• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.23.2020.tde-27082021-094559
Documento
Autor
Nome completo
Juliana Costa de Oliveira
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2020
Orientador
Banca examinadora
Júnior, Décio dos Santos Pinto (Presidente)
Barki, Maria Carolina de Lima Jacy Monteiro
Fabri, Gisele Maria Campos
Sousa, Suzana Cantanhede Orsini Machado de
Título em português
Avaliação do sistema OMS de graduação das displasias epiteliais aplicado a diferentes sítios da cavidade oral e proposição de um novo método de classificação
Palavras-chave em português
Carcinogênese
Displasia epitelial Leucoplasia
Graduação histológica
Resumo em português
A graduação histológica das displasias epiteliais orais (DEO), ainda hoje, é o padrão ouro para predição do potencial de malignização das lesões orais potencialmente malignas (LPM), logo, constitui uma oportunidade única de diagnóstico precoce do carcinoma epidermoide oral (CEO). Evidências mostram que DEOs mais avançadas estão associadas a uma maior probabilidade de transformação maligna, contudo, não é incomum que ocorra em casos com menor número de alterações, causando preocupações com as decisões de tratamento. A maioria das classificações propostas atualmente - incluindo o sistema OMS - seguiram critérios similares àqueles de uso comum para a graduação das lesões epiteliais do colo uterino, fato que carece de justificativas fundadas. O epitélio da mucosa oral não é homogêneo, e está sujeito à diferentes fatores etiológicos, diferenças morfológicas, citológicas, e anatômicas, entretanto, o sistema preconizado considera o envolvimento dos terços epiteliais para a classificação. Diversos trabalhos descreveram as características individuais da displasia, poucos estudos investigaram as relações com o local. A proposta desse estudo foi verificar se há padrões de características no contexto do diagnóstico de displasias epiteliais orais nas diferentes localizações, que poderiam auxiliar no reconhecimento e na uniformidade da classificação dessas lesões de acordo com o sítio. Além disso, foi proposto um novo sistema de graduação das displasias epiteliais orais, aplicado de forma mais objetiva. Foram selecionados 50 casos para cada grupo proposto, de acordo com a localização: gengiva, língua, mucosa jugal, assoalho bucal, palato duro e trígono retromolar, totalizando 300 casos. Cada caso foi graduado no sistema OMS, 2017 e no sistema "sem displasia/ com displasia, proposto pelo estudo. Os critérios arquiteturais e celulares das displasias também foram analisados, assim como três critérios adicionais: hiperqueratose, inflamação e atrofia epitelial. Não foi encontrada significância estatística (p>0,05) entre as características analisadas os diferentes sítios da cavidade oral, assim como a classificação no sistema OMS. Já no sistema proposto, houve significância, indicando a associação das variáveis (p<0,05). Acredita-se que a utilização de um sistema de graduação mais objetivo como o proposto seria uma ferramenta essencial no tratamento das LPM, associado à melhor compreensão dos aspectos biológicos locais e das características histopatológicas. Apesar da malignização das LPM ser um o evento seja de baixa frequência, o desfecho é catastrófico, logo, deve ser levado em consideração.
Título em inglês
Evaluation of the WHO grading system for epithelial dysplasias applied to different sites of the oral cavity and proposing a new classification method
Palavras-chave em inglês
Carcinogenesis
Epihelial dysplasia
Histological grading
Leukoplakia
Resumo em inglês
Histological grading of oral epithelial dysplasias (OED), nowadays, is the gold standard for predicting the malignant potential of potentially malignant oral disorders (PMOD), therefore, it constitutes a unique opportunity for early diagnosis of oral squamous cell carcinoma (OSCC) Evidence show that more advanced OED are associated with a greater likelihood of malignant transformation, and although it has obvious biological plausibility, possible concerns about treatment decisions are inevitable. Most of the currently proposed classifications - including the WHO system - followed criteria similar to those in common use for grading epithelial lesions of the uterine cervix, a fact that lacks substantiated justifications. The epithelium of the oral mucosa is not homogeneous, and is subject to different etiological factors, morphological and anatomical differences, however, the recommended system considers the involvement of the epithelial thirds for classification. Several studies have described the individual characteristics of dysplasia, few studies have investigated the relationship with the site. The purpose of this study was to verify if there are patterns of characteristics in the context of the diagnosis of oral epithelial dysplasias in different locations, which could assist in the recognition and uniformity of the classification of these lesions according to the site. In addition, a new grading system for oral epithelial dysplasias was proposed, applied in a more objective way. Fifty cases were selected for each proposed group, according to location: gingiva, tongue, cheek mucosa, oral floor, hard palate and retromolar triangle, totaling 300 cases. Each case was graduated in the WHO system, 2017 and in the system "without dysplasia / with dysplasia, proposed by the study. The architectural and cellular criteria for dysplasias were also analyzed, as well as three additional criteria: hyperkeratosis, inflammation and epithelial atrophy. No statistical significance (p <0.05) was found between the characteristics analyzed in the different oral cavity sites, as well as the classification in the WHO system. In the proposed system, the association was found. It is believed that the use of a more objective grading system such as the one proposed would be an essential tool in the management of MPD, associated with a better understanding of local biological aspects and histopathological characteristics. Although the malignancy of MPD is a low-frequency event, the outcome is catastrophic, so it must be taken into account.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2021-10-01
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.