• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.23.2011.tde-16012012-145325
Documento
Autor
Nome completo
Carolina Mayumi Iegami
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2011
Orientador
Banca examinadora
Tamaki, Regina (Presidente)
Lima, Jose Renato Baptista de
Mori, Matsuyoshi
Título em português
Eficiência mastigatória de indivíduos portadores de prótese total com arco dental reduzido
Palavras-chave em português
Dente artificial
Mastigação
Prótese total
Resumo em português
Um dos obstáculos na confecção das próteses totais é a diminuição de espaço intermaxilar para a montagem dos dentes artificiais posteriores, particularmente dos segundos molares, que influencia o tempo dispendido pelo profissional, pois gera a necessidade de desgaste da base de prova e muitas vezes do próprio dente. Na tentativa de contornar esse obstáculo, em alguns casos, tem-se suprimido a montagem dos segundos molares, uma vez que a ausência destes elementos não influencia a estética, fonética e conforto. Não há relatos na literatura que abordam este assunto, apesar de existirem estudos com arco encurtados e de performance mastigatória de próteses. O objetivo deste estudo foi comparar a eficiência mastigatória de pacientes portadores de próteses totais maxilomandibulares com arco reduzido (sem os segundos molares superiores e inferiores) e com o arco completo. Vinte indivíduos usuários de próteses totais maxilomandibulares, divididos em dois grupos aleatoriamente, receberam aparelhos protéticos novos. O grupo 1 recebeu as próteses sem os segundos molares e o grupo 2, com segundo molares. Após as consultas de controle, foi realizado o primeiro teste de eficiência mastigatória com Optocal. Quinze dias após o primeiro teste de performance mastigatória, foi realizado um novo teste, neste momento foram posicionados os segundos molares no grupo 1 e removidos no grupo 2. O material cominuído foi tratado e peneirado em uma pilha de peneiras sob vibração. A média e desvio padrão da eficiência mastigatória dos sujeitos no teste com todos os dentes posicionados foi de 4 e 0,68, respectivamente. Enquanto que, no teste sem os segundos molares foi de 4,22 e 0,92, respectivamente. Em relação ao momento da remoção dos segundos molares, a média do grupo 1 foi de 4,22 e desvio padrão de 0,63 e, do grupo 2 foi de 3,78 e 0,72, respectivamente. De acordo com a análise estatística realizada (p<0,05) não houve diferença na eficiência mastigatória em próteses totais maxilo-mandibulares com arco dental terminando em primeiro ou segundo molares. Portanto, a montagem de dentes até primeiros molares pode ser executada quando necessário, sem que haja comprometimento da eficiência mastigatória.
Título em inglês
Masticatory efficiency of complete denture wearers with reduced dental arch
Palavras-chave em inglês
Artificial tooth
Complete denture
Masticaton
Resumo em inglês
One obstacle when placing posterior artificial teeth during the manufacturing of complete dentures is the reduction of spatial relationship of the maxillae to the mandible. It affects the work time of the technician, once it requires abrasion of the denture base and the artificial tooth itself. Occasionally, the placement of the second molars is suppressed, for it does not affect aesthetics, phonetics and comfort. There are no reports in literature on this subject; despite studies involving shortened dental arches and dentures masticatory performance. The aim of this study was to compare masticatory efficiency of maxillomandibular complete denture wearers with reduced dental arch (without superior and inferior second molars) and complete dental arch. Twenty subjects were divided in two groups randomly and received new dentures. Group 1 was given complete dentures without second molars and group 2 was given dentures with second molars. After post-insertion consults, the first masticatory efficiency test was taken with Optocal. Fifteen days after the first test, a new one was taken, in which second molars were positioned in group 1 and removed from group 2. Comminuted material was treated and sieved on a stack of sieves under vibration. Mean and standard deviation of subjects masticatory efficiency with complete dental arch was 4 and 0.68, respectively. While on the tests without second molars, mean and standard deviation were 4.22 and 0.92, respectively. Analyzing the moment of removal of second molars from the dental arch, mean of group 1 was 4.22 and standard deviation 0,63 and, group 2 3.78 and 0.72, respectively. According to the statistical analysis applied to this study (p<0,05), there were no differences on masticatory efficiency in complete dentures with or without second molars. Therefore, placing artificial teeth until first molars can be done when needed, without compromising masticatory efficiency.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2012-04-16
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.