• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.18.2021.tde-08022022-160017
Documento
Autor
Nome completo
João Paulo Costa Antunes de Macedo
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Carlos, 2021
Orientador
Banca examinadora
Bidinotto, Jorge Henrique (Presidente)
Landman, Annemarie
Silveira, Carlos Roberto Hardt Lucio
Título em inglês
A comparison between qualitative pilots' opinion and quantitative flight data on potential loss of control in flight conditions
Palavras-chave em inglês
Aircraft dynamics
Controllability
Cooper-Harper scale
Flight safety
Flight simulator
Flight test
Human-machine interaction
Loss of control in flight
QLC
Resumo em inglês
Loss of Control in Flight (LOC-I) is the most lethal type of air accidents in recent aviation history; however, its characteristics are still not well understood, especially from the perspective of the human pilot. This research analysed whether (and to which extent) a quantitative LOC-I detection criterion correlates with subjective pilots' opinions on the controllability of an aircraft. Six flight test pilots flew a Boeing 777 in four scenarios (different combinations of typical LOC-I precursors) in a flight simulator, and performed 13 manoeuvres specifically designed to assess different aspects of controllability. The aircraft controllability category was determined from the pilots' qualitative opinions for each manoeuvre, via the so-called Cooper-Harper Rating Scale (CHR), and from recorded flight data, according to the Quantitative Loss of Control Criteria (QLC). Statistical correlation tests determined the degree of correlation between the approaches. A positive weak statistically significant correlation was found between the controllability categories resulting from both CHRs and QLC, thus revealing a lack of clear connection between the understandings of a LOC-I by human pilots and quantitative engineering metrics. The outcomes suggest LOC-I detection criteria should be revised towards including qualitative pilots' opinion, i.e., human-related factors must be given proper attention prior to the introduction and spread of potential "LOC-I solutions" solely based on quantitative metrics.
Título em português
Um comparativo entre percepção de pilotos humanos e parâmetros de voo em potenciais condições de perda de controle em voo
Palavras-chave em português
Controlabilidade
Dinâmica da aeronave
Ensaio em voo
Escala Cooper-Harper
Interação humano-máquina
Perda de controle em voo
QLC
Segurança de voo
Simulador de voo
Resumo em português
A Perda de Controle em Voo (LOC-I) é o tipo de acidente aéreo mais letal na história recente da aviação, mas suas características ainda não são bem compreendidas, especialmente sob a perspectiva do piloto humano. Esta pesquisa analisou se (e em que medida) um critério quantitativo de detecção de LOC-I correlaciona-se com a percepção subjetiva de pilotos humanos acerca da controlabilidade de uma aeronave. Em um simulador de voo, seis pilotos voaram um Boeing 777 em quatro cenários LOC-I (diferentes combinações de precursores típicos) e realizaram um conjunto de 13 manobras projetadas especificamente para avaliar diferentes aspectos de controlabilidade. Para cada manobra, a categoria de controlabilidade da aeronave foi determinada a partir da opinião qualitativa do piloto, por meio da chamada Escala de Classificação Cooper- Harper (CHR), e dos dados de voo, por meio do Critério de Perda Quantitativa de Controle (QLC). Testes de correlação estatística foram executados para determinar o grau de correlação entre as abordagens. Encontrou-se correlação positiva fraca estatisticamente significativa entre as categorias de controlabilidade decorrentes do CHRs e do QLC. Dada a fraca correlação, conclui-se que não há clara conexão entre o que os pilotos humanos entendem como LOC-I e o que as métricas de engenharia quantitativas sinalizam ser. Os resultados sugerem que os critérios de detecção de LOC-I devem ser revisados para incluir a opinião qualitativa de pilotos, ou seja, antes de introduzir e difundir potenciais "soluções LOC-I" unicamente baseadas em métricas quantitativas, fatores humanos devem ser considerados em sua devida atenção.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2022-02-10
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.