• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.22.2013.tde-12062013-195851
Documento
Autor
Nome completo
Laiane Medeiros Ribeiro
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2013
Orientador
Banca examinadora
Scochi, Carmen Gracinda Silvan (Presidente)
Funez, Mani Indiana
Castral, Thaíla Corrêa
Leite, Adriana Moraes
Warnock, Fay
Título em português
O leite humano e a sacarose 25% no alivio da dor em prematuros submetidos ao exame de fundo de olho: ensaio clinico randomizado
Palavras-chave em português
Dor
Enfermagem Neonatal.
Leite Humano
Prematuro
Retinopatia da Prematuridade
Sacarose
Resumo em português
O objetivo geral deste estudo foi investigar o efeito do leite humano na redução de respostas biocomportamentais de dor em RNPTs submetidos ao exame de fundo de olho para diagnóstico precoce da retinopatia da prematuridade, em comparação com a sacarose 25%. Trata-se de ensaio clínico randomizado, realizado na unidade neonatal de um hospital universitário de Ribeirão Preto-SP, com 48 prematuros distribuídos randomicamente em dois grupos: leite humano e sacarose, administrados por via oral 2 minutos antes do procedimento doloroso. As variáveis dimensionadas foram mímica facial da escala de dor NFCS, choro, frequência cardíaca e cortisol salivar. A coleta de dados foi realizada em cinco períodos para a mímica facial e o NFCS: basal (05 minutos), olho direito e olho esquerdo, recuperação imediata (05 minutos após o procedimento) e recuperação tardia (05 minutos após a recuperação imediata); quatro períodos para a frequência cardíaca e o choro: basal (05 minutos), procedimento, recuperação imediata e tardia. O cortisol salivar foi coletado antes do início do exame de fundo de olho (basal), após 30 (cortisol resposta) e 60 (cortisol recuperação) minutos do término do exame. O projeto foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da instituição e foi registrado no Australian and New Zeland Clinical Trials. O Teste de Kolmogorov-Smirnov e o Teste t-student mostraram que os grupos são comparáveis. Para análise das variáveis de desfecho, utilizou-se a Análise de Variância com Medidas Repetidas (RM-ANOVA). Após testar a homogeneidade das variáveis (teste de Levene), foi avaliado o pressuposto da esfericidade das matrizes de variância (teste de Mauchly). Assumindo-se a esfericidade, adotaram-se a análise multivariada, com valor de épsilon < 0,75, e a estatística de Wilk´s Lambda. Para valores de épsilon > 0,75, adotaram-se a análise univariada e a estatística de Hunh-Feldt (HF) ou Greenhouse-Geisser. Para as variáveis categóricas, foi utilizado o teste Qui-quadrado ou Teste exato Fisher. O efeito do leite humano no alívio da dor, decorrente do exame de fundo de olho, não diferiu estatisticamente da sacarose 25%, ao avaliarmos a duração da presença de fronte saliente [Wilk's Lamba=0,918, F=0,960, p=0,241], do sulco nasolabial [Wilk's Lambda=0,883; F=1,43; p=0,241] e do choro [Wilk's Lambda=0,964; F=3,44; p=0,656], e o escore médio do NFCS adaptado ao considerarmos essas duas ações da mímica facial [Wilk's Lambda=0,924; F=0,884; p=0,481], a FC [Wilk's Lambda=0,977; F=3,44; p=0,792] e a concentração de cortisol salivar [Wilk's Lambda=0,978; F=2,45; p=0,612]. A comparação intrasujeitos mostrou diferença significativa nos períodos de coleta dos dados, com aumento nos escores do NFCS, na duração da fronte saliente e do sulco nasolabial, durante o exame do fundo de olho direito e esquerdo, como também no aumento do choro, durante o procedimento doloroso, em comparação com os períodos basal, recuperação inicial e tardia. A concentração do cortisol salivar aumentou significativamente aos 30 e 60 minutos após o procedimento, em comparação com os valores do cortisol basal; não houve diferença entre o cortisol resposta (30 minutos) e recuperação (60 minutos). A duração do sulco nasolabial, do choro e os escores do NFCS no basal não diferiram significativamente dos valores encontrados na recuperação inicial e tardia. Na FC, houve diferença no basal em relação à recuperação imediata, e na duração da fronte saliente houve diferença nas duas recuperações. Concluímos que o efeito do leite humano, na redução das respostas biocomportamentais de dor em prematuros submetidos ao exame de fundo de olho para diagnóstico da retinopatia da prematuridade, não é superior ao efeito obtido com a sacarose 25%, rejeitando-se a hipótese alternativa.
Título em inglês
Human milk and 25% sucrose for pain relief in premature newborns submitted to the ocular fundus examination: randomized clinical trial
Palavras-chave em inglês
Human Milk
Neonatal Nursing
Pain
Premature
Retinopathy of Prematurity
Sucrose
Resumo em inglês
The general aim of this study was to investigate the effect of human milk on reducing biobehavioral pain responses in PN's undergoing the ocular fundus examination for the early diagnosis of retinopathy of prematurity, compared with 25% sucrose. This is a randomized clinical trial conducted in the neonatal unit of a university hospital of Ribeirão Preto-SP, with 48 premature newborns randomly distributed into two groups: human milk and sucrose, orally administered 2 minutes before the painful procedure. The variables investigated were the facial movements of the NFCS pain scale, crying, heart rate (HR) and salivary cortisol levels. Data collection was conducted in five periods for the facial movements and NFCS: baseline (05 minutes), right eye and left eye, immediate recovery (05 minutes after the procedure) and delayed recovery (05 minutes after immediate recovery); and in four periods for heart rate and crying: baseline (05 minutes), procedure, immediate and delayed recovery. Salivary cortisol was collected before the start of the fundus examination (baseline), and at 30 minutes (cortisol response) and 60 minutes (cortisol recovery) after the end of the examination. The project was approved by the Research Ethics Committee and was registered in the Australian and New Zealand Clinical Trials. The Kolmogorov-Smirnov test and Student's t-test showed that the groups were comparable. For the analysis of the outcome variables, the Analysis of Variance with Repeated Measures (RM-ANOVA) was used. After testing the homogeneity of the variables (Levene's test) the assumption of sphericity of the variance matrices was evaluated (Mauchly's test). Assuming sphericity, multivariate analysis was adopted, with a < 0.75 value of epsilon and Wilk's Lambda statistic. For values of epsilon > 0.75, univariate analysis and the Hunh-Feldt (HF) or Greenhouse-Geisser statistic were adopted. For the categorical variables, the chi-square test or Fisher exact test was used. The effect of human milk on pain relief, arising from the ocular fundus examination, did not differ statistically from 25% sucrose, when the duration of the presence of brow lowering [Wilk's Lambda=0.918; F=0.960; p=0.241], of deepening of the naso-labial furrow [Wilk's Lambda=0.883; F=1.43; p=0.241] and of crying [Wilk's Lambda=0.964; F=3.44; p=0.656] were evaluated, as well as the mean score of the NFCS adapted to consider these two facial movement actions [Wilk's Lambda=0.924; F=0.884; p=0.481], the HR [Wilk's Lambda=0.977; F=3.44; p=0.792] and the salivary cortisol concentration [Wilk's Lambda=0.978; F=2.45; p=0.612]. The intra-subject comparison showed a significant difference in the data collection periods, with an increase in the NFCS scores, in the duration of brow lowering and naso-labial furrow deepening, during the examination fundus of the right and left eyes, as well as increased crying during the painful procedure, compared with the baseline period, immediate and delayed recovery. The concentration of salivary cortisol increased significantly at 30 and 60 minutes after the procedure, compared with the baseline cortisol values; there was no difference between cortisol response (30 minutes) and recovery (60 minutes). The duration of naso-labial furrow deepening, of crying and the NFCS scores at the baseline did not differ significantly from the values found in the immediate and delayed recovery. In the HR, there was no difference between the baseline and the immediate recovery, and in the duration of brow lowering there was no difference in the two recoveries. We conclude that the effect of human milk, on the reduction of biobehavioral responses to pain in preterm infants undergoing the ocular fundus examination for the diagnosis of retinopathy of prematurity, is not greater than the effect obtained with 25% sucrose, rejecting the alternative hypothesis.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2013-06-18
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.