• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.22.2013.tde-12062013-163124
Documento
Autor
Nome completo
Luis Carlos Lopes Junior
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2013
Orientador
Banca examinadora
Santos, Milena Jorge Simões Flória Lima (Presidente)
Camargo, Rosangela Andrade Aukar de
Ferraz, Victor Evangelista de Faria
Título em português
Análise do ensino de genética e genômica em cursos de graduação em enfermagem no Brasil
Palavras-chave em português
Currículo.
Educação em Enfermagem
Ensino
Genética
Genômica
Resumo em português
Após a conclusão do Projeto Genoma Humano, uma quantidade imensurável de conhecimentos genômicos surgiu e, atualmente, se torna essencial sua integração à prática profissional de enfermeiros. Esses conhecimentos vêm transformando o modelo de atenção à saúde, com implicações para a enfermagem e repercussões no ensino, na assistência e na pesquisa. Embora já seja reconhecida a importância da genética e da genômica na educação de enfermeiros, levantamentos realizados em diversos países mostram que esses conteúdos ainda são limitados nos cursos de graduação desses profissionais, sendo desconhecida a situação nas escolas de enfermagem do Brasil. O principal objetivo desse estudo foi identificar as oportunidades existentes de educação em genética e genômica, oferecidas por cursos brasileiros que graduam enfermeiros. Trata-se de pesquisa exploratória, tipo survey, com delineamento transversal e abordagem quantitativa, realizada no período de fevereiro de 2011 a novembro de 2012. A amostra de conveniência compreendeu 311 Instituições de Ensino Superior cadastradas junto ao Ministério da Educação. Após aprovação do Comitê de Ética em Pesquisa, os dados foram coletados por meio de questionário eletrônico, com questões sobre: a instituição, o docente, o ensino de genética e/ou de genômica e as "Competências Essenciais de Enfermagem e Diretrizes Curriculares para Genética e Genômica". Esse instrumento foi validado por meio da Técnica Delphi, seguido por estudo-piloto. Os dados foram armazenados no SurveyMonkey (ferramenta de questionário online), exportados diretamente para planilhas do Microsoft Excel e analisados por meio de estatística descritiva. Responderam ao questionário 138 coordenadores de cursos de enfermagem (44,4%) e 49 docentes de genética (61,2%). A disciplina de genética está presente na maioria dos cursos investigados (67,3%), sendo obrigatória em 81,6% destes, com carga horária média de 36hs. É ministrada, principalmente, por biólogos (77,6%), mestres (83,7%) e doutores (63,3%) nessa área. Seu enfoque principal tem sido em conteúdos de biologia molecular e de genética básica. A estratégia de ensino-aprendizagem mais utilizada na disciplina é a de aulas teóricas (81,6%), com avaliação somativa (57,1%). Quanto às "Competências Essenciais", a maioria dos coordenadores e docentes de genética concordou com as seguintes: "O enfermeiro facilita ao cliente a referência a serviços de genética e genômica especializados, quando necessário." (63,8%; 71,5%); e "O enfermeiro identifica clientes que possam se beneficiar de informações e/ou serviços de genéticas e genômica, com base nos dados coletados." (58%;73,4%), respectivamente. Esses dados demonstram que esses profissionais parecem ter ainda uma visão um tanto conservadora sobre o ensino de genética/genômica para enfermagem. Os resultados desse estudo têm potencial para oferecer subsídios a reflexões sobre o preparo da força de trabalho em enfermagem na era genômica, em consonância com o Sistema Único de Saúde brasileiro. Vislumbra-se que essa pesquisa poderá contribuir com o estabelecimento de diretrizes que possam ser úteis na elaboração dos currículos de graduação e pós-graduação de enfermeiros, bem como no planejamento de atividades de educação permanente, no Brasil e em outros países de língua portuguesa. Dessa forma, estudantes e profissionais de enfermagem poderão alcançar as competências essenciais no cuidado em saúde baseado em genômica.
Título em inglês
Analysis of genetics and genomics teaching in undergraduate nursing programs in Brazil
Palavras-chave em inglês
Curriculum.
Education
Genetics
Genomics
Nursing
Teaching
Resumo em inglês
After the conclusion of the Human Genome Project, an immeasurable quantity of genomic knowledge emerged and, nowadays, its integration into nurses' professional practice has become essential. This knowledge has transformed the health care model, entailing implications for nursing and repercussions for teaching, care and research. Despite the acknowledged importance of genetics and genomics in nurses' education, surveys in different countries show that these contents remain limited in these professionals' undergraduate programs, while the situation in Brazilian nursing schools is yet unknown. The main goal of this study was to identify existing educational opportunities in genetics and genomics, offered in Brazilian undergraduate nursing programs. An exploratory survey with a cross-sectional design and quantitative approach was undertaken between February 2011 and November 2012. The convenience sample comprised 311 Higher Education Institutions registered at the Ministry of Education. After receiving approval from the Institutional Review Board, the data were collected through an electronic questionnaire, including questions about: the institution, lecturer, genetics and/or genomics teaching and "Essential Nursing Competences and Curricula Guidelines for Genetics and Genomics". To validate this instrument, the Delphi Technique was applied, followed by a pilot test. The data were stored in the SurveyMonkey (online questionnaire tool), directly exported to Microsoft Excel worksheets and analyzed using descriptive statistics. In total, 138 nursing program coordinators (44.4%) and 49 genetics lecturers (61.2%) answered the questionnaire. The genetics course is present in most programs investigated (67.3%) and compulsory in 81.6%, with a mean hour load of 36hs. Lecturers are mainly biologists (77.6%) holding an M.Sc. (83.7%) and Ph.D. (63.3%) in the area. Their main focus has been on molecular biology and basic genetics contents. The teaching-learning strategy that has been most used in the course involves theoretical classes (81.6%), with summative evaluation (57.1%). As regards the "Essential Competences", most coordinators and genetics faculty agreed with the following: "The nurse provides clients with easy referral to specialized genetics and genomics services, when necessary." (63.8%; 71.5%); and "The nurse identifies clients who can benefits from genetics and/or genomics information and/or services, based on the collected data." (58%; 73.4%), respectively. These data demonstrate that these professionals seem to maintain a rather conservative view on genetics/genomics teaching for nursing. The study results can support reflections on how to prepare the nursing workforce in the genomics era, in accordance with the Brazilian Unified Health System. This research can contribute to the establishment of guidelines to elaborate undergraduate and graduate nursing program curricula, as well as to the planning of continuing education activities in Brazil and other Portuguese-speaking countries. This will enable nursing students and professionals to achieve essential competences in genomics-based health care.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2013-06-18
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.