• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Disertación de Maestría
DOI
https://doi.org/10.11606/D.22.2020.tde-06072020-160053
Documento
Autor
Nombre completo
Fabiana Carla Pontim Catani
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
Ribeirão Preto, 2020
Director
Tribunal
Fortuna, Cinira Magali (Presidente)
Feliciano, Adriana Barbieri
Matumoto, Silvia
Neves, Lis Aparecida de Souza
Título en portugués
O apoio matricial da vigilância epidemiológica na atenção primária à saúde: potencialidades e desafios frente aos casos de sífilis em gestantes
Palabras clave en portugués
Análise institucional
Apoio matricial
Atenção primária
Sífilis em gestante
Vigilância epidemiológica
Resumen en portugués
O tema surgiu a partir da experiência no quotidiano de trabalho em que me deparava com casos de Sífilis em gestantes inadequadamente seguidos pelas equipes na atenção primária e a frequentes problemas no preenchimento das fichas de notificação compulsória que me instigaram ao desafio de acompanhar as equipes de forma mais próxima e realizar um trabalho de vigilância com uma visão que vai além da doença. As equipes de vigilância epidemiológica possuem uma trajetória histórica de um fazer mais centralizador e normativo. A fim de se buscar formas de avançar frente aos obstáculos encontrados diariamente, surgiu a questão: "Quais as potencialidades e limites do apoio matricial realizado pela Vigilância Epidemiológica às equipes de uma de Saúde da Família para o acompanhamento das gestantes com diagnóstico de Sífilis?" Tem-se o objetivo de analisar as potencialidades e os limites do apoio matricial da Vigilância Epidemiológica às equipes em uma unidade de Saúde da Família para o acompanhamento das gestantes com diagnóstico de Sífilis. Trata-se de um Estudo qualitativo, com aproximação à abordagem sócio-clínica institucional, vertente da análise institucional francesa: realizado em um município do interior de do estado de São Paulo, em uma unidade de Estratégia de Saúde da Família por meio da realização de nove encontros de Apoio Matricial e um encontro de restituição com as equipes tendo como tema o acompanhamento das gestantes com diagnóstico de sífilis. Este estudo possibilitou a aproximação entre a Vigilância Epidemiológica e as equipes de unidade básica de saúde, promovendo espaços para reflexão dos processos de trabalho e frente às dificuldades diárias em lidar com a complexidade da subjetividade dos trabalhadores e usuários. Através dos encontros com as equipes se oportunizaram reflexões coletivas em que se pode conhecer melhor sua realidade, e também identificar suas potencialidades e suas limitações do apoio matricial no cuidado à gestante com diagnóstico de Sífilis. Como potencialidade do apoio matricial da vigilância epidemiológicas às equipes de atenção básica, destaca-se a modificação da postura do vigilante epidemiológico frente às equipes, a produção de vínculos que facilitam a exposição de dúvidas e aprendizagens conjuntas. Como desafio encontrou-se o modo de funcionamento hierarquizado das equipes, dificuldades em relação ao hábito de se colocar em análise, entre outros. Considera-se como aplicabilidade na prática profissional a implantação e implementação de processos de apoio desenvolvidos pelas equipes de vigilância às equipes de atenção primária construindo aprendizados coletivos. O apoio matricial ancorado em referenciais como o da análise institucional pode ser uma tecnologia inovadora para os profissionais da vigilância epidemiológica. O fato de quase não haver até o momento publicações, sobretudo indexadas e que abordem esta temática torna esta pesquisa, inovadora no aspecto de trazer esta nova forma de atuar propondo processos de trabalho em saúde mais efetivos e afetivos, a fim de promover a transformação da relação dos trabalhadores com suas práticas e proporcionar maior resolutividade no acompanhamento de cada pessoa em sua singularidade
Título en inglés
Matrix support of epidemiological surveillance in primary health care: potentialities and challenges in the case of syphilis in pregnant women
Palabras clave en inglés
Epidemiological surveillance
Institutional analysis
Matrix support
Primary attention
Syphilis in pregnant women
Resumen en inglés
The theme arose from my daily work experience in which I was faced with cases of Syphilis in pregnant women inadequately followed by the teams in primary care and frequent problems in filling out the compulsory notification forms that instigated me to the challenge of monitoring the teams properly. closer and carry out surveillance work with a vision that goes beyond the disease. Epidemiological surveillance teams have a historical trajectory of doing more centralized and normative. In order to search for ways to move forward in the face of the obstacles encountered daily, the question arose: "What are the potentials and limits of the matrix support provided by the Epidemiological Surveillance to the teams of a Family Health service for the monitoring of pregnant women diagnosed with Syphilis?" The objective is to analyze the potential and limits of the matrix support of Epidemiological Surveillance to teams in a Family Health unit for the monitoring of pregnant women diagnosed with Syphilis. This is a qualitative study, approaching the institutional socio-clinical approach, part of the French institutional analysis: carried out in a municipality in the interior of the state of São Paulo, in a Family Health Strategy unit through the realization of nine Matrix Support meetings and a restitution meeting with the teams with the theme of monitoring pregnant women diagnosed with syphilis. This study enabled the approximation between the Epidemiological Surveillance and the teams of the basic health unit, promoting spaces for reflection of the work processes and facing the daily difficulties in dealing with the complexity of the subjectivity of workers and users. Through the meetings with the teams, collective reflections were made possible in which it is possible to get to know their reality better, and also to identify their potential and their limitations of matrix support in the care of pregnant women diagnosed with Syphilis. As a potential for the matrix support of epidemiological surveillance to primary health care teams, the modification of the epidemiological vigilant's attitude towards the teams stands out, the production of bonds that facilitate the exposure of doubts and joint learning. As a challenge, the teams' hierarchical functioning was found, difficulties in relation to the habit of putting themselves in analysis, among others. It is considered as applicability in professional practice the implementation and implementation of support processes developed by the surveillance teams to the primary care teams, building collective learning. Matrix support anchored in references such as institutional analysis can be an innovative technology for professionals in epidemiological surveillance. The fact that there are almost no publications so far, mainly indexed and that address this theme, makes this research innovative in the aspect of bringing this new way of acting proposing health work processes more effective and affective, in order to promote the transformation of health. relationship of workers with their practices and provide greater resolution in monitoring each person in their uniqueness
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2020-07-08
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2021. Todos los derechos reservados.