• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Mémoire de Maîtrise
DOI
10.11606/D.18.2017.tde-04102017-153723
Document
Auteur
Nom complet
Denise Capasso da Silva
Adresse Mail
Unité de l'USP
Domain de Connaissance
Date de Soutenance
Editeur
São Carlos, 2017
Directeur
Jury
Silva, Antônio Nélson Rodrigues da (Président)
Guerrini, Fábio Müller
Meira, Leonardo Herszon
Titre en anglais
Violence, security perception and mode choice on trips to and from a university campus
Mots-clés en anglais
Crime mapping
Decision tree algorithms
Mode choice
Security perception
Sustainable transport
Resumé en anglais
This dissertation addresses the validation of the hypothesis there is a general sense that violence and security perception influence the use of sustainable travel modes. The research characterizes the issue of security perception among University of São Paulo (Brazil) users and identifies the way the sense of security and violence occurrences are related to the travel mode choice. An online survey on security perception and the way its participants access the campus was conducted. The target relationships were explored by Decision Tree (DT) algorithms. An initial exploratory analysis revealed occurrences of violence and reports of insecurity perception were strongly correlated on streets around the campus. The time analysis of violence distribution presented the incidents concentrated at night and during the week. The study also showed that security perception variation according to gender and travel mode choice is less sensitive to security perception than to the occurrence of violence, or type of affiliation to the university. Finally, DT algorithms explored the relation of spatially treated variables (i.e. route length to the university, density of violence occurrences and insecurity reports on the route) to mode choice. The results also showed that distance to the campus was relevant to the mode choice only in routes not strongly considered unsafe. In routes of higher insecurity perception, the share of nonmotorized modes was more expressive and the largest participation of sustainable modes was on routes with high incidence of violence. Since it is counterintuitive to assume numerous walking trips are a consequence of violence, the opposite was considered as a possible explanation to those results. The present study reinforces the need for increased surveillance in regions with high participation of non-motorized modes, for preventing users from shifting to motorized modes.
Titre en portugais
Violência, percepção de segurança e escolha modal em viagens a um campus universitário
Mots-clés en portugais
Algoritmos de Árvore de Decisão
Escolha modal
Mapeamento de crimes
Percepção de segurança
Transportes sustentáveis
Resumé en portugais
Esta dissertação busca comprovar a hipótese de que a violência e a percepção de segurança influenciam o uso de modos de transporte sustentáveis. A pesquisa caracteriza a questão da percepção de segurança entre os usuários da Universidade de São Paulo (Brasil), em São Carlos, e identifica como o sentimento de segurança pessoal e a violência estão relacionados com a escolha do modo de viagem. Foi realizada uma pesquisa on-line sobre a percepção de segurança dos usuários da universidade e a forma como eles acessam o campus. As interações foram exploradas por algoritmos de Árvore de Decisão (AD). Uma análise exploratória inicial mostrou que ocorrências de violência e relatos de insegurança estavam fortemente correlacionados nos trechos de via ao redor do campus. A análise temporal da distribuição da violência apresentou os incidentes concentrados à noite e durante os dias de semana. Além disso, a pesquisa mostrou que a percepção de segurança variou de acordo com o gênero e a escolha modal é menos sensível à percepção de segurança do que a ocorrência de violência, ou vinculação com a universidade. Por fim, os algoritmos de AD foram executados para explorar a relação das variáveis tratadas espacialmente (ou seja, o comprimento da rota até o campus, além da densidade de ocorrências e relatos de insegurança na rota) com a escolha modal. O último resultado obtido na análise foi que a distância até a universidade era relevante para a escolha modal apenas em rotas onde não há numerosos relatos de insegurança. A participação dos modos não motorizados foi mais expressiva nas rotas com maior percepção de insegurança, e em rotas com alta incidência de violência. Como não é razoável supor que mais viagens a pé são uma consequência dos roubos e sim o oposto, o estudo reforça a importância de aumentar a segurança nas regiões de alta incidência de viagens não motorizadas, de forma a não incentivar a migração destes usuários para modos motorizados.
 
AVERTISSEMENT - Regarde ce document est soumise à votre acceptation des conditions d'utilisation suivantes:
Ce document est uniquement à des fins privées pour la recherche et l'enseignement. Reproduction à des fins commerciales est interdite. Cette droits couvrent l'ensemble des données sur ce document ainsi que son contenu. Toute utilisation ou de copie de ce document, en totalité ou en partie, doit inclure le nom de l'auteur.
Date de Publication
2017-10-11
 
AVERTISSEMENT: Apprenez ce que sont des œvres dérivées cliquant ici.
Tous droits de la thèse/dissertation appartiennent aux auteurs
CeTI-SC/STI
Bibliothèque Numérique de Thèses et Mémoires de l'USP. Copyright © 2001-2021. Tous droits réservés.