• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.22.2011.tde-18072011-110713
Documento
Autor
Nome completo
Leila Maria Quiles Cestari
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2011
Orientador
Banca examinadora
Ribeiro, Rosane Pilot Pessa (Presidente)
Abumusse, Luciene Vaccaro de Morais
Carlo, Marysia Mara Rodrigues do Prado de
Título em português
Os papéis ocupacionais de mulheres com aneroxia nervosa
Palavras-chave em português
Anorexia Nervosa
Desempenho de Papéis
Transtornos Alimentares
Resumo em português
A anorexia nervosa (AN) é um dos principais tipos de transtornos alimentares, caracterizado por uma limitação dietética auto-imposta pelo paciente, com temor intenso de engordar, recusa em manter o peso na faixa normal mínima e alteração na percepção da forma e do tamanho corporais. Geralmente apresenta graves complicações de saúde devido a seu estado nutricional e comorbidades psiquiátricas que dificultam o tratamento. Por esses aspectos, pacientes com AN tendem a apresentar dificuldades na vida cotidiana e no desempenho dos papéis ocupacionais, os quais são responsáveis por auxiliar na organização do comportamento do indivíduo e na construção de sua identidade envolvendo- o em contextos e posições sociais. O objetivo desta pesquisa é entender como se configuram os papéis ocupacionais dos sujeitos com AN. O estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa do HCFMRP-USP (processo nº 9109/2008). A casuística foi composta por 11 sujeitos diagnosticados com AN (GE), todos adultos do sexo feminino, que estavam em tratamento no Grupo de Assistência em Transtornos Alimentares (GRATA) do Hospital das Clinicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (HCFMRP-USP). Um grupo controle (GC) foi formado com 11 mulheres adultas. A metodologia desenvolvida é quali-quantitativa; os dados foram coletados pela aplicação da "Lista de Identificação de Papéis Ocupacionais" e de uma entrevista semiestruturada audiogravada com 3 mulheres do GE. Os dados quantitativos foram analisados pelo Teste Exato de Fisher e os dados qualitativos pelo método de análise de conteúdo temática. Os resultados obtidos mostraram que de modo geral, houve mudança, com perda de papéis no desempenho ocupacional devido à AN. Na comparação entre os grupos, os papéis que tiveram resultados estatisticamente significativos em relação ao padrão de desempenho foram o de trabalhador, voluntário, amigo, e passatempo amador. Pela análise dos dados qualitativos, quatro temas emergiram das entrevistas: Percepções anteriores ao diagnóstico de AN, Percepções frente ao diagnóstico de AN, Percepção da interferência da AN no desempenho de papéis ocupacionais e Desejos para o futuro. Embora todos os papéis ocupacionais tenham sido influenciados pelo transtorno, as pacientes não percebem as perdas trazidas pela AN. Elas mostraram-se ambivalentes em relação ao adquirir papéis esperados para o adulto em relação ao que se espera para o adolescente, época do início do transtorno. Além disso, apresentavam dificuldade no relacionamento social e familiar, com prejuízo em relação às atividades e participação social o que sugere que o isolamento social, a preocupação com o outro e a diminuição destas atividades poderiam ter iniciado em fases mais precoces, anteriormente à doença. Esses resultados demonstraram a importância de avaliar questões ocupacionais no tratamento da AN, com vistas a diminuir os possíveis prejuízos psicossociais. Ainda, outros estudos tornam-se necessários para compreender essas dificuldades sociais iniciadas na infância e pré adolescência como um possível fator precipitante do transtorno.
Título em inglês
The occupational roles of women with nervous anorexia
Palavras-chave em inglês
Eating Disorders
Nervous Anorexia
Performance Roles
Resumo em inglês
The anorexia nervosa (AN) is one of the main types of eating disorders, characterized by a self-imposed dietary restriction by the patient, with intense fear of gaining weight, refusal to maintain weight in the normal range and change in the perception of body shape. The patient usually presents serious health complications due to his nutritional status and psychiatric comorbidities, which complicate the disease's treatment. Because of that the patient usually has difficulties in daily life and performance of occupational roles, which are responsible for assisting in the organization of individual behavior and get his identity besides involve him in social contexts and positions. The objective of this research is to understand how to configure the occupational roles of the subjects with AN. The study was approved by Ethics Committee in Research of HCFMRP-USP (process n º 9109/2008). The specific case included a research group with eleven diagnosed subjects with AN (GE - in portuguese Grupo Experimental), adult women, who were under treatment at the Assistance Group on Eating Disorders (GRATA - in portuguese Grupo de Assistência em Transtornos Alimentares ) of Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto belonging to Medicine College (USP-HCFMRP) . A control group (CG) was created with eleven adult women. The methodology is qualitative and quantitative; the data was collected by applying the "Identification List of Occupational Roles" and through a semi structured interview audio recorded with three GP women. Quantitative data were analyzed by Fisher's Exact Test and the qualitative one by the Thematic Analysis of Content. The results show that there is usually loss of occupational performance roles due to the AN. Comparing the groups, the roles that had significant results regarding the standard of performance were the worker, volunteer, friend and hobby. Through the qualitative data analysis four themes emerged from the interviews: Perceptions before to the Diagnosis of AN, Perceptions With the Diagnosis of AN, Perception of AN Interference in the Occupational Roles Performance and Wishes to the future. Although all occupational roles have been influenced by the disorder, patients do not realize the losses caused by the AN. They had present themselves ambivalent about getting adult expected roles to what is expected for the adolescent, age of onset of the disorder. Moreover, they present social and familiar relationships difficulties, with loss in activities and social participation which suggests the social isolation, but the lack of concern with others and reduction of these activities may have started in a previous stage of the disease. These results demonstrate the importance of occupational activities in the treatment of AN, to reduce the possible psychosocial damage. Still other studies are needed to understand these social difficulties started in childhood or adolescence as a factor that may indicate the development of this disorder.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2011-08-15
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.