• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.22.2017.tde-16012017-174547
Documento
Autor
Nome completo
Tássia Ghissoni Pedroso
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2016
Orientador
Banca examinadora
Miasso, Adriana Inocenti (Presidente)
Galera, Sueli Aparecida Frari
Zerbetto, Sonia Regina
Título em português
Influência do estresse e do sofrimento mental na sobrecarga do cuidador em saúde mental
Palavras-chave em português
Cuidadores
Internação psiquiátrica
ISSL
Saúde Mental
Sobrecarga da família
SRQ20
ZBI
Resumo em português
A demanda extra de cuidados é definida como sobrecarga e pode impactar a vida da família, considerando que a natureza crônica da doença mental submete o familiar ao efeito prolongado de eventos estressores envolvidos na experiência cotidiana de cuidar, o que pode afetar a sua própria saúde mental. Este estudo teve por objetivo avaliar a ocorrência de sobrecarga entre cuidadores de pessoas com transtorno mental em início de internação psiquiátrica e sua relação com a ocorrência de estresse e de sofrimento mental. Foi realizado um estudo epidemiológico, transversal, com duração de dois anos. Participaram do estudo 112 cuidadores, de ambos os sexos, maiores de 18 anos. Para coleta de dados foram utilizados: um questionário para coleta de dados sociodemográficos, de condições ocupacionais, de saúde e de conhecimento pelo cuidador a respeito da doença do paciente com transtorno mental; a Escala de Sobrecarga Zarit Burden Interview (ZBI); o Inventário de Sintomas de Stress para Adultos da LIPP (ISSL); e o Self-Reporting Questionnaire (SRQ 20). Utilizou-se estatísticas descritiva e analítica, com medidas de tendência central, testes Qui- Quadrado de Pearson, o Exato de Fisher e teste de Concordância Kappa, com coeficiente de correlação de Pearson e regressão logística. Foi considerado nível de significância de 0,05. Todos os aspectos éticos foram respeitados. Entre os cuidadores, houve predomínio do sexo feminino (82%), a maioria era casada ou possuía companheiro fixo (59%), e idade média de 49 anos. Os escores de sobrecarga entre os cuidadores variaram de 13 a 81 pontos, com média de 50,2. Evidenciou-se que apenas 3,6% destes cuidadores não apresentaram sobrecarga e que a maioria apresentava sobrecarga de moderada a severa; 79,5% apresentaram sintomas de estresse, sendo que a maioria estava na fase de estresse chamada de Resistência (52,7%) e com predomínio de sintomas psicológicos de estresse (66,1%); 67,9% dos cuidadores estavam em sofrimento mental. Houve associação com elevada significância estatística entre a sobrecarga destes cuidadores e a ocorrência de estresse e de sofrimento mental. Os sintomas psicológicos do estresse, como: preocupação, ansiedade e irritabilidade, foram fatores de risco para sobrecarga severa. Assim, os resultados deste estudo deflagram a alarmante situação dos cuidadores de pessoas com transtornos mentais em início de internação psiquiátrica, evidenciando sua situação de sobrecarga e vulnerabilidade ao adoecimento e ao sofrimento mental. Portanto, é evidente a necessidade de intervenções e estudos que visem ampliar e qualificar o cuidado a saúde destes familiares cuidadores
Título em inglês
The influence of stress and mental suffering in the burden of mental health caregiver
Palavras-chave em inglês
Caregivers
Family burden
ISSL
Mental Sealth
Psychiatric hospitalization
SRQ20
ZBI
Resumo em inglês
The extra demand for care is defined as burden and it can affect family life whereas mental illness chronic nature shall expose the family to the prolonged effect of stressful events involved in everyday experience of care, which can affect their own mental health. This study aimed to evaluate the burden occurrence among caregivers of patients in early psychiatric hospitalization and the relation with their stress and mental suffering. An epidemiological, cross-sectional study was conducted, lasting two years. A number of 112 family carers, older than 18 years old, participated in the study. For data collection, it was used: a questionnaire to collect sociodemographic data, occupational condition, health and knowledge by the caregiver about the mental disorder patient illness; Zarit Burden Interview (ZBI); Inventory of Stress Symptoms for Adults of Lipp (ISSL); and the Self-Reporting Questionnaire (SRQ 20). It was used descriptive and analytical statistics, performing chi-square tests of Pearson, Fisher's exact test and Kappa Agreement with Pearson's correlation coefficient and logistic regression, considering ,0.05 significance level. All ethical aspects were respected. There was a female predominance (82%), most of them were married (59%) and had an average age of 49 years old. The burden scores among carers ranged from 13 to 81 points, averaging 50.2. Only 3.6% of these caregivers did not show burden, and most of them had moderate to severe burden; 79.5% showed stress symptoms and most of them was in the phase of stress called resistance (52.7%), with a predominance of psychological symptoms of stress (66.1%); 67.9% of caregivers were in mental suffering. There was an association with high statistical significance between the burden of these caregivers and the occurrence of stress and mental suffering. Psychological symptoms of stress, such as worry, anxiety and irritability, were risk factors for severe burden. Thus, the results of this study trigger the alarming condition of the carers of people with mental disorders in early psychiatric hospitalization, indicating their vulnerability to illness and mental suffering. Therefore, it is clear the need for interventions and studies that aim to widen and improve the health care of these family caregivers
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2017-02-06
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.