• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Disertación de Maestría
DOI
10.11606/D.23.2007.tde-07052007-171745
Documento
Autor
Nombre completo
Daniela Forlin Pereira
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 2007
Director
Tribunal
Rodrigues, Celia Regina Martins Delgado (Presidente)
Ferreira, Sylvia Lavinia Martini
Palma, Domingos
Título en portugués
Fatores de risco associados à cárie dentária e ao alto nível de estreptococos mutans em crianças de 12 a 24 meses em creches do município de São Paulo - SP
Palabras clave en portugués
Cárie dentária
Crianças
Estreptococos mutans
Fatores de Risco
Prevalência
Resumen en portugués
O objetivo deste estudo foi avaliar, em crianças de creches públicas e filantrópicas do município de São Paulo, a prevalência de cárie dental e os fatores de risco relacionados à presença de cárie e presença de altos níveis de estreptococos mutans (SM). Foram incluídas variáveis denominadas sociodemográficas, condições de gestação e nascimento, variáveis fisiológicas do estado nutricional, aleitamento materno e alimentação complementar, hábitos alimentares, variáveis comportamentais e odontológicas. O estudo foi desenvolvido em parceria entre a Disciplina de Odontopediatria da Faculdade de Odontologia da Universidade de São Paulo (FOUSP) e a Disciplina de Nutrologia do Departamento de Pediatria da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP EPM). É parte integrante do Projeto Crecheficiente - Ações de Segurança e Educação Alimentar em Creches Públicas e Filantrópicas do Município de São Paulo. A população deste estudo foi constituída de 150 e 144 crianças, que participaram da avaliação odontológica e microbiológica respectivamente, entre 12 e 24 meses, de ambos os gêneros, regularmente matriculadas em cinco creches, sendo duas públicas e três filantrópicas. A coleta dos dados foi obtida por meio de entrevistas com as mães ou responsáveis, antropometria, coleta de sangue para dosagem de hemoglobina, avaliação odontológica (índices ceo-d e ceo-d modificado) e coleta salivar das mães e das crianças para teste de estreptococos mutans. Os dados obtidos foram analisados estatisticamente utilizando análise de regressão logística univariada, considerando o nível de significância a 5%. Foram utilizadas as mesmas variáveis de risco e seus respectivos pontos de corte nas análises univariadas da avaliação odontológica e microbiológica. Das crianças examinadas 7,3% apresentaram experiência de cárie, sendo encontrada uma média do índice ceo-d igual a 0,09 e ceo-d mod de 3,37, sem diferença entre gêneros e tipo de creche. Em relação à presença de cárie, a análise de regressão univariada indicou significância dos seguintes fatores: o tempo de matrícula na creche, aleitamento materno exclusivo menor de 60 dias, idade do primeiro contato com açúcar, e níveis altos de SM que favoreceram a ocorrência da doença, o número maior de irmãos e a presença de biofilme visível foram significantes e associados com proteção. Dentre os alimentos citados encontrados na dieta dos lactentes, observa-se que o consumo de mel e o consumo de refrigerantes favoreceram a ocorrência da cárie dentária. Em relação à presença de SM, 72,9% das crianças tinham este microrganismo presente na cavidade bucal sendo que 9,5% apresentavam altos níveis de SM. As variáveis que influenciaram significantemente os altos níveis de SM foram: idade da mãe, idade de introdução do açúcar e presença de cárie dentária na criança. Em relação aos hábitos alimentares apenas o consumo de petit suisse favoreceu a quantidade elevada de SM. A contagem dos níveis salivares de SM da mãe não foi significante.
Título en inglés
Risk factors of Dental carie and high levels of Mutans streptococci in children aged 12-24 months old in day care centers of São Paulo, SP
Palabras clave en inglés
Children
Dental caries
Mutans streptococci
Prevalence
Risk factors
Resumen en inglés
The aim of this study was to assess in children of public and philanthropic day care centers of São Paulo, the prevalence of dental carie and the risk factors associated to dental carie and high levels of mutans streptococci (MS). Were included variables denominated socio-demographic, pregnancy and birth conditions, physiological variables of nutrition status, breast feeding and complementary diet, dietary habits, behavior and dental variables. This study was the result of a partnership between the Pediatrics Department of the University of São Paulo and the Nutrology Department of Federal University of São Paulo, UNIFESP EPM. It is part of a larger study called Crecheficiente Project Security and Dietary Education actions of public and philanthropic day care centers of São Paulo city. The population of this study were consisted of 150 and 144 children that participated of the dental and microbiological evaluation respectively, between 12 and 24 years old, both gender, regularly registered in five day care centers, two publics and three philanthropic. The data collection were done by interviews with mothers or childrens responsible, anthropometry, bloody collection for hemoglobin, dental test (Knutson, dmf and modified dmf) and salivary collection from mothers and children for estreptococos mutans test analysis. Data analysis involved univariate logistic regression, The level of significance was set at 5%. The same variables presented at univariate analysis of the dental test and break point, were described into microbiological test. 7,3% of the children had dental carie. A mean of dmft index were 0,09 and modified dmft 3,37. No difference was found between gender and type of day care center. The univariate analyses indicated significance for caries experience: time of day care center admission, exclusive breast feeding least than 60 days, age of the first sugar contact, high levels of MS benefit caries, the major number of brothers and sisters, presence of dental plaque were associated to protection. The foods found in the dietary habits of the infants, honey and soft drinks exposed the occurrence of dental caries. For the streptococci mutans experience, 72,9% of the children had the microorganism present and 9,5% were high levels of MS. The variables that influence significantly this group were: mothers age, age of the first sugar contact and childrens carie experience. In the dietary habits, only the pettit suisses consume exposed to high levels of SM. The mothers mutans streptococci levels were not significant.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2010-08-24
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2022. Todos los derechos reservados.