• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.23.2013.tde-02092013-194936
Documento
Autor
Nome completo
Fabiana Schneider Pires
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2013
Orientador
Banca examinadora
Botazzo, Carlos (Presidente)
Dalmaso, Ana Silvia Whitaker
Franco, Túlio Batista
Junqueira, Simone Rennó
Peduzzi, Marina
Título em português
Organização tecnológica do trabalho em saúde bucal no SUS: uma arqueologia da política nacional de saúde bucal
Palavras-chave em português
Cuidado em Saúde
Modelo de Atenção
Organização tecnológica do trabalho em saúde
Políticas de Saúde Bucal
Resumo em português
Esta tese discute a organização tecnológica do cuidado em saúde à luz das políticas de saúde bucal. Metodologicamente estruturou-se em um histórico das políticas de saúde bucal no Brasil desde a década de 1950 aos dias atuais, na vigência da Política Nacional de Saúde Bucal (PNSB, 2004). A abordagem das políticas procedeu-se sob teoria de M. Foucault na obra Arqueologia do Saber (1997). O estudo buscou apreender qual saber operante, (Mendes Gonçalves 1979, 1994) tem organizado a prática neste campo. Utilizou-se de revisão de documentos normativos do SUS e de publicações do período de 2000 a 2012. Procurou-se desvelar, a partir da organização tecnológica (categoria de análise) como a atual política aborda as necessidades de saúde da população e quais ferramentas/instrumentos/tecnologias são oferecidas para o cuidado em saúde bucal. O SUS busca tem buscado a mudança de modelos de atenção e de organização do trabalho que transformem a prática de assistência odontológica (ineficaz, baixa cobertura, monopolista, baixa resolubilidade, mal distribuída geográfica e socialmente), por modelos voltados à promoção da saúde. No entanto, de acordo com levantamento de artigos sobre a condução da atual PNSB no cotidiano dos serviços públicos de saúde, destacou um modus operandi ainda calcado na pragmática odontologia, plena de conflitos e contradições. A abordagem de conceitos como promoção da saúde, integralidade e cuidado em saúde trouxeram a este estudo uma luminosidade, uma clareza ao olhar a prática em saúde bucal. O histórico das Políticas em Saúde Bucal foi fundamental para compor a análise da organização tecnológica e os processos de trabalho, pois realçaram que o fio condutor das práticas tem sido realizado, de forma linear, por abordagens ainda muito centradas no conhecimento biológico do adoecimento. Para que de fato um novo modelo como propõe a PNSB transforme a prática em saúde bucal com novos arranjos tecnológicos no processo de trabalho, outras formas de vínculo e comprometimento devem ser almejadas. É necessário melhorar a formação e a prática profissional com a adição de novos saberes que, por sua vez, irão exigir novos padrões cognitivos e culturais. Há que se qualificar a escuta sobre os padecimentos do paciente, ir além do diagnóstico de sinais e sintomas, apreender as subjetividades produzidas na condição do adoecimento. Talvez estes processos consigam legitimar a saúde bucal como um dos componentes da saúde em uma expressão ampliada: a da qualidade de vida.
Título em inglês
Technological organization in oral health in SUS: an archeology of national policy for oral health
Palavras-chave em inglês
Care in Health
Care Model
Oral Health Policy
Technological organization of health work
Resumo em inglês
This thesis discusses the technological organization of health care in light of the dental health policies. Methodologically structured in a history of oral health policies in Brazil since the 1950s to today, in the presence of the National Policy Oral Health (PNSB, 2004). The approach of the policies proceeded up under the theory of M. Foucault's work on the Archaeology of Knowledge (1997). The study aimed to discover which operating knowledge, (Mendes Gonçalves 1979, 1994) has organized practice in this field. We used the review of regulatory documents and publications SUS from 2000 to 2012. We sought to reveal, from the technological organization (analysis category) as the current policy sees the health needs of the population and what tools / instruments / technologies are offered to oral health care. The SUS search has sought to change care models and work organizations that transform the practice of dental assisting (ineffective, low coverage, monopolistic, low resolution, poorly distributed geographically and socially), for models aimed at health promotion. However, according to a survey of articles about the conduction of current PNSB in the routine of public health services, said a modus operandi still supported in the pragmatic dentistry, full of conflicts and contradictions. The approach of concepts such as: health promotion, and integrality health care have brought a luminosity to this study, a clarity look at at the practice in oral health. The historic Policy Oral Health was fundamental to compose the analysis of technological organization and work processes, as highlighted that the guiding line of practices has been performed, linearly, by approaches still very centered on biological knowledge of the illness. For a really new model as proposed by the PNSB turn the practice of oral health with new technological arrangements in the work process, other forms of ties and compromise to be desired. It is necessary to improve training and professional practice by adding new knowledge which will require new cultural and cognitive standards. It must be qualify the listening about the sufferings of the patient, to go beyond of the diagnosis of signs and symptoms, to capture subjectivities produced in the condition of illness. Perhaps these processes are able to legitimize the oral health as a component of health in a larger expression: a quality of life.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2013-10-23
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.