• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.22.2016.tde-28012016-154641
Documento
Autor
Nome completo
Bruna Moretti Luchesi
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2015
Orientador
Banca examinadora
Marques, Sueli (Presidente)
Gratão, Aline Cristina Martins
Kusumota, Luciana
Pavarini, Sofia Cristina Iost
Sousa, Liliana Xavier Marques de
Título em português
Idosos cuidadores de idosos: atitudes em relação à velhice, sobrecarga, estresse e sintomas depressivos
Palavras-chave em português
Atitude
Cuidadores
Enfermagem Geriátrica
Idoso
Resumo em português
A responsabilidade de cuidar de um idoso dependente normalmente recai sobre a família, e o número de idosos cuidadores está crescendo. As atitudes em relação à velhice, que referem-se a percepções pré-aprendidas que uma pessoa possui sobre características peculiares ao idoso, são importantes, pois podem interferir diretamente no modo de lidar com o outro. O objetivo geral deste estudo foi analisar quais fatores sociodemográficos, de saúde física e mental e de aspectos do cuidado estão associados às atitudes em relação à velhice, dos idosos cuidadores de idosos dependentes, residentes na área de abrangência das Unidades de Saúde da Família, de um município do interior paulista. Trata-se de um estudo quantitativo, transversal e exploratório, realizado com 313 idosos cuidadores de idosos dependentes. Para a coleta de dados, utilizaram-se um questionário de caracterização sociodemográfica, de saúde e de aspectos do cuidado, o Índice de Katz, a Escala de Lawton e Brody, o Mini Exame do Estado Mental (MEEM), o Inventário de Sobrecarga de Zarit (ZBI), a Escala de Estresse Percebido (PSS), a Escala de Depressão Geriátrica (GDS-15) e a Escala Neri de Avaliação de Atitudes em Relação à Velhice. Os idosos dependentes de cuidado tinham em média 74,0 anos, 68,7% eram homens, 68,4% independentes no Índice de Katz e 86,6% dependentes parciais na Escala de Lawton. Quanto aos idosos cuidadores, a média foi de 69,7 anos, 75,4% eram mulheres e 85,0% cuidavam do cônjuge. O escore médio nas escalas de avaliação foi de 17,7 na ZBI; 18,5 na PSS; 3,6 na GDS-15 e 22,9 no MEEM. Na avaliação funcional, 87,7% eram independentes no Índice de Katz e 57,5% dependentes parciais na Escala de Lawton. A pontuação média na Escala Neri de atitude foi de 3,0 pontos, a pontuação possível varia de 1 a 5 e quanto maior, mais negativas as atitudes. O domínio, desta escala, com pontuação mais negativa foi o Agência (3,2) e o mais positivo o Relacionamento Social (2,7). Na análise de regressão logística multinomial, as atitudes mais negativas em relação à velhice estiveram significativamente associadas (p<=0,05) à maior idade, morar na área urbana, tomar mais medicamentos por dia, cuidar de idosos dependentes (Índice de Katz), estar mais ou menos satisfeito com a vida e apresentar maiores níveis de estresse percebido. Menores níveis de escolaridade foram considerados fatores protetores para atitudes mais positivas. Evidencia-se a necessidade de políticas públicas voltadas à promoção de atitudes mais positivas em relação à velhice, com enfoque nos fatores a elas associados
Título em inglês
Elderly caregivers: attitudes toward the elderly, burden, stress and depressive symptoms
Palavras-chave em inglês
Aged
Attitude
Caregivers
Geriatric Nursing
Resumo em inglês
The responsibility to care for a dependent elderly at home is usually given to the family, and the number of elderly caregivers is increasing. Attitudes toward the elderly, which refer to pre-conceptions that a person has on peculiar characteristics of the elderly, are important because they can influence a range of behaviors. This study analyzes which sociodemographic, physical and mental health, and care aspects are associated with attitudes toward aging, in a sample of older caregivers that cared for dependent elderly living in the area covered by the Family Health Units, of a municipality in São Paulo. This is a quantitative, cross-sectional, and exploratory study, developed with 313 elderly caregivers. Data collection was conducted using a sociodemographic, health, and care aspects questionnaire, Katz Index, Lawton and Brody Scale, Mini Mental Examination State (MMSE), Zarit Burden Interview (ZBI), Perceived Stress Scale (PSS), Geriatric Depressive Scale (GDS-15), and Neri Scale to Assess Attitudes Toward the Elderly. The dependent elderly had a mean age of 74 years, 68.7% were men, 68.4% independent in Katz Index, and 86.6% partial dependent in Lawton Scale. Regarding the elderly caregivers, the mean age was 69.7 years, 75.4% were women, and 85% cared for the spouse. The mean score was 17.7 in ZBI; 18.5 in PSS; 3.6 in GDS-15 and 22.9 in MMES. On functional evaluation 87.7% were independent in Katz Index and 56.5% partial dependents in Lawton Scale. The mean score in Neri Scale was 3.0, the possible score ranged from 1-5 with higher scores representing more negative attitudes. The more negative domain was Agency (3.2) and the more positive was Social Relationship (2.7). The multivariate logistic regression showed that attitudes toward the elderly was significantly associated (p<=0,05) with being older, living in urban setting, taking more medications per day, caring for dependent older person (Katz Index), being more or less satisfied with life, and having higher levels of perceived stress. To be less educated was considered a protector factor to more positive attitudes. The results highlight the need for public policies to promote more positive attitudes toward the elderly, focusing on their associated factors
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
BRUNALUCHESI.pdf (3.47 Mbytes)
Data de Publicação
2016-02-05
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.