• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Doctoral Thesis
DOI
10.11606/T.23.2010.tde-22052010-095235
Document
Author
Full name
Thásia Luiz Dias Ferreira
E-mail
Institute/School/College
Knowledge Area
Date of Defense
Published
São Paulo, 2010
Supervisor
Committee
Freitas, Claudio Froes de (President)
Andara, Adalceinda Segunda Hernandez
Pereira, Marlene Fenyo Soeiro de Matos
Shinohara, Elio Hitoshi
Tolazzi, Ana Lucia
Title in Portuguese
Aplicação do ultrassom para avaliação de cavidades intra-ósseas, em mandíbulas de porco
Keywords in Portuguese
Cavidades intraósseas
Imaginologia
Ultrassom
Ultrassonografia
Abstract in Portuguese
O ultrassom é rotineiramente utilizado para avaliação de tecidos moles, contudo é um método que possui características importantes para avaliação não somente destes tecidos, mas dos ósseos também, além de possuir recursos diferenciais que auxiliariam muito no planejamento do tratamento e do prognóstico; embasados nessa premissa analisamos a possibilidade de avaliação de alterações intra-ósseas, por meio do ultrassom. A amostra foi constituída por cinco mandíbulas de porco, maceradas, e avaliadas nas regiões dos terceiros molares (tanto do lado direito quanto do esquerdo, totalizando 10 avaliações), por possuírem nessa região uma cripta óssea expressiva, o que simularia uma lesão intra-óssea. Para as avaliações ultrassonográficas dois grupos de três observadores foram formados, sendo um de CirurgiõesDentistas (Radiologistas) e outro de Médicos (Ultrassonografistas), os quais avaliaram, individualmente, a facilidade de visualização da imagem obtida por meio da ultrassonografia, bem como também o grau de translucidez do osso. Sendo que 46,6% das avaliações feitas pelos Cirurgiões-Dentistas foram ponderadas como de fácil visualização, 13,3% foram considerados de média dificuldade para avaliação, contra 23,3% que foram classificadas como de difícil localização, contudo 16,6% não foram possíveis de serem observadas. Os médicos classificaram como de fácil visualização 43,3% das ultrassonografias avaliadas, 23,3% como de média dificuldade, 20% de difícil observação e não conseguiram visualizar em 13,3% da amostra. Após avaliar os resultados encontrados e embasados na revisão da literatura foi possível concluir que: é possível se avaliar cavidades intraósseas por meio da ultrassonografia, contudo, para isso é necessário que a cortical óssea, por onde o feixe de ondas ultrassônicas vai penetrar, esteja adelgaçada; o US é um método imaginológico de fácil execução e interpretação, uma vez que os Cirurgiões- Dentistas que não tinham acesso, nem familiaridade, com este recurso imaginológico, conseguiram não só utilizá-lo, mas também compreender suas imagens, contudo em um grau discretamente menor em relação ao grupo formado por Médicos Ultrassonografistas, o que pode ser justificado por uma maior experiência por parte desses profissionais; mais estudos devem ser conduzido a fim de se explorar mais os benefícios e as vantagens que o US pode oferecer na área Odontológica.
Title in English
Application of ultrasound for evaluation of intraosseous cavities in pig jaw
Keywords in English
Imaging
Intraosseous cavities
Ultrasonography
Ultrasound
Abstract in English
Ultrasound (US) is routinely used for evaluation of soft tissues; however it is a method that has important features to evaluate not only these tissues, but also hard tissues that could help in the treatment planning and prognosis. This study analyzed the possibility of evaluation of intra-osseous changes, by means of US; grounded in this premise. The sample consisted of five macerated pig jaws, and the third molars areas (both the right and the left, totaling 10 ratings) were evaluated as these regions have a significant bone crypt, which simulate an intra-osseous lesion. For ultrasound images assessments two groups of three observers were trained, one of dentists (Radiology specialists) and other of physicians (US specialists), which evaluated individually, the visualization of the image obtained by US, and also the translucency degree of the bone. Dentists have been considered 46.6% of the assessments of easy viewing; 13.3% were considered of medium difficulty; 23.3% were classified as very difficult, although 16.6% were not found. Physicians considered 43.3% of images of easy viewing; 23.3% were considered of medium difficulty; 20% were classified as very difficult, although 13,3% were not found. Based on this results and the literature findings, it is possible to conclude that US is a useful tool for assessment of intraosseus cavities, but cortical bone should be thin so the sound waves can penetrate. US is an imaging method easy to perform and interpret, as the dentists, who had no access or familiarity with US, could interpret its images, at a slightly lower level than the US specialists, which can be explained by greater experience by these professionals. More studies should be conducted in order to explore the potential benefits and advantages of US utilization in Dentistry.
 
WARNING - Viewing this document is conditioned on your acceptance of the following terms of use:
This document is only for private use for research and teaching activities. Reproduction for commercial use is forbidden. This rights cover the whole data about this document as well as its contents. Any uses or copies of this document in whole or in part must include the author's name.
Publishing Date
2010-05-27
 
WARNING: Learn what derived works are clicking here.
All rights of the thesis/dissertation are from the authors
Centro de Informática de São Carlos
Digital Library of Theses and Dissertations of USP. Copyright © 2001-2023. All rights reserved.