• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.21.2010.tde-28072011-161043
Documento
Autor
Nome completo
Ana Claudia Aoki Santarosa
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2010
Orientador
Banca examinadora
Toledo, Felipe Antonio de Lima (Presidente)
Barbosa, Catia Fernandes
Chiessi, Cristiano Mazur
Título em português
Caracterização paleoceanográfica de um testemunho da Baía de Santos com base em foraminíferos planctônicos durante o Holoceno
Palavras-chave em português
Análise de Componentes Principais.
Bacia de Santos
Foraminíferos Planctônicos
Holoceno
Paleoceanografia
Resumo em português
Para o desenvolvimento deste estudo, foi utilizado um testemunho de alta resolução coletado no talude da Bacia de Santos, em que foram realizadas análises de foraminíferos planctônicos e isótopos de oxigênio. Os resultados foram complementados por dados de razões de Fe/Ca e Ti/Ca e permitiram a compreensão do cenário paleoceanográfico no setor oeste do Atlântico Sul nos últimos 15 mil anos. Condições mais frias foram encontradas no início do registro até aproximadamente 8 mil anos A.P., com predomínio da fauna fria (G. truncatulinoides, N. dutertrei, e G. inflata) e valores mais altos de ? 18O. Maior produtividade também é sugerida pela componente principal 2 (CP2), relacionada à camada de mistura e caracterizada pela assembléia G. ruber (white) e G. sacculifer. As razões de Fe/Ca e Ti/Ca indicam maior aporte de terrígenos pela pluma do Rio da Prata para o ambiente oceânico, provavelmente contribuindo para fertilização das águas superficiais. A partir de 8 mil anos A.P. observa-se aumento dos valores da curva paleoclimática e diminuição progressiva dos valores de ? 18O. A CP2 apresenta valores máximos entre 10 e 5 mil anos A.P., indicando uma coluna de água mais quente e altamente estratificada. Neste período, apresentam-se os mínimos de razões de Fe/Ca e Ti/Ca, indicando um período mais seco, relacionado ao mínimo de insolação de verão no hemisfério sul e posicionamento da ZCIT mais ao norte. A partir de 5 mil anos A.P. até o final do registro, observa-se novamente menores valores da CP2 e razões crescentes Fe/Ca e Ti/Ca, indicando condições mais úmidas e de maior produtividade no Holoceno superior.
Título em inglês
Paleoceanographic characterization of one piston core from Santos Basin based on planktonic foraminifera during the Holocene
Palavras-chave em inglês
Holocene
paleoceanography
planktonic foraminifera
principal compenent analysis
Santos Basin
Resumo em inglês
For this study, faunal changes in foraminifer's assemblages and oxygen stable isotopes were carried out on a high- resolution core retrieved from the slope of Santos Basin. The results, complemented with Fe/Ca and Ti/Ca ratios enabled the understanding of paleoceanografic changes occurred in the last 15 Kyr. Cold conditions were recognized in the late deglaciation until 8 mil Kyr B.P., characterized by the cold assemblage (G. truncatulinoides, N. dutertrei, and G. inflata) and higher values of ? 18O. The low values of principal component 2 (PC 2), related to the mixed layer and dominated by the species G. ruber (white) and G. sacculifer suggest enhanced surface productivity. The Fe/Ca and Ti/Ca ratios on the sedimentary record indicate a high terrigenous input from the Plata Plume outflow in the oceanic environment, which probably contributed to the fertilization of superficial waters. From 8 Kyr B.P., an increase in the paleoclimatic curve values and gradual reduction in the ? 18O were observed in the data. The PC 2 yields maximum values between 10 and 5 Kyr B.P., indicating warm and highly stratified water-column conditions. In this period, low Fe/Ca and Ti/Ca ratios point out dryer conditions, related to the low peak austral summer insolation and the ITCZ located farther north. From 5 mil Kyr B.P. decreasing PC 2 values and increasing Fe/Ca and Ti/Ca ratios may be a sign of more productivity and humid conditions in the late Holocene.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2011-08-04
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.