelhante, que foi predominantemente no pino/munhão coronário e terços cervicais do canal radicular, enquanto que no grupo PMF, o padrão de fratura foi nos terços médio e apical do remanescente radicular. No que se refere à análise da possibilidade restauradora, os grupos PBE, PFC e PFA exibiram padrão de fraturas mais favoráveis quando comparados com o grupo PMF, onde foram encontradas fraturas radiculares desfavoráveis em 100% dos espécimes. Com base nos resultados, pode-se concluir que pinos/núcleos fresados a partir do bloco experimental apresentaram valores de resistência à fratura semelhante à dos pinos/núcleos metálicos e maiores que os pinos/núcleos em fibra de vidro em canais fragilizados, apresentando um padrão de fratura e prognóstico restaurador favorável e passível de reabilitação.
Título em inglês
Analysis of resistance and fracture behavior of post and core customized by CAD/CAM in endodontically treated teeth with flared root canals
Palavras-chave em inglês
Computer-aided design & computer-aided manufacturing (CAD/CAM)
Custom-made post and core
Endodontics
Flared root canals
Fracture resistance. Fracture behavior
Resumo em inglês
The restoration of endodontically treated teeth with severe loss of root structure has been the subject of studies that seek to identify ways to make the restorative complex more resistant to masticatory loads and that may have minimal negative impacts on the remaining root structure. Therefore, this study aimed to compare the resistance and behavior of fractures of post and core customized made from computer-aided systems (CAD/CAM) in flared root canals. Human uniradicular premolars were selected, instrumented and filled. The post space preparation was weakened and the specimens were randomly divided into four groups (n=10) according to the type of material used for making the post & core: Group (PBE) post/core milled from experimental block; Group (PFC) fiberglass post/core milled in fiberglass block (FiberCad, Angelus); Group (PFA) prefabricated fiberglass post anatomized and coronary core in composite resin and Group (PMF) post/core milled in Co-Cr alloy metal disc (Kera Disc, Kera NH). All posts/cores were cemented with self-etching resin cement. The specimens were subjected to termocycling and the specimens were loaded on a universal testing machine at 0.5 mm/min at an angle of 45° in relation to the longitudinal axis of the tooth, where they were subjected to compression until their fracture occurs. Subsequently, the fracture pattern was assessed using a stereomicroscope. The fracture resistance values (N) thus obtained were analyzed statistically using the Shapiro-Wilk normality test and t-test to compare between groups. The results of fracture resistance in the PBE and PMF groups were similar (P> 0.05) and significantly higher than in the PFC and PFA groups (P <0.05). Less resistance was observed in the PFA group. With regard to the fracture pattern, the PBE, PFC and PFA groups exhibited more favorable fracture patterns when compared to the PMF group; where unfavorable root fractures were found in 100% of the specimens. Regarding the location of the fractures, a similar fracture pattern was observed in the PBE, PFC and PFA groups, which was predominantly in the coronary post/core and cervical thirds of the root canal, and in the PMF group it was in the middle and apical thirds of the root canal.Based on the results, it can be concluded that posts and cores milled from the experimental block presented values of fracture resistance similar to those of metallic post/core and higher than those of fiberglass post/core in flared root canals, presenting a pattern fracture and favorable restorative prognosis that could be rehabilitated.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2021-09-24
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.