• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
https://doi.org/10.11606/T.2.2017.tde-28082020-010621
Documento
Autor
Nome completo
Phelippe Toledo Pires de Oliveira
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2017
Orientador
Banca examinadora
Rothmann, Gerd Willi (Presidente)
Araújo, Juliana Furtado Costa
Júnior, José Levi Mello do Amaral
Mollica, Rogerio
Bianco, João Francisco
Mosquera, Roberto Quiroga
Título em português
A obrigação de divulgação de planejamentos tributários agressivos no ordenamento brasileiro: uma análise à luz do Projeto BEPS da OCDE/G20
Palavras-chave em português
Divulgação
Medida Provisória nº 685/2015
Planejamentos Tributários Agressivos
Projeto BEPS da OCDE/G20
Resumo em português
A obrigação de divulgação de planejamentos tributários agressivos ganhou maior notoriedade a partir do Projeto BEPS da OCDE/G20, que teve início em 2012. O estudo faz um breve apanhado de questões subjacentes ao referido projeto, tais como, a origem e os problemas causados pela erosão da base tributável e transferência de lucros, assim como os mecanismos utilizados pelos países para combater esses problemas. Em seguida, a análise se volta para a Ação 12 do Projeto BEPS da OCDE/G20, que teve como propósito o desenvolvimento de recomendações concernentes à elaboração de regras de divulgação obrigatória de transações, arranjos ou estruturas agressivas ou abusivas. O trabalho examina a experiência estrangeira na matéria, com foco nos regimes existentes nos EUA, Reino Unido, Portugal, México e na tentativa malsucedida de introdução destas regras na França. Após analisar, em tese, alguns aspectos jurídico-econômicos relacionados à implementação de regras de divulgação obrigatória de planejamentos tributários no Brasil (e.g. potenciais benefícios para o fisco e os contribuintes, natureza jurídica dessas regras e suas eventuais limitações e desafios), passa-se à análise crítica das regras trazidas pela Medida Provisória nº 685/2015, que introduziu a divulgação obrigatória de planejamentos tributários no ordenamento jurídico brasileiro. O exame da medida provisória centra-se em alguns de seus principais aspectos, entre os quais, os tributos abrangidos pela divulgação, as pessoas obrigadas a efetuá-la, as transações passíveis de divulgação e a penalidade aplicável em caso de descumprimento da obrigação. Por fim, o estudo aprofunda o exame de alguns dos problemas apontados em relação às regras brasileiras, que culminaram na sua rejeição pelo Congresso Nacional, efetuando ainda uma breve contextualização das discussões judiciais a respeito do tema, bem assim eventuais alternativas a esse regime e as perspectivas para eventual legislação futura.
Título em inglês
Mandatory disclosure rules for aggressive tax planning under Brazilian law: an analysis in light of the OECD/G20 BEPS Project
Palavras-chave em inglês
Aggressive Tax Planning
Mandatory Disclosure
OECD/G20 BEPS Project
Provisional Measure nº 685/2015
Resumo em inglês
Mandatory disclosure rules for aggressive tax planning gained greater prominence due to the OECD/G20 BEPS Project, which began in 2012. This study provides a brief overview of the underlying issues involving the project, such as the origin and problems caused by base erosion and profit shifting, as well as the mechanisms used by countries worldwide to address these problems. It then analyzes OECD/G20 BEPS Action 12, which aimed to develop recommendations regarding the design of mandatory disclosure rules for aggressive or abusive transactions, arrangements, or structures. The study examines other countries' experiences with regard to mandatory disclosure rules, focusing on existing regimes in the USA, UK, Portugal, Mexico and the failed attempt to introduce these rules in France. After analyzing, in theory, some juridical and economic aspects related to the implementation of mandatory disclosure rules in Brazil (potential benefits for the tax administration and taxpayers, legal nature of these rules, their possible limitations and challenges), the study turns to the rules introduced by Provisional Measure nº 685/2015, which introduced mandatory disclosure of tax planning in the Brazilian legal system. The examination of the provisional measure focuses on some of its main aspects, among which are the taxes covered by the disclosure, the persons required to carry it out, the transactions subject to disclosure and the penalty applicable in case of non-compliance. Finally, the study further examines some of the problems in relation to Brazilian mandatory disclosure rules that led to its rejection by the Congress, also making a brief contextualization of the judicial discussions on the subject, as well as potential alternatives to this regime and the prospects for possible future legislation.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
6670378_Tese_Parcial.pdf (979.03 Kbytes)
Data de Liberação
2022-08-28
Data de Publicação
2020-10-09
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.