• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Disertación de Maestría
DOI
https://doi.org/10.11606/D.2.2020.tde-03052021-020838
Documento
Autor
Nombre completo
Alexandre Massariol
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 2020
Director
Tribunal
Campos, Roberto Augusto de Carvalho (Presidente)
Bunazar, Mauricio Baptistella
Pancheri, Ivanira
Silva, Maria Julia Paes da
Título en portugués
Bioética e mistanásia: morte social e prospectos mitigadores
Palabras clave en portugués
Bioética
Direito à saúde
Eugenio Rául Zaffaroni
Giorgio Agamben
Morte (aspectos sociais)
Pessoas em situação de rua
Princípio da dignidade da pessoa humana
Saúde pública
Resumen en portugués
A Bioética, como uma vertente do conhecimento que perpassa as ciências e a humanidade, a partir do contexto latino-americano, torna-se o "locus", por antonomásia, para se refletir acerca de questões cotidianas e emergentes que envilecem a vida nas suas mais variadas dimensões. Ancorado na "Bioética Social", cuja epistemologia tem sua fundamentação na realidade fática, apresentar-se-á uma das formas de terminalidade da vida pouco perquirida no cenário acadêmico, como também, invisível aos olhos da sociedade e dos poderes públicos. Trata-se da mistanásia, como morte antecipada, precoce, evitável, diuturnamente revelada tanto em seu aspecto biológico como biográfico. Essas mortes, que aviltam a dignidade da pessoa, poderiam ser evitadas ou minimamente mitigadas, caso a máquina estatal, por meio de políticas públicas, assegurasse a efetivação dos direitos fundamentais insculpidos no ordenamento jurídico pátrio e alienígeno. Essa pesquisa, portanto, tem o fulcro de propor que o neologismo "mistanásia", com suas implicações emergentes e urgentes no cotidiano revelado nas teratológicas vidas desperdiçadas, seja radicado de forma sistemática e científica em textos acadêmicos, conteúdo das disciplinas e programas afins, como também, demonstrar que o Estado tem parcela de culpa na ocorrência dessas mortes que foram criadas e podem ser removidas, sobretudo na população que se encontra em situação de rua. Quanto ao método utilizado para a elaboração textual foi o analítico, por meio de pesquisas bibliográficas e de artigos em base de dados, como também, o crítico-descritivo. Desembocando, portanto, no método propositivo: conscientes das mortes evitáveis, sofridas e indignas, enaltecer e defender a vida que deve ser digna, desde o seu alvorecer até o seu termo natural, mas que se encontra exposta e vilipendiada, precisamente nas pessoas que se encontram em situação de rua. Como referencial teórico adotou-se o conceito de "homo sacer" do Direito Romano antigo, atualizado pelo jusfilósofo Giorgio Agamben e o princípio da coculpabilidade sistematizado pelo jurista Eugenio Raúl Zaffaroni.
Título en italiano
Bioetica e "mistanásia": morte sociale e prospettive di mitigazione
Palabras clave en italiano
"Mistanásia"
Bioetica
Senzatetto
Resumen en italiano
La Bioetica, in quanto vertente della conoscenza che impregna tutte le scienze e l´umanità, diventa, a partire dal contesto latinoamericano, il "locus" per antonomasia di riflessione riguardante le questioni quotidiane ed emergenti che sviliscono la vita nelle sue più diverse dimensioni. Ancorato alla Bioetica Sociale, la cui epistemologia si basa sulla realtà fattuale, si presenterà una delle forme di terminabilità della vita poco investigata nell'ambiente accademico e poco o quasi nulla visibile agli occhi della società e del potere pubblico. Si tratta della "mistanásia", ovvero morte anticipata, precoce, evitabile, diuturnamente rivelata dal suo aspetto biologico e biografico. Queste morti, che avviliscono la dignità della persona, potrebbero essere evitate o minimamente mitigate se la macchina dello Stato, per mezzo di politiche pubbliche, assicurasse l'effettuazione dei diritti fondamentali scolpiti tanto nel diritto brasiliano quanto in quello straniero. Pertanto, questo lavoro di ricerca ha il fulcro di proporre che il neologismo "mistanásia", con gli effetti emergenti ed urgenti che esercita sul quotidiano che viene rivelato nelle teratologie di vite sprecate, sia espostoo nel suo significato radicale in modo sistematico e scientifico nei testi accademici, faccia parte del contenuto delle discipline e programmi correlati, e mostri che lo Stato è anch'esso colpevole poiché queste morti, che furono create, possono essere evitate, soprattutto nel caso della gente che non ha un'abitazione. Per quanto riguarda il metodo utilizzato per l'elaborazione testuale, è stato usato quello analitico, attraverso ricerche bibliografiche e in articoli nelle banche dati, nonché il criticodescrittivo. Infine confluendo, in questo modo, al metodo propositivo: consapevoli delle morti evitabili, sofferte e indegne, lodare e difendere la vita che dovrebbe essere dignitosa, dal suo spuntare al suo termine naturale, ma che è esposta e vilipesa, precisamente nel caso delle persone che non hanno alloggio. Come cornice teorica, è stato adottato il concetto di "homo sacer" dell'antico diritto romano, aggiornato dal giurista e filosofo italiano Giorgio Agamben ed il principio di comune colpevolezza sistematizzato dal giurista Eugenio Raúl Zaffaroni.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Ha ficheros retenidos debido al pedido (publicación de datos, patentes o derechos autorales).
Fecha de Liberación
2023-05-03
Fecha de Publicación
2021-06-25
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2022. Todos los derechos reservados.