• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.23.2012.tde-13042013-125024
Documento
Autor
Nome completo
Teresa Maria da Ponte
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2012
Orientador
Banca examinadora
Crosato, Edgard Michel (Presidente)
Alves, Elaine Gomes dos Reis
Araujo, Maria Ercilia de
Camargo, Marcela Aparecida Ferreira de
Zaitter, Wellington Menyrval
Título em português
Perfil psicológico e interesses profissionais de estudantes de odontologia
Palavras-chave em português
Escolhas de carreira
Interesses profissionais
Odontologia
Perfil psicológico
Recursos Humanos
Temperamento
Resumo em português
O objetivo do estudo foi verificar se os alunos da Faculdade de Odontologia da Universidade de São Paulo (FOUSP) apresentavam tendência a algum perfil psicológico específico e relacionar os resultados com respostas sobre escolhas profissionais, investigando se há associação entre escolhas do campo de trabalho e perfil comportamental. O estudo foi transversal, realizado por meio de dois questionários autoadministrados, um de perfil psicológico e outro sobre interesses profissionais, distribuídos aos estudantes da FOUSP. A pesquisa foi aprovada pelo Comitê de Ética em Pesquisa da FOUSP. Os dados foram organizados e analisados no programa STATA 12.0. Resultados: Participaram da pesquisa 415 alunos matriculados nas disciplinas de graduação da FOUSP, dos períodos diurno e noturno de todos os semestres. A coleta de dados foi realizada durante o segundo semestre de 2011. As características sociodemográficas apresentadas mostram que 72,29% dos estudantes eram do gênero feminino e 27,71% do masculino e apresentavam idade entre 17 e 44 anos (média de 21,98 anos). Quanto às razões para a escolha do curso de odontologia, 54,94% dos participantes apontaram a vocação; 15,70% por terem cirurgiões-dentistas na família; 14,22% devido à possibilidade de horários flexíveis; 9,88% por sucesso financeiro e 19,76% outros motivos. Em uma situação hipotética, de mesma condição de renda e carga horária para diversas alternativas de trabalho, 58,07% dos alunos prefeririam trabalhar em consultório próprio, 27,47% em emprego público, 15,18% serem docentes e 8,19% empregados no setor privado. Como início provável das atividades profissionais, 42,89% imaginam que seu primeiro trabalho seria em emprego privado, 25,06% em consultório próprio, 23,37% em emprego público e 16,63% seguiriam carreira na docência. Em projeção para 10 anos à frente, 73,25% se viam trabalhando em sua própria clínica, 19,28% no emprego público, 13,01% como docentes e 7,47% em emprego privado. Os conteúdos considerados mais importantes para o sucesso profissional do cirurgião-dentista foram, em ordem decrescente de importância: disciplinas clínicas (58,31%), básicas (26,75%) e sociais (14,94%), para ambos os gêneros. Quase todos os alunos, 98,31%, valorizavam o conhecimento de processos administrativos para gerir consultórios, clínicas ou equipes e 89,40% tinham interesse em adquirir conhecimentos no campo da gestão de recursos humanos. Com relação ao temperamento, 46,27% foram identificados como SJ (Guardião), 21,45% NF (Idealista), 14,70% NT (Racional) e 3,13% SP (Artesão); 14,46% eram indefinidos. Os tipos psicológicos predominantes foram o ESTJ/Supervisor (13,49%), ISTJ/Inspetor (13,25%), ISFJ/Protetor (6,51%) e INFJ/Conselheiro e ENTJ/Marechal de campo com iguais 6,27%. O temperamento SJ foi o mais frequente tanto em estudantes do gênero feminino (48,00%) quanto do masculino (41,74%), mas o segundo tipo mais comum diferia entre os gêneros: NF em mulheres (23,67%) e NT nos homens (21,74%). Houve diferença estatisticamente significante nessa associação, demonstrada no teste do Qui-quadrado de Pearson (p=0,003). Conclui-se a maioria dos alunos apresentavam tendência ao temperamento SJ; o segundo mais frequente foi o NF em alunos de praticamente todos os semestres, porém diferiu entre os gêneros: NF em mulheres e NT em homens. Diferença estatisticamente significante foi encontrada na associação entre temperamento e gênero. A grande maioria dos alunos pretendia exercer suas atividades profissionais em consultório próprio. As outras opções seguiram a seguinte ordem de preferência: emprego público (com menos da metade percentual da primeira opção), docência e emprego privado. Não houve associação entre perfis psicológicos e escolha do campo de atuação.
Título em inglês
Psychological profile and professional interests of dentistry students
Palavras-chave em inglês
Career choices
Dentistry
Human resources
Professional interests
Psychological profile
Temperament
Resumo em inglês
The objective of this study was to determine if students of the University of São Paulo School of Dentistry (FOUSP) had a tendency to a particular psychological profile and relate the results with answers about career choices, investigating whether or not there was an association between choices of work and behavioral profile. The study was cross-sectional type, using two selfadministered questionnaires: a psychological profile one and another about professional interests, both of which were distributed to FOUSP students. The study was approved by the FOUSP Ethical Comittee. Data were organized and analyzed using STATA 12.0. Results: Participated on the study 415 students enrolled in Dentistry course, from all classes and semesters. Data collection was conducted during the second half of 2011. The sociodemographic characteristics presented show that 72.29% of the students were female and 27.71% male and were aged between 17 and 44 years (mean age 21.98 years). As to the reasons for choosing the course of dentistry, 54.94% of the participants indicated the vocation; 15.70% by having dentists in the family; 14.22% due to the possibility of flexible hours; 9.88% for financial success and 19.76% for other reasons. In a hypothetical situation of the same income and hours of work for several career alternatives, 58.07% of the students would prefer to work in his/ her private practice, 27.47% as an employee in the public sector, 15.18% as a faculty member and 8.19% as an employee in the private sector. Nonetheless, predicting the beginning of the career, 42.89% believed that their first job would be as an employee in private sector, 25.06% in his/her private practice, 23.37% as employee in the public sector and 16.63% pursuing a career in teaching. Looking 10 years ahead, 73.25% saw themselves working in their own clinic, 19.28% as employees in the public sector, 13.01% as faculty members and 7.47% as employees in the private sector. The contents considered more important to the professional success of dentists were, in descending order of importance: clinical (58.31%), basic (26.75%) and social disciplines (14.94%), for both genders. Almost all students, 98.31%, valued knowledge of administrative processes to manage dental offices or teams and 89.40% were interested in acquiring knowledge in the human resource management field. Regarding temperament, 46.27% were identified as SJ (Guardian), 21.45% NF (Idealist), 14.70% NT (Rational) and 3.13% SP (Artisan); 14.46% could not be defined. The predominant psychological types were ESTJ/Supervisor (13.49%), ISTJ/Inspector (13.25%), ISFJ/Protector (6.51%) and INFJ/Advisor and ENTJ/Marshall Field, which presented equal 6.27%. The SJ temperament was the most frequent in both female (48.00%) and males students (41.74%), but the second most common type was different between genders: NF in women (23.67%) and NT in men (21.74%). There was a statistically significant difference in this association, as demonstrated by the chi-square test (p = 0.003). To conclude, most of the students were likely to be SJ psychological temperament and the second most frequent type was the NF for students in virtually all semesters; however there was a difference between genders: the second category between women was NF, but NT for men. A statistically significant difference was found in the association between temperament and gender. The vast majority of students intended to exercise their professional activities in his or her own dental office. The other options followed this order of preference: employee in the public sector (less than half the percentage of first choice), member of faculty and employee in the private sector. No association was found between psychological profiles and choice of career.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2013-05-27
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.