• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.18.2016.tde-18042016-105815
Documento
Autor
Nome completo
Mariana Aparecida Carvalhaes
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Carlos, 2005
Orientador
Banca examinadora
Viana, Virgilio Mauricio (Presidente)
Durigan, Giselda
Espindola, Evaldo Luiz Gaeta
Gandolfi, Sergius
Nolasco, Adriana Maria
Título em português
Florística, riqueza e abundância de bromélias epífitas e o manejo de florestas de caixeta, Iguape, São Paulo
Palavras-chave em português
Bromélias
Ecologia
Epífitas vasculares
Florestas de caixeta
Florística
Resumo em português
Os caixetais, florestas paludosas caracterizadas pela dominância de caixeta (Tabebuia cassinoides), têm hoje no Vale do Ribeira seus maiores remanescentes, mesmo tendo sido a caixeta um importante produto do extrativismo da região. O sistema tradicional de manejo da caixeta é caracterizado pela subutilização de recursos não madeireiros, apesar da riqueza e da abundância de formas de crescimento não arbóreas, especialmente bromélias epífitas de forte apelo ornamental. Estas são danificadas ou mortas durante a colheita de caixeta e deixadas na floresta, constituindo um resíduo da exploração de madeira. A ausência de conhecimento ecológico sobre estas bromélias epífitas, dificulta a sua inclusão no sistema de manejo. Ao mesmo tempo, diferentes espécies de bromélias são extraídas de forma predatória em toda Mata Atlântica e comercializadas apesar da proibição legal, o que juntamente com a ausência da regulação da atividade, aumenta a pressão do extrativismo clandestino destas espécies. O principal objetivo do presente estudo foi conhecer a composição florística e a estrutura das espécies de bromélias epífitas, considerando a distribuição espacial, a riqueza e a abundância em diferentes caixetais no município de Iguape. Foram identificadas 27 espécies de bromélias epífitas. No conjunto de 250 caixetas analisadas em cinco caixetais, as populações de Aechmea nudicaulis, Vriesia rodigasiana, A. coelestis e V. carinata foram as mais abundantes, sendo as três últimas, espécies atualmente comercializadas no setor atacadista de São Paulo. De maneira geral, as maiores abundância e riqueza de bromélias são encontradas em altura intermediária (2 a 6 m) e em caixetas como diâmetro à altura do peito (DAP) > 15 cm. Uma vez que, foi verificado que o manejo da caixeta afeta negativamente a abundância e a riqueza de espécies da sinúsia de bromélias epífitas, são propostos parâmetros e procedimentos de "bom manejo" para melhoria do sistema, considerando a inclusão das bromélias no sistema de manejo atual e o manejo exclusivo destas. É imprescindível o monitoramento a longo prazo do impacto da colheita sobre a sinúsia de bromélias, para a definição de práticas de manejo e técnicas silviculturais que devem ser incorporadas para aprimorar o "bom manejo" das bromélias epífitas nos caixetais, do ponto de vista biológico.
Título em inglês
Floristic composition, richness and abundance of epiphytes bromeliads and the management in caixeta's forests, Iguape - SP
Palavras-chave em inglês
Bromeliads
Caixeta forests
Ecology
Floristic
Vascular epiphytes
Resumo em inglês
In southeastern Brazil, there is a peculiar coastal swamp forest ecosystem, characterized by the dominance of caixeta tree (Tabebuia cassinoides), which represents an important product of extractivism for the local population. The traditional management systems of the caixeta forests do not consider the use of non-timber forest resources, ignoring the presence of many species with economic importance as the Bromeliaceae epiphytes with high ornamental value. During the harvesting these ornamental species are destroyed. The lack of ecological knowledge about Bromeliaceae's synusia represents an obstacle to its inclusion in the caixeta management system. At the same time, different species of Bromeliaceae are commercialized in a predatory manner not with standing legal prohibition, which along with the absence of regulation of the activity increases the illegal extractivism in the natural ecosystems in brazilian Atlantic Rainforest. The main propose of this study was to analyze the Bromeliaceae epiphytes species floristic composition and the structure, taking in account their spatial distribution, richness and abundance in different caixeta's forests. Twenty seven (27) species of Bromeliaceae were identified. In five caixeta forests analyzed the population of Aechmea nudicaulis, Vriesia rodigasiana, A. coelestis e V. carinata were predominant. The three last species have been already commercialized in city of São Paulo. In general, both richness and abundance of the Bromeliaceae epiphytes were mainly found in the intermediary height (2-6 m) and host trees with diameter at breast height (DBH) > 15 cm. As it was observed that traditional caixeta management has a negative effect on bromeliads epiphytes, were suggested conducts of best management practices to improve the caixeta forest management. It was considered the inclusion of bromeliads in the caixeta management system and the exclusive bromeliads management. From the biological point of view, monitoring during a long period the impact of harvest of bromeliads is absolutely essential to establish the best management practices.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Tese_1238_CD.pdf (5.22 Mbytes)
Data de Publicação
2016-04-19
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.