• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.21.2020.tde-30112021-152908
Documento
Autor
Nome completo
Nathalie Amorim Fernandes
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2020
Orientador
Banca examinadora
Melo, Marcelo Roberto Souto de (Presidente)
Mattox, George Mendes Taliaferro
Ragazzo, Mônica de Toledo Piza
Título em português
Revisão Taxonômica de Synodus Scopoli, 1777 (Synodontidae, Aulopiformes, Teleostei) do Atlântico Sul Ocidental
Palavras-chave em português
Brasil
Chave de identificação
Distribuição
Peixe-lagarto
Taxonomia.
Resumo em português
O gênero Synodus inclui 48 espécies válidas de peixes marinhos popularmente conhecidos como peixe-lagarto. A distribuição dos peixes-lagarto é restrita às regiões tropicais e subtropicais dos oceanos Atlântico, Índico e Pacífico, onde são frequentemente encontrados em locais com fundos consolidados ou arenosos, inclusive áreas estuarinas. Anteriormente, cinco espécies de Synodus haviam sido registradas no Atlântico Sul ocidental (ASO): S. bondi Fowler, 1939; S. foetens (Linnaeus, 1766); S. intermedius (Agassiz, 1829); S. poeyi Jordan, 1887; e S. synodus (Linnaeus, 1758). O objetivo deste estudo foi realizar uma revisão do gênero no ASO a fim de caracterizá-las morfologicamente, identificar os padrões de distribuição e propor uma chave de identificação atualizada. Os caracteres morfométricos (34), merísticos (13) e descritivos (sete) foram obtidos a partir de 263 exemplares pertencentes aos principais museus e coleções científicas brasileiras. Alguns exemplares foram diafanizados ou radiografados para descrição osteológica e contagem de vértebras. Seis espécies de Synodus foram confirmadas no ASO: S. bondi, S. foetens, S. intermedius e S. synodus; S. macrostigmus Frable, Luther & Baldwin, 2013 é registrada pela primeira vez; e uma nova espécie é apresentada. Synodus poeyi não foi confirmada na área de estudo. Synodus bondi e S. foetens são bastante semelhantes e frequentemente confundidas; as duas espécies diferenciam-se principalmente pelo número de raios da nadadeira anal (1012 vs. 1214), formato da membrana da narina anterior (afunilada vs. triangular) e formato do focinho (muito pontudo vs. pouco pontudo). Synodus synodus pode ser diferenciada das demais pela presença de uma mancha preta na parte superior do focinho e membrana da narina anterior em formato de colher; está distribuída desde o Golfo do México até o Uruguai, sendo a única espécie registrada nas ilhas oceânicas de Atol das Rocas, e nos arquipélagos de Fernando de Noronha e Vitória-Trindade. Um neótipo para Synodus synodus está sendo proposto afim de fornecer estabilidade ao nome e fixar a localidade tipo. Synodus intermedius possui 36 barras verticais na nadadeira caudal e presença de mancha escapular pequena. Synodus macrostigmus era confundida com S. intermedius, da qual pode ser diferenciada pelo tamanho da membrana da narina anterior (longa vs. curta), mancha escapular grande (vs. pequena) e número de escamas na linha lateral (4548 vs. 4942); a espécie era conhecida do Atlântico Norte ocidental e teve a sua distribuição ampliada até o Rio de Janeiro, no sudeste brasileiro. Uma nova espécie de Synodus pode ser diagnosticada de seus congêneres por possuir o diâmetro da órbita maior que o comprimento do focinho. Ela é conhecida do Norte, Nordeste e parte do Sudeste do Brasil. Uma nova chave de identificação atualizada para as espécies de Synodus que ocorrem no ASO é apresentada.
Título em inglês
Taxonomic Review of Synodus Scopoli, 1777 (Synodontidae, Aulopiformes, Teleostei) of South West Atlantic
Palavras-chave em inglês
Brazil
Distribution
Identification key
Lizard fish
Taxonomy
Resumo em inglês
The genus Synodus includes 48 valid species of marine fish popularly known as lizardfish. The distribution of lizardfishes is restricted to tropical and subtropical regions in the Atlantic, Indian and Pacific oceans, where they are often found in marine areas with consolidated or sandy bottoms, including brackish waters. Previously, five species of Synodus were recorded in the western South Atlantic (WSA): S. bondi Fowler, 1939; S. foetens (Linnaeus, 1766); S. intermedius (Agassiz, 1829); S. poeyi Jordan, 1887; and S. synodus (Linnaeus, 1758). The objective of this study was to accomplish a taxonomic review of the genus in the WSA, in order to better characterize them morphologically, identify the patterns of distribution and propose an updated identification key. The morphometric (34), meristic (13) and descriptive (seven) characters were obtained based on 263 specimens from the main Brazilian museums and scientific collections. Selected specimens were cleared and stained or radiographed for osteological description and vertebras count. Six species of Synodus were recognized in WSA: S. bondi, S. foetens, S. intermedius and S. synodus; S. macrostigmus Frable, Luther & Baldwin, 2013 is been reported for the first time; and a new species is introduced. Synodus poeyi was not confirmed in the study area. Synodus bondi and S. foetens are quite similar and frequently confused; those two species differ by the number anal-fin rays (1012 vs. 1214), the shape of the anterior-nostril membrane (narrow vs. triangular) and the shape of the snout (very pointed vs. not very pointed). Synodus synodus can be diagnosed by the presence of a black spot on the upper of the snout and anterior-nostril membrane in the shape of a spoon; and is distributed from the Gulf of Mexico to Uruguay, and is the only species recorded in the oceanic islands of Atol das Rocas, and Fernando de Noronha and Vitória-Trindade archipelagos. A neotype for Synodus synodus is being proposed in order to provide taxonomic stability and stablish the type locality. Synodus intermedius has 36 vertical bars on the caudal-fin and small scapular spot. Synodus macrostigmus was confused with S. intermedius, from which can be distinguished by the size of the anterior-nostril membrane (long vs. short), large scapular spot (vs. small) and number of scales on the lateral line (4548 vs. 49 42); it was previously known from the western North Atlantic and had its range extended to Rio de Janeiro, in southeastern Brazil. A new species of Synodus can be diagnosed from its congeners in the Atlantic Ocean by having orbit diameter larger than the snout length. It is known from the North, Northeastern and part of the Southeastern Brazil. An update taxonomic key for the species of Synodus occurring in the WSA is proposed.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2022-01-12
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.