• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.22.2010.tde-26042010-103536
Documento
Autor
Nome completo
Valéria de Cássia Sparapani
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2010
Orientador
Banca examinadora
Nascimento, Lucila Castanheira (Presidente)
Martinelli Junior, Carlos Eduardo
Zanetti, Maria Lucia
Título em português
O manejo do Diabetes Mellitus tipo 1 na perspectiva de crianças
Palavras-chave em português
Criança
Diabetes Mellitus Tipo 1
Enfermagem Pediátrica
Manejo
Resumo em português
O adequado manejo do DM Tipo 1 tem se tornado um desafio, principalmente para as próprias crianças, em virtude da presença de comportamentos, habilidades e conhecimentos inadequados que colaboram para a não adesão ao tratamento e para aumento de complicações em longo prazo. Estudos têm demonstrado que compreender as experiências de vida das crianças nos seus diversos espaços, valorizando-as e buscando maior aproximação com as mesmas, pode contribuir para a partilha do conhecimento sobre o manejo do diabetes e para o maior envolvimento da criança no cuidado. O objetivo deste trabalho foi compreender, na perspectiva de crianças com DM Tipo 1, os fatores que interferem no manejo da doença. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, de natureza exploratória. Participaram do estudo 19 crianças. Utilizamos a entrevista semiestruturada e, como recurso facilitador da comunicação com a criança, os fantoches. Esses brinquedos foram confeccionados pelas próprias crianças e criou-se, também, um cenário que ilustrou e complementou a utilização dos fantoches no dia da entrevista. A análise dos dados empíricos foi feita por meio da análise de conteúdo. Os resultados evidenciaram a compreensão do que é ser criança com diabetes e dos fatores relacionados à sua existência, como seus sentimentos e percepções. A compreensão da interação da criança com os conhecimentos que possui sobre a sua doença, sua inserção no processo do autocuidado, as habilidades desenvolvidas e os recursos disponíveis para lidar com as demandas da doença constituem fatores que interferem de forma positiva ou negativa no manejo da doença e merecem ser foco de atenção dos profissionais de saúde. Todos esses elementos atuam dinamicamente nos espaços do cotidiano da criança, tais como o familiar, o escolar, o de amizades, o de lazer e o dos serviços de saúde, atuando como fatores que fragilizam ou potencializam o manejo da doença. O apoio de familiares, amigos, professores e profissionais de saúde que compartilham as experiências de ser uma criança com diabetes mostrou-se essencial para o alcance do adequado manejo. Além disso, o conhecimento adquirido por estes atores e pela própria criança interfere diretamente no manejo do DM Tipo 1. Os resultados deste estudo evidenciam ações que visam a fortalecer o trabalho da equipe multidisciplinar no cuidado da criança com diabetes e apontam cenários de atuação que podem ser incrementados pelos profissionais de saúde. O enfermeiro ocupa posição privilegiada para identificar e operacionalizar ações apropriadas ao estágio de desenvolvimento da criança e às suas necessidades, em todos os espaços em que vive, atuando, assim, em consonância com todos os envolvidos em prol do sucesso do manejo da doença.
Título em inglês
Type 1 Diabetes Mellitus management from children's perspective
Palavras-chave em inglês
Child
Handling
Pediatric Nursing
Type 1 Diabetes Mellitus
Resumo em inglês
The adequate handling of Type 1 DM has become a challenge, mainly for the children themselves, due to the presence of inadequate behaviors, skills and knowledge that contribute to non-adherence to treatment and increased complications in the long term. Research has demonstrated that understanding children's life experiences in their different spaces, valuing them and seeking greater approximation, can contribute to knowledge sharing on diabetes management and to the children's greater involvement in care. This research aimed to understand, from the perspective of children with Type 1 DM, the factors that interfere in the management of this disease. This is a qualitative and exploratory research. Study participants were 19 children. Semi-structured interviews were used and, to facilitate communication with the child, puppets, which the children made themselves. A scenario was also created to illustrate and complement the use of puppets on the day of the interview. Content analysis was used for empirical data analysis. Results evidenced the understanding of what it means to be a child with diabetes and the factors related to his/her existence, such as feelings and perceptions. Understanding of these children's interaction with their knowledge about their disease, their insertion in the self-care process, developed skills and resources available to deal with the demands of the disease constitute factors that interfere positively or negatively in disease management and deserve further attention from health professionals. All of these elements act dynamically in the child's daily spaces, such as the family, school, friendships, leisure and health services, as factors that weaken or strengthen disease management. Support from relatives, friends, teachers and health professionals who share the experiences of being a child with diabetes showed to be essential to achieve adequate management. Moreover, the knowledge these actors and the children themselves acquire interferes directly in Type 1 DM management. These study results evidence actions aimed at strengthening the work of the multidisciplinary team in care delivery to children with diabetes and indicate activity scenarios which health professionals can build upon. Nurses play a privileged role to identify and put in practice actions that are appropriate for the children's development stage and needs, in all spaces they live in. Thus, they act in line with all parties involved with a view to successful disease management.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
ValeriaSparapani.pdf (3.20 Mbytes)
Data de Publicação
2010-08-24
 
AVISO: O material descrito abaixo refere-se a trabalhos decorrentes desta tese ou dissertação. O conteúdo desses trabalhos é de inteira responsabilidade do autor da tese ou dissertação.
  • Nascimento, Lucila Castanheira, et al. DIABETES MELLITUS TIPO 1: EVIDENCIAS DA LITERATURA PARA SEU MANEJO ADEQUADO, NA PERSPECTIVA DE CRIANÇAS [doi:10.1590/S0080-62342011000300031]. Revista da Escola de Enfermagem da USP [online], 2011, vol. 45, p. 764-769.
  • Oliveira de, Beatriz Rosana Gonçalves, et al. Entrevista: técnica de coleta de dados em pesquisas qualitativas com crianças conduzidas por enfermeiros [doi:10.1590/S0034-71672010000200020]. Revista Brasileira de Enfermagem [online], 2010, vol. 63, p. 300-306.
  • Sparapani, Valéria de Cássia, et al. A criança com diabetes mellitus tipo 1 e seus amigos: a influência desta interação no manejo da doença [doi:10.1590/S0104-11692012000100016]. Revista Latino-Americana de Enfermagem (USP. Ribeirão Preto. Impresso) [online], 2012, vol. 20, p. 117-125.
  • Sparapani, Valéria de Cássia, et al. The use of puppets as a strategy for communicating with children with type 1 diabetes mellitus (vinculado à dissertação). Journal of Nursing Education and Practice , 2014.
  • Sparapani, Valéria de Cássia, e Nascimento, Lucila Castanheira. Crianças com diabetes mellitus tipo 1: fortalezas e fragilidades no manejo da doença [doi:10.4025/cienccuidsaude.v8i2.8211]. Ciência, Cuidado e Saúde [online], 2009, vol. 8, p. 274-279.
  • Sparapani, Valéria de Cássia, e Nascimento, Lucila Castanheira. Recursos Pedagógicos para a Educação de Crianças com Diabetes Mellitus Tipo 1. Saúde & Transformação Social / Health & Social Change, 2010, vol. 1, p. 113-119.
  • Sparapani, Valéria de Cássia, Jacob, Eufemia, e Nascimento, Lucila Castanheira. What is It like to be a child with type 1 diabetes mellitus. Pediatric Nursing, 2014.
  • SPOSITO, A. M. P., et al. ESTRATÉGIAS LÚDICAS DE COLETA DE DADOS COM CRIANÇAS COM CÂNCER: REVISÃO INTEGRATIVA (vinculado à dissertação de mestrado). Revista Gaúcha de Enfermagem (UFRGS. Impresso), 2013, vol. 34, p. 187-195.
  • Amaral, Mariana Junco, et al. Diabetes mellitus 1: evidências da literatura para seu adequado manejo, na perspective de crianças. In III Congresso Brasileiro de Enfermagem Pediátrica e Neonatal e XVI Encontro Catarinense de Enfermagem Pediátrica, Florianópolis, 2009. III Congresso Brasileiro de Enfermagem Pediátrica e Neonatal e XVI Encontro Catarinense de Enfermagem Pediátrica., 2009. Resumo.
  • Amaral, Mariana Junco, Sparapani, Valéria de Cássia, e Nascimento, Lucila Castanheira. Crianças e adolescentes com diabetes mellitus tipo 1: fortalezas e fragilidades no manejo da doença. In 16º Simpósio Internacional de Iniciação Científica da USP - SIICUSP, Ribeirão Preto, 2008. Anais - 16º Simpósio Internacional de Iniciação Científica da USP.São Paulo : Universidade de São Paulo, 2008. Resumo.
  • ANDRADE, R. C., Sparapani, Valéria de Cássia, e NASCIMENTO, L. C. Type 1 diabetes mellitus management in school: chirldren's opinion. In VIII Conference Global Network of Who Collaborating Centres for Nursing & Midwifery, São Paulo, 2010. VIII Conference Global Network of Who Collaborating Centres for Nursing & Midwifery., 2010. Resumo.
  • MICA, T. M., Sparapani, Valéria de Cássia, e NASCIMENTO, L. C. Interviewing children in qualitative research: using puppets. In VIII Conference Global Network of Who Collaborating Centres for Nursing & Midwifery, São Paulo, 2010. VIII Conference Global Network of Who Collaborating Centres for Nursing & Midwifery., 2010. Resumo.
  • Oliveira de, Beatriz Rosana Gonçalves, et al. A entrevista como técnica de coleta de dados em pesquisas com crianças e adolescentes realizadas por enfermeiros. In 60º Congresso Brasileiro de Enfermagem - CBEn: Espaço de Cuidado, Espaços de Poder: Enfermagem e Cidadania, Belo Horizonte, 2008. Anais do 60º Congresso Brasileiro de Enfermagem - CBEn: Espaço de Cuidado, Espaços de Poder: Enfermagem e Cidadania.Belo Horizonte : Associação Brasileira de Enfermagem - Seção MG, 2008. Resumo.
  • SILVA, R.L.F., et al. A percepção das necessidades de aprendizagem entre crianças sobre o manejo do diabetes mellitus tipo 1. In 18º Congresso Brasileiro Multidisciplinar em Diabetes, São Paulo - SP, 2013. 18º Congresso Brasileiro Multidisciplinar em Diabetes: traduzindo a atualização científica para a prática.São Paulo : Associação Nacional de Assistência ao Diabético, 2013. Resumo.
  • SILVA, R.L.F., et al. Necessidades de aprendizagem para o manejo do diabetes Mellitus tipo I na percepção da criança. In I Simpósio de Humanização e VII Encontro de Humanização da Cia do Riso, Ribeirão Preto, 2012. Resumo dos Anais do I Simpósio de Humanização e VII Encontro de Humanização da Cia do Riso., 2012. Resumo.
  • Sparapani, Valéria de Cássia, et al. A utilização de fantoches como estratégia de comunicação com crianças com diabetes mellitus tipo 1 em pesquisa qualitativa. In III Congresso Brasileiro de Enfermagem Pediátrica e Neonatal e XVI Encontro Catarinense de Enfermagem Pediátrica, Florianópolis, 2009. III Congresso Brasileiro de Enfermagem Pediátrica e Neonatal e XVI Encontro Catarinense de Enfermagem Pediátrica., 2009. Resumo.
  • Sparapani, Valéria de Cássia, e Nascimento, Lucila Castanheira. Crianças e adolescentes com diabetes mellitus tipo 1: fortalezas e fragilidades no manejo da doença. In Congresso Brasileiro de Ensino e Pesquisa em Saúde da Criança e do Adolescente, Rio de Janeiro, 2008. Revista da Sociedad de Pediatria do Estado do Rio de Janeiro.Rio de Janeiro : Sociedad de Pediatria do Estado do Rio de Janeiro, 2008. Resumo.
  • Sparapani, Valéria de Cássia, Oliveira, S.C., e NASCIMENTO, L. C. Grupo Operativo com crianças e adolescentes com diabetes mellitus tipo 1 e seus cuidadores: relato de experiência. In 18º Congresso Brasileiro Multidisciplinar em Diabetes, São Paulo, 2013. Anais do 18º Congresso Brasileiro Multidisciplinar em Diabetes., 2013. Resumo.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.