• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.2.2020.tde-09052021-215624
Documento
Autor
Nome completo
Marina Tanganelli Bellegarde
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2020
Orientador
Banca examinadora
Scaff, Fernando Facury (Presidente)
Maués, Antonio Gomes Moreira
Oliveira, Regis Fernandes de
Sarlet, Ingo Wolfgang
Título em português
O direito financeiro e a proibição de retrocesso social na jurisprudência do Supremo Tribunal Federal
Palavras-chave em português
Direito Financeiro
Direitos sociais
Finanças públicas
Jurisprudência
Tribunal Federal
Resumo em português
Este trabalho investiga em que medida o princípio da proibição de retrocesso social está inserido no ordenamento jurídico brasileiro, inclusive seus reflexos em face do Direito Financeiro, em seu âmbito constitucional, inseridos no Estado Social. A problemática que se propõe reside no fato de que, em razão da escassez dos recursos, são colocadas à frente do poder público as escolhas públicas (trágicas). Nessa medida, o trabalho analisa quais os limites e os critérios de aplicação desse princípio perante o caso concreto, em especial em face das regras de finanças públicas. Entre elas, reflete-se sobre a interação da proibição de retrocesso perante as leis orçamentárias - o Plano Plurianual, a Lei de Diretrizes Orçamentárias e a Lei Orçamentária Anual -, dos mecanismos de flexibilização orçamentária, entre eles, o do contingenciamento, da eleição e execução de políticas públicas. Considerando que compete precipuamente ao Supremo Tribunal Federal a guarda da Constituição, sendo sua prerrogativa dizer a última palavra em matéria constitucional, agregou-se ao estudo a jurisprudência construída pela Corte Suprema sobre a aplicação da proibição de retrocesso social, no sentido de delimitar seu conceito tanto no âmbito doutrinário quanto jurisprudencial.
Título em inglês
Public Financial Law and the non-retrogression principle in the Brazilian Federal Supreme Court case laws
Palavras-chave em inglês
Federal Supreme Court former decisions
Non-retrogression principle
Public Financial Law
Resumo em inglês
The present study aims to investigate the extent to which the principle of the prohibition of social regression is inserted in the Brazilian legal system, including, what are its reflexes in the face of the Public Finance Law, its norms were elevated to the Constitutional "status" and are inserted in a Social State. The problem that arises is that, due to the scarcity of resources, public (tragic) choices are placed before the public power. In this sense, this paper seeks to analyze what are the limits and the criteria of application of this principle in specific cases, especially facing public finance rules. Among them, we intend to reflect on the interaction of the non-retrogression principle with the budget laws - the Multi Annual Plan, the Annual Budget Guidelines Law and the Annual Budgetary Law, the mechanisms of budgetary curtailment regulation, among them, the budgetary curtailment, the election and the implementation of public policies. Considering that the Brazilian Federal Supreme Court is primarily responsible for guarding the Constitution, and its prerogative is to set up what matters, the case-law built by the Supreme Court on the application of the non-retrogression principle was added to this study, in order to delimit the concept of the non-retrogression principle.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Há arquivos retidos devido a solicitação (publicação de dados, patentes ou diretos autorais).
Data de Liberação
2023-05-09
Data de Publicação
2021-05-27
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.