• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.23.2010.tde-03072010-103524
Documento
Autor
Nome completo
Ricardo Fidos Horliana
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2010
Orientador
Banca examinadora
Abrao, Jorge (Presidente)
Aidar, Luis Antonio de Arruda
Rocha, Rodney Garcia
Sato, Kikuo
Zanatta, Emilio Carlos
Título em português
Posição da cabeça da mandíbula à tomografia computadorizada por feixe cônico em adultos com mordida aberta anterior tratados ortodonticamente com auxílio de mini-implantes
Palavras-chave em português
Articulação temporomandibular
Intrusão dentária
Mordida aberta anterior
Ortodontia corretiva
Resumo em português
O objetivo deste estudo prospectivo foi avaliar a posição da cabeça da mandíbula em relação à fossa mandibular das articulações temporomandibulares (ATMs), por meio de tomografia computadorizada por feixe cônico (TCFC), em pacientes adultos portadores de má oclusão de Classe I e de Classe II divisão 1ª de Angle com mordida aberta anterior dento-alveolar, tratados ortodonticamente durante período médio de 12 meses com auxílio de mini-implantes. A amostra constou de 10 adultos brasileiros (20 ATMs), de ambos os gêneros (cinco do gênero masculino e 5 do gênero feminino), com idade média de 23 anos e 6 meses, desvio padrão de 5 anos e 3,5 meses, assintomáticos. As imagens de TCFC foram adquiridas em dois tempos do tratamento: T1 ao início e T2 ao final do tratamento e período de observação. Foi realizada avaliação quantitativa da posição da cabeça da mandíbula na fossa mandibular em posição de máxima intercuspidação habitual (MIH). Os valores obtidos com a avaliação quantitativa da posição da cabeça da mandíbula na fossa mandibular ao início do tratamento demonstram que em MIH a cabeça da mandíbula encontra-se ligeiramente deslocada no sentido ântero-posterior com assimetria entre os lados direito e esquerdo e que o espaço articular superior encontra-se aumentado em relação aos demais espaços articulares avaliados. Ao término do tratamento (T2) demonstraram que em MIH a cabeça da mandíbula tendeu a um deslocamento anterior mantendo a assimetria entre os lados direito e esquerdo e que o espaço articular superior apresentou valores próximos aos demais espaços articulares. Entre o início e o término do tratamento os resultados demonstraram que não houve diferença estatisticamente significante na posição ântero-posterior da cabeça da mandíbula, contudo, houve diferença entre os valores da medida do espaço articular superior, o que permite concluir que a cabeça da mandíbula sofreu um deslocamento vertical para o interior da fossa mandibular na amostra e condições estudadas.
Título em inglês
Position of the condyle to the cone beam computed tomography in adults with open bite orthodontically treated with mini-implants
Palavras-chave em inglês
Anterior open bite
Corrective orthodontics
TMJ
Tooth intrusion
Resumo em inglês
The aim of this study was to evaluate the position of the condyle in relation to the glenoid fossa of the temporomandibular joints (TMJ) by means of cone beam computed tomography (CTCB) in adult patients with malocclusion Class I and Class II Division 1 Angle with anterior open bite dentoalveolar, orthodontic treatment during an average period of 12 months with absolute anchorage. The sample consisted of 10 Brazilian adults (20 ATMs) of both sexes (five males and 5 females), mean age 23 years and 6 months, standard deviation of 5 years and 3.5 months, asymptomatic . CTCB images were acquired at two treatment times: T1 - beginning and T2 final of the treatment and observation period. We performed quantitative assessment of the position of the condyle in mandibular fossa in habitual maximum intercuspation (HMI). The values obtained with the quantitative evaluation of the position of the condyle in the glenoid fossa to the initiation of treatment showed that HMI in the condyle is slightly shifted in the anterior-posterior asymmetry between right and left that space superior articular is increased compared to the other joint spaces evaluated. At the end of treatment (T2) showed that in HMI the condyle tended to an anterior displacement of keeping the asymmetry between right and left sides and the upper joint space values were too close to the joint space. Between the beginning and end of treatment showed no statistically significant difference in anteroposterior position of the condyle, however, there were differences (p<0.01) between the values of far superior joint space from beginning to end of treatment, allowing us to conclude that the the condyle has a vertical displacement into the mandibular fossa in the sample and testing conditions.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2010-07-13
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.