• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.21.1990.tde-06012010-152527
Documento
Autor
Nome completo
João Marcos Miragaia Schmiegelow
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 1990
Orientador
Banca examinadora
Paiva Filho, Alfredo Martins (Presidente)
Geise, Lena
Gomes, Norma Maria Baptista
Título em português
EST. SOBRE CETACEOS ODONTOCETES ENC. EM PRAIAS DA REGENTRE IGUAPE (SP) E A BAIA DE PARANAGUA (PR) (24 42S-25 28S) COM ESP. REF. A SOTALIA FLUVIATILIS (GERV.1853
Palavras-chave em português
boto
Brasil
Cetacea
delphinidae
encalhe
golfinho
odontocete
sotalia fluviatilis
Resumo em português
O presente estudo foi baseado na ocorrência, análises morfométricas, craniométricas e conteúdo estomacal de cetáceos odontocetes encontrados mortos em praias do sul do Estado de São Paulo (Ilha Comprida e Marujá) e norte do Estado do Paraná (Deserta), no período de abril de 1986 à abril de 1988. Para a espécie mais abundante estimou-se também a idade dos indivíduos pelo número de anéis na camada de dentina. Encontrou-se 100 animais compreendidos em 7 gêneros e 7 espécies pertencentes a 3 famílias. Para a região são caracterizadas pela primeira vez, Delphinus delphis (n=13), Stenella frontalis (n=3) , Kogia breviceps (n=1) e Globicephala macrorhynchus (n=1). Destas, para o litoral e São Paulo são novas S. frontalis e G. macrorhynchus, sendo esta última também descrita pela primeira vez para águas ocidentais do Atlântico Sul. Para o litoral do Estado do Paraná são todas ocorrências novas, com exceção de Sotalia fluviatilis. Esta última foi a espécie mais abundante (n=58) , seguida por Pontoporia blainvillei (n=21). Também foi encontrada a espécie Tursiops gephyreus (n=2) além de 1 delfinídeo não identificado. A ocorrência total dessas espécies seguiu um padrão pouco definido ao longo do ano, ocorrendo em maior número nos meses de inverno e verão. Para a espécie mais abundante, S. fluviatilis alguns dos parâmetros de crescimento foram estimados baseando-se em equações que descrevem relações interespecíficas desses parâmetros. Animais com 6 ou mais anéis foram classificados como maduros fisicamente. Construiu-se uma curva de crescimento a mão livre para a espécie, baseando-se em alguns dos dados fornecidos pelas equações e dados obtidos dos próprios exemplares como número de anéis dos dentes e comprimentos dos corpos; o método de von Bertalanffy para ajuste da curva de crescimento não mostrou-se satisfatório para todas as fases do crescimento da espécie. Ainda para essa espécie analisou-se 5 componentes funcionais do crânio dos exemplares encontrados, obtendo-se 6 anéis para a estabilização do crescimento desses componentes, com excessão do aparato alimentar que atingiu o patamar com 8 anéis. A análise da dieta alimentar dessa espécie mostrou a ocorrência de espécies de peixes demersais pelágicas de superfície comuns na região costeira, sendo a família Sciaenidae a mais abundante. Bicos de lulas pertencentes a 2 ou 3 espécies também foram encontrados em 100% dos estômagos analisados. Encontrou-se em um Estômago camarões pertencentes à espécie Penaeus brasiliensis. Parasitas estomacais pertencentes à família Anisakidae foram encontrados em 28,6% dos estômagos, além de mesma frequência para isópodos parasitas de brânquias de peixes. A maioria dos animais encontrados. Possivelmente foram mortos em redes de pesca na região costeira adjacente às praias estudadas.
Título em inglês
Study about odontocete cetaceans founded in beaches between Iguape (SP) and Baía de Paranaguá (PR) (24 graus´42´S - 25´S graus´28´S) with sécial reference of sotalia fluviatilis (Gervais, 1953) (Delphinidae).
Palavras-chave em inglês
Brasil
Cetacea
Delphinidae
dolphin
Odontocete
Sotalia fluviatilis
stranded
Resumo em inglês
The occurrence, morphometric and craniometric data and stomach contents of odontoceti cetaceans found in the south coast of São Paulo State and north coast of Paraná State (Ilha Comprida, Marujá and Deserta beaches) from April, 1986 to April, 1988 were analysed in this study. For the most abundant species we estimated the individual age by reading growth layers in the dentine. We found 100 animaIs belonging to 7 genera, 7 species and 3 famiIies. The first records for this region were: Delphinus delphis (n=13), Stenella frontalis (n=3). Kogia breviceps (n=1), and Globicephala macrorhynchus (n=1). The first ones for the coast of São Paulo State were: S. frontalis and G. macrorhynchus. This Iast species was also first described for the southwestern Atlantic. AlI of the species were new records for the coasts of Paraná State except S. fluviatilis. This Iast one was the most abundant species (n=58), followed by Pontoporia blainvillei (n=21). We also encountered Tursiops gephyreus (n=2) and an unidentified delfinid. There was little seasonal pattern in the total occurrence of the animals with a small increase in their abundance during the winter and summer seasons. For the most abundant species, Sotalis fluviatilis, we estimated some growth parameters using published equations which describe the interspecific relationships of these parameters. Physical maturity was considered in animals with for more dental layers. A growth curve was drawn by eye, using data obtained the from some of the above equations and data obtained from individuaIs analysed in this study, such as dental layers and total length; a growth curve by von Bertalanffy's method did not fit well. The species plateau development of 5 skull functional components for this showed 6 dental layers for the attainment of adult plateau except for the feeding apparatus which stops growing at 8 dental layers. The diet of S. fluviatilis consisted mainly of demersal and superficial pelagic common fishes found in the Brazilian southeastern coast. The Sciaenidae family was the most abundant. Beaks of squids belonging to 2 or 3 especies were found in all stomach contents analysed; we also encountered shrimps in one stomach content. Stomach parasites belonging to the Anisakidae family were found in 28,6% of the stomachs with the same frequency of fish gill parasite isopods. Most of the cetaceans were probably captured accidentally with gillnets in adjacent waters of the studied beaches.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
JoaoMest.pdf (3.39 Mbytes)
Data de Publicação
2010-01-15
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.