• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.18.2020.tde-07122021-155514
Documento
Autor
Nome completo
Eric Felipe Schneider de Almeida
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Carlos, 2020
Orientador
Banca examinadora
Bettini, Humberto Filipe de Andrade Januário (Presidente)
Pitombo, Cira Souza
Souza Filho, Hildo Meirelles de
Título em inglês
Internationalization in the airline industry: econometric relations among business models, brand, alliances, and institutions
Palavras-chave em inglês
Air Transport Industry
Decision Rights
Institutional Environment
Internationalization
Property Rights
Resumo em inglês
Air transport firms are characterized by their network nature and market expansion through connecting different economic locations, e.g. cities and countries. From a new institutional economics perspective - which provides a comprehensive framework in analyzing network infrastructures such as air transport industry - airline internationalization phenomena have been little explored. Through a quantitative investigation, this text seeks a broader understanding of existent relations among business models, brand, strategic alliances and institutions that may impact management decisions on airline internationalization. By choosing decision rights sharing via an organizational form (membership in airline alliance) and a property right (brand licensing) as internationalization criteria, an econometric model has been developed to account for different institutional environments against different airline modes of operation. Some conclusions were drawn about how companies strategically develop their internationalization process. Regarding special test variables, brand internationalization and alliance membership are negatively correlated within this internationalization scope, especially in the case of low cost carriers, steering to a discussion about modes of entry chosen by carriers according to the institutional "openness" given by countries and strategies of resources allocation of each airline sampled.
Título em português
Internacionalização na indústria de transporte aéreo: relações econométricas entre modelos de negócio, marca, alianças e instituições
Palavras-chave em português
Ambiente Institucional
Direitos de Decisão
Direitos de Propriedade
Indústria do Transporte Aéreo
Internacionalização
Resumo em português
Empresas de transporte aéreo são caracterizadas por sua estrutura de redes (malhas aéreas) e expansão de mercado conectando diferentes sistemas econômicos, por exemplo, cidades e países. Por uma perspectiva da nova economia institucional – a qual fornece um abrangente arcabouço de análise de indústrias de rede – a internacionalização de empresas aéreas tem sido pouco explorada. Sob uma ótica quantitativa, esse texto visa um maior entendimento das relações existentes entre modelos de negócio, marca, alianças estratégicas e instituições, as quais podem impactar decisões de gestão na internacionalização de empresas aéreas. Escolhendo o compartilhamento de direitos de decisão em uma forma organizacional (membresia em alianças de empresas aéreas) e de direitos de propriedade (licenciamento da marca) como critérios de internacionalização, um modelo econométrico foi desenvolvido para testar diferentes ambientes institucionais contra diferentes modos de operações de empresas aéreas. Algumas conclusões foram obtidas com respeito a como linhas aéreas estrategicamente desenvolvem seus processos de internacionalização. Olhando para algumas variáveis testadas, internacionalização da marca e participação em alianças estão negativamente correlacionadas nesse escopo de internacionalização, especialmente no caso das companhias low cost, guiando esse estudo para uma discussão sobre os modos de entrada escolhidos pelas empresas aéreas conforme a "abertura" institucional dada por cada país e a estratégia de utilização de recursos de cada empresa na amostra.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2021-12-08
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.