• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.23.2011.tde-30112011-164218
Documento
Autor
Nome completo
Mauricio Neves Gomes
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2011
Orientador
Banca examinadora
Francci, Carlos Eduardo (Presidente)
Briso, André Luiz Fraga
Mandarino, Fernando
Miranda Junior, Walter Gomes
Rodrigues, Flávia Pires
Título em português
Desproteinização do esmalte associada à técnica de remineralização no clareamento em consultório
Palavras-chave em português
Alteração de cor
Clareamento
Micro-CT
Resumo em português
Objetivo: avaliar cor, brilho, rugosidade e alterações ultraestruturais do esmalte dental clareado com peróxido de hidrogênio a 35 %, submetido ao tratamento prévio com agente desproteinizante, ou ao tratamento posterior com o agente remineralizador fosforopeptídeo de caseína/fosfato de cálcio amorfo (ACP-CPP). Material e Métodos: Os grupos experimentais foram: GC (controle/consultório): H2O2 a 35 % - 4 sessões de 8 min; GE1 (primer+consultório): NaOCl 5,25 % por 1 min, aplicação do H2O2 a 35 % como no GC; e GE2 (consultório+ACP): GC + ACP-CPP diariamente por 7 dias. Fragmentos contendo esmalte e dentina (n=8), obtidos de dentes bovinos, foram utilizados para avaliar cor, brilho e a rugosidade. Alteração de cor (E), parâmetros L* e b* foram determinados com colorímetro e o brilho superficial com glossímetro antes, imediatamente após (1h), 4 e 7 dias após o tratamento. Parâmetros de rugosidades, Ra, Rt e RSm, foram obtidos com perfilômetro de contato antes, imediatamente após o tratamento e 7 dias após os tratamentos. Os resultados de E, brilho superficial e rugosidade foram avaliados separadamente usando ANOVA 2 fatores e teste de Tukey (p=0,05). Para avaliar a alteração ultraestrutural, dentes pré-molares humanos, seccionados nos sentidos vestibulo-lingual e mesio distal foram observados em microscópio eletrônico de varredura, por emissão de campo, e realizada a quantificação de elementos químicos por EDS. Análise tridimensional da estrutura do esmalte foi realizada por microtomografia computadorizada (micro-CT) com resolução 11,24 m (n=8). Foram realizadas análises dos parâmetros estruturais: espessura estrutural (St.Th.), separação estrutural (St.Sp.) e índice de fragmentação (Fr.I.) antes e após os tratamentos em duas regiões: ROI 1= 56,2 m e ROI 2= 110,2 m, ambas a partir da superfície vestibular. Foi utilizado o teste t pareado para análise estatística de cada parâmetro estrutural. Resultados: Não houve diferença estatística entre os diferentes tratamentos de superfície para E, Ra e RSm. Imediatamente após o clareamento (1h) ocorreu maior aumento do L* e queda do brilho superficial que se manteve por 7 dias. O uso de agente desproteinizante em dentes bovinos não acentuou a redução do brilho do esmalte, mas a aplicação de ACP-CPP acarretou em maior perda brilho e aumento nos valores de rugosidade após 7 dias para Rt. A aplicação do agente desproteinizante previamente ao clareamento em dente humano revelou uma superfície mais lisa, sem alterar os parâmetros estruturais. Há uma maior quantidade de cálcio, formação de um manto de recobrimento após aplicação de ACP-CPP em torno dos prismas de esmalte, aumento de St.Th de 4,1m, menor espaçamento entre os cristais de hidroxiapatita e redução de St.Sp em 0,8 m e de Fr.I em 0,01 no ROI-1 após 7 dias. Conclusão: O uso de agente desproteinizante não altera a cor, brilho e a ultraestrutura inorgânica. A aplicação de ACP-CPP após a técnica de clareamento de consultório não contribui para alteração de cor, mas reduz o brilho e altera a ultraestrutura da porção mais externa do esmalte após 7 dias
Título em inglês
Enamel deproteinization associated to remineralization technique on in-office bleaching
Palavras-chave em inglês
Bleaching
Color changes
Micro-CT
Resumo em inglês
Purpose: To evaluate color, gloss, roughness and ultrastructural changes of enamel bleached with 35% hydrogen peroxide, subjected to previous treatment with deproteinized agent, or later treatment with remineralizing agent casein phosphopeptide-amorphous calcium phosphate (CPP-ACP). Materials and Methods: The experimental groups were: GC (control + in-office): 35% H2O2 - 4 sessions of 8 min; GE1(primer+in-office): 5.25% NaOCl during 1 min before the application of 35% H2O2 as done in GC, and GE2 (in-office+ACP-CPP): GC + ACP-CPP, daily applied during 7 days. Enamel and dentin blocks (n=8), obtained from bovine tooth, were used to evaluate color, gloss and roughness. Color changes (E), L* and b* parameters were done with a colorimeter and surface gloss with a glossimeter, before, immediately after (1h), 4 and 7 days after treatment. Roughness parameters, Ra, RT and Rsm, were done with a contact perfilometer before, immediately after and 7 days after treatments. ANOVA two-way and Tukeys test were performed to evaluate E, gloss and roughness separately (p=0.05). To access human pre-molar ultrastructural changes, teeth were cross-sectioned buccal-lingual and disto-mesio observed by scanning electron microscope, field emission gun, EDS to quantify chemical elements. Enamel three-dimensional images were analysed with microcomputed tomography (micro-CT) with resolution 11,24m (n=8). Structural parameters were analyzed: structural thickness (St.Th.), structural separation (St.Sp.) and fragmentation index (Fr.I.) before and after treatments in two regions of interest:ROI 1= 56,2m and ROI 2= 110,2 m, both from buccal surface. Paired t-test was done for analyses of each structural parameter. Results: There was no statistical difference among surface treatments to E, Ra and Rsm. Immediately after bleaching (1h) occured highest L* increase and decrease of surface gloss which remained until 7 days. Deproteinized agent applied on bovine tooth not emphasized enamel gloss reduction, but the CPP-ACP has resulted in a higher gloss reduction and roughness increase (Rt parameter) after 7 days. Deproteinized agent application previous to in- office bleaching observed a smooth surface, without structural parameters changes. There is a greater calcium quantity, forming a cover mantle after CPP-ACP application around enamel prisms, St.Th increase of 4,1m, less spacing between hydroxyapatite crystals and reductions of St.Sp of 0,8 m and Fr.I of 0,01 on ROI-1 after 7 days. Conclusion: Application of deproteinized agent does not change bovine enamel color, gloss and human enamel inorganic ultrastructure. CPP-ACP application after in-office bleaching does not contribute to color change, but decrease gloss of bovine enamel and change human enamel outermost ultrastructure portion after 7 days.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2012-03-08
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.