• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
https://doi.org/10.11606/T.2.2016.tde-12082016-162100
Documento
Autor
Nome completo
Helmut Steinwascher Neto
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2016
Orientador
Banca examinadora
Madeira, Helcio Maciel França (Presidente)
Böttcher, Carlos Alexandre
Canela, Kelly Cristina
Carmignani, Maria Cristina da Silva
Moraes, Bernardo Bissoto Queiroz de
Título em português
A proteção pretoriana ao nascituro no direito romano
Palavras-chave em português
Curator Ventris
Direito Romano
Nascituro
Pretor
Resumo em português
O presente trabalho pretende apresentar um estudo dos meios processuais criados pelo pretor no direito romano, que tiveram a finalidade de proteger o nascituro desde a sua concepção. As teses, artigos e pesquisas mais recentes realizadas sobre a condição jurídica do nascituro em Roma (CATALANO, MADEIRA, BACCARI, SANNA, FONTANA, TERRENI, FERRETTI) consolidaram a denominada teoria da realidade que confirma a sua existência in rerum natura e sua autonomia desde a concepção. Na primeira parte do trabalho, faz-se uma breve análise das principais obras que trataram da questão da existência do nascituro e as suas consequências jurídicas. Faz-se a análise terminológica dos conceitos de nasciturus, postumus e venter para o auxílio da compreensão e como forma de constatação de que, no direito romano, o concebido foi considerado persona e homo, equiparado juridicamente aos já nascidos. Na segunda parte, por meio da análise das fontes jurídicas presentes no Corpus Iuris Civilis, apresentam-se os principais meios processuais e institutos criados pelo pretor (missio in possessionem ventris nomine, bonorum possessio ventris nomine, curator ventris, inspectio ventris, custodia partus) para a proteção e resguardo dos direitos do nascituro, especialmente com relação a alimentos e direitos sucessórios. Na terceira parte, apresentam-se os pontos comuns entre os institutos romanos estudados e a legislação brasileira contemporânea, especialmente sobre a atual condição jurídica do nascituro, as funções do curador ao nascituro previsto no artigo 1779 do Código Civil Brasileiro de 2002 e da necessidade de uma atuação maior do Ministério Público e da Defensoria Pública na proteção dos direitos difusos do nascituro, quer esteja no ventre materno, quer esteja in vitro.
Título em francês
La protection pretorienne de lenfant à naître dans le Droit Romain
Palavras-chave em francês
Curator Ventris
Droit Romain
Enfant à naître
Preteur
Resumo em francês
Ce travail vise à presenter une étude des moyens procéssuels créés par le preteur dans le droit romain et qui ont eu le but de protéger lenfant à naître dès sa conception.Les thèses, articles et recherches plus récentes sur le statut juridique de lenfant à naître à Rome (CATALANO, MADEIRA, BACCARI, SANNA, FONTANA, TERRENI, FERRETTI), ont consolidé la soi-disant théorie de la réalité qui confirme son existence in rerum natura et sa autonomie, dès la conception. Dans la première partie du travail, on fait une breve analyse des ouvres principales qui ont abordé la question de lexistence de lenfant à naître et ses conséquences juridiques. On fait lanalyse terminologique des concepts de nasciturus, postumus et venter, pour faciliter la compréhension et comme un moyen de constater que, dans le droit romain, le conçu a été considéré comme persona et homo, équivalent juridiquement a ceux dejà nés. Dans la deuxième partie, par lanalyse des sources juridiques présentes dans le Corpus Iuris Civilis, se présentent les principaux moyens procéssuels et les institutions créés par le préteur (missio in possessionem ventris nomine, bonorum possessio ventris nomine, curator ventris, inspectio ventris, custodia partus), pour la protection et la sauvegarde des droits de lenfant à naître, notamment en matière des aliments et droits de succession. Dans la troisième partie, se présentent les points communs entre les instituts romains étudiés et la législation brésilienne, spécialement sur le statut juridique actuel de lenfant à naître, les fonctions du curateur au ventre prèvu à larticle 1779 du Code Civil Brésilien de 2002 et se defend la necessitè dun plus grand rôle du Ministério Público et de la Defensoria Pública dans la protection des droits diffus de lenfant à naître, soit dans le ventre, soit in vitro.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
HelmutTeseparcial.pdf (268.74 Kbytes)
Data de Liberação
2020-10-04
Data de Publicação
2016-11-03
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.