• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.2.2019.tde-02072020-152506
Documento
Autor
Nome completo
Gabriel Silva Costa
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2019
Orientador
Banca examinadora
Campos, Roberto Augusto de Carvalho (Presidente)
Almeida, José Raul Gavião de
Greco, Alessandra Orcesi Pedro
Jorge Junior, Jose Jarjura
Título em português
A periculosidade criminal: uma discussão conceitual em evolução
Palavras-chave em português
Capacidade preditiva
Direito Penal
Doentes mentais
Estigma
Periculosidade criminal
Proporcionalidade
Reincidência
Risco de violência
Resumo em português
O presente estudo objetiva analisar o conceito de periculosidade criminal como elemento legitimador da intervenção penal, abordando sua construção teórica no campo do Direito Penal, bem como na Medicina e na Psicologia, áreas das quais extrairia sua legitimação extrajurídica como prognóstico de reincidência delitiva. Cuida, outrossim, de expor o desenvolvimento da avaliação de risco de violência como instrumento supostamente apto a superar as dificuldades inerentes à periculosidade criminal, não ignorando as críticas tecidas pela literatura especializada, sobretudo no que tange à capacidade preditiva e ao considerável número de falsos positivos. Apresenta, igualmente, um breve panorama da aplicação das medidas de segurança no país, com destaques para os critérios da perícia médica realizada em sede de Execução Penal e para as características majoritariamente sancionatórias das medidas de segurança criminais. Conclui, enfim, pela inexistência de elementos estatisticamente fundados, seja sob a perspectiva da reincidência ou da efetividade do prognóstico, a justificar o conceito de periculosidade criminal, bem como um tratamento diferenciado entre imputáveis e inimputáveis, especialmente no que concerne ao tempo de duração da intervenção penal. A metodologia utilizada é a pesquisa bibliográfica e legislativa.
Título em inglês
Criminal dangerousness: a conceptual discussion in evolution
Palavras-chave em inglês
Criminal dangerousness
Criminal Law
Mentally ill
Proportionality
Recidivism
Risk of violence, Predictive capacity
Stigma
Resumo em inglês
The present study aims at analyzing the concept of dangerousness as a legitimizing element of criminal intervention, addressing its theoretical construction in the field of Criminal Law, as well as in Medicine and Psychology, areas from which it would extract its extrajuridical legitimation as a prognosis for delinquent recidivism. It also seeks to expose the development of the violence risk assessment as an instrument supposedly able to overcome the difficulties inherent in criminal dangerousness, not ignoring the criticisms made by the specialized literature, especially with regard to predictive capacity and the considerable number of false positives. It also presents a brief overview of the application of security measures in the country, highlighting the criteria of the medical examination carried out in Criminal Enforcement and the characteristics that are mostly sanctioned by the criminal security measures. It concludes, finally, by the lack of statistically based elements, either from the perspective of the recidivism or the effectiveness of the prognosis, to justify the concept of criminal dangerousness, as well as a differentiated treatment between imputable and unputable, especially with regard to the duration of the criminal intervention. The methodology used is bibliographic and legislative research.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Há arquivos retidos devido a solicitação (publicação de dados, patentes ou diretos autorais).
Data de Liberação
2022-07-02
Data de Publicação
2020-07-20
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.