• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.17.2021.tde-09092021-084442
Documento
Autor
Nome completo
Maria Eugênia Farias Teixeira Bitar
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2021
Orientador
Banca examinadora
Oliveira, Renê Donizeti Ribeiro de (Presidente)
Ferreira, Gilda Aparecida
Menezes, Marcelo Bezerra de
Título em português
Avaliação da concordância de diagnóstico das doenças reumáticas entre os níveis primário e terciário de atenção à saúde
Palavras-chave em português
Atenção primária à saúde
Concordância diagnóstica
Doenças reumáticas
Resumo em português
Introdução: Sintomas musculoesqueléticos são a principal causa de procura por atendimento médico no nível primário de assistência à saúde. Os médicos generalistas frequentemente expressam baixo nível de confiança na capacidade de diagnosticar e tratar doenças reumáticas. Objetivo: Avaliar a concordância de diagnóstico das doenças reumáticas entre os níveis primário e terciário de atenção à saúde através da comparação entre o diagnóstico presente nas Guias de Referência do SUS e o diagnóstico obtido pela equipe de reumatologia de um serviço terciário de referência. Materiais e Métodos: Foram comparados os diagnósticos do nível primário com aqueles obtidos por médicos residentes em reumatologia e reumatologistas seniores de um serviço de referência. Sensibilidade (S), especificidade (E), valor preditivo positivo (VPP) e coeficiente Kappa (k) foram obtidos tendo como padrão-ouro a avaliação dos reumatologistas seniores. Resultados: De 497 guias avaliadas, 426 possuem diagnóstico final. Os valores de k entre nível primário e terciário para os agrupamentos de doenças foi: doenças reumáticas não inflamatórias (-0,18), colagenoses e vasculites (0,5), artrite reumatoide (0,38), espondiloartrites (0,45) e doenças não reumáticas (0,15). Conclusão: O serviço terciário de reumatologia recebe muitos casos de baixa complexidade, que deveriam ser mantidos na atenção primária. O grau de concordância diagnóstica entre os médicos da atenção primária e a equipe de reumatologia foi baixo, demonstrando a necessidade de aprimorar o ensino médico das doenças reumáticas durante o curso de medicina.
Título em inglês
Evaluation of the concordance diagnostic in rheumatic diseases between the primary and tertiary levels of health care
Palavras-chave em inglês
Diagnostic agreement
Primary health care
Rheumatic diseases
Resumo em inglês
Background: Musculoskeletal symptoms are the leading cause of demand for medical care at the primary healthcare, where physicians often have insufficient skills to diagnose and treat rheumatic diseases. Aims: To evaluate the concordance of the diagnostic of rheumatic diseases between the primary and tertiary health care levels by comparing the diagnosis present in the Public Health System (PHS) referral letters and the diagnosis obtained by the rheumatology team from a tertiary service. Materials and Methods: Diagnoses of referral letters were compared with those obtained by two groups of rheumatologists at the tertiary service: trainee and senior. Sensitivity (S), specificity (E), positive predictive value (PPV) and Kappa coefficient (k) of the two comparisons were obtained, with the senior evaluation as the gold standard. Results: 497 referral letters were summoned and 426 received a definitive diagnosis. We find the following values of k between basic care and tertiary service diagnoses: non-inflammatory rheumatic diseases (-0,18), systemic connective tissue diseases and vasculitis (0,5), rheumatoid arthritis (0,38), spondyloarthritis(0,45) and non-rheumatic diseases (0,15). Conclusion: The tertiary rheumatology department receives many cases of low complexity, which should be kept in primary care. The degree of diagnostic agreement between the primary care physicians and the rheumatology team was low, demonstrating the need of improvement on teaching rheumatic diseases.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2021-10-01
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.