• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
https://doi.org/10.11606/T.22.2020.tde-20032020-144316
Documento
Autor
Nome completo
Helcimara Affonso de Souza
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2019
Orientador
Banca examinadora
Ventura, Carla Aparecida Arena (Presidente)
Amui, Saulo França
Parreira, Pedro Miguel Santos Dinis
Pereira, Marta Cristiane Alves
Título em português
Educação empreendedora: contribuições para a formação do perfil empreendedor de alunos da Enfermagem
Palavras-chave em português
Educação empreendedora
Empreendedorismo
Empreendedorismo na saúde
Enfermagem
Perfil empreendedor
Resumo em português
O empreendedorismo é um fenômeno socioeconômico que tem sido valorizado em virtude da sua influência no crescimento e desenvolvimento das nações. O sujeito desse fenômeno é o empreendedor, sujeito dotado de múltiplas características que compõem seu perfil e que atua de forma dinâmica, voltada para colher resultados, frutos de seus esforços pessoais. A educação empreendedora é, portanto, destacada como uma das formas mais eficazes de se trabalhar a cultura e formar novos profissionais, sejam eles da área de humanas, exatas ou biológicas, considerando seu perfil inovador, que busca novas formas de agir ou lidar com situações em que identifica possibilidade de melhoria. Assim, este estudo objetivou contribuir para a formação empreendedora de alunos da saúde, buscando descrever as características comportamentais empreendedoras dos alunos ingressantes e concluintes dos três cursos de enfermagem pesquisados, por meio de um instrumento de pesquisa desenvolvido por David McClelland. As análises qualitativas ocorreram por meio de análise de conteúdo, categorização e enunciação, resultantes de processo de leitura flutuante. As análises quantitativas ocorreram por meio de análises descritivas de média, mínima e máxima, desvio padrão e variância, distribuição e dispersão. Conclui-se por meio do presente estudo, que os alunos dos três cursos pesquisados possuem as dez características comportamentais empreendedoras, no entanto, as médias das pontuações ficaram em patamares entre 15 e 20 pontos numa escala de 25 pontos. As pontuações obtidas pelas médias, tanto de ingressantes como de concluintes, apresentaram níveis considerados muito baixo, baixo e mínimo satisfatório. Diante desta pontuação, recomenda-se buscar articular ações didático-pedagógicas que promovam a autonomia do discente para ações empreendedoras que resultem no seu empoderamento, no sentido de ação autônomas por parte do aluno. Como contribuição acadêmica, os resultados do presente estudo podem abrir caminhos para novas pesquisas relacionadas ao conhecimento empreendedor e experiência prévia, diante de ações que envolvam a educação empreendedora, visto que aponta ligação entre o ensino do empreendedorismo e as habilidades desenvolvidas na educação superior. Como contribuição prática, os resultados revelam possíveis direções para o estímulo do empreendedorismo, tendo em vista o consenso de que os empreendedores não necessariamente nascem empreendedores, mas se desenvolvem ao longo do tempo. Para isso, reforça-se a necessidade de incluir a educação empreendedora como pauta no ensino superior, sugerindo-a como mínima junto aos currículos dos diferentes cursos de graduação, para que seu conteúdo alcance o estudante por meio de inserções teóricas e experiências práticas, preparando-os para os desafios que irão enfrentar na profissão.
Título em inglês
Entrepreneur education: contributions to the formation of the nursing student entrepreneur profile
Palavras-chave em inglês
Entrepreneurial education
Entrepreneurial profile
Entrepreneurship
Entrepreneurship in health
Nursing
Resumo em inglês
Entrepreneurship is a socioeconomic phenomenon that has been valued because of its influence on the growth and development of nations. The subject of this phenomenon is the entrepreneur, subject with multiple characteristics that make up his profile and that acts dynamically, aimed at reaping results, the result of his personal efforts. Entrepreneurial education is therefore highlighted as one of the most effective ways of working culture and training new professionals, whether human, exact or biological, considering its innovative profile, which seeks new ways of acting or dealing with situations. where it identifies possibility of improvement. Thus, this study aimed to contribute to the entrepreneurial education of health students, seeking to describe the entrepreneurial behavioral characteristics of freshmen and senior students of the three researched nursing courses, through a research instrument developed by David McClelland. Qualitative analyzes occurred through content analysis, categorization and enunciation, resulting from a fluctuating reading process. Quantitative analyzes were performed by descriptive analysis of mean, minimum and maximum, standard deviation and variance, distribution and dispersion. It is concluded from the present study, that the students of the three researched courses have the ten entrepreneurial behavioral characteristics, however, the mean scores were between 15 and 20 points on a 25-point scale. The scores obtained by the averages of both freshmen and graduates presented levels considered very low, low and minimum satisfactory. Given this score, it is recommended to seek to articulate didactic-pedagogical actions that promote student autonomy for entrepreneurial actions that result in their empowerment, in the sense of autonomous action on the part of the student. As an academic contribution, the results of the present study may open the way for new research related to entrepreneurial knowledge and previous experience, in face of actions involving entrepreneurial education, since it points out the connection between entrepreneurship teaching and the skills developed in higher education. As a practical contribution, the results reveal possible directions for encouraging entrepreneurship, in view of the consensus that entrepreneurs are not born, but developed. To this end, it reinforces the need to include entrepreneurial education as an agenda in higher education, suggesting it as a minimum with the curricula of different undergraduate courses, so that its content reaches the student through theoretical insertions and practical experiences, preparing them to the challenges they will face in the profession.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2020-05-12
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.