• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.17.2021.tde-11062021-075429
Documento
Autor
Nome completo
Raissa Yolanda de Oliveira Silva
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2021
Orientador
Banca examinadora
Jordao Junior, Alceu Afonso (Presidente)
Franco, Márcia Varella Morandi Junqueira
Góes, Rejane Maira
Título em português
Efeito do óleo de milho no metabolismo lipídico e estresse oxidativo em camundongos alimentados com dieta hiperlipídica e rica em frutose
Palavras-chave em português
Dieta hiperlipídica
Estresse oxidativo
Frutose
Óleo de milho
Resumo em português
Introdução: A doença hepática gordurosa não alcoólica (DHGNA) é o acúmulo de gordura nos hepatócitos, e seu desenvolvimento e progressão são causados por fatores ambientais e genéticos, sendo a dieta alimentar um papel fundamental. Objetivo: Avaliar o efeito do óleo de milho nos marcadores de estresse oxidativo e no metabolismo lipídico, em modelo animal utilizando dieta rica em gordura e frutose. Métodos: Os animais foram randomizados em grupos de 12 animais, sendo: Grupo controle: 7% de óleo de soja (CTS); Grupo controle: 7% de óleo de milho (CTM); Grupo hiperlipídico: 50% de banha + frutose (HLF); Grupo hiperlipídico: 25% de banha de porco + 25% de óleo de milho + frutose (HLF/M). Resultados: Os grupos apresentaram menor peso final e ganho de peso quando comparados ao HLF. O peso do fígado diferiu apenas entre CTM e HLF. Em relação a gordura epididimal e retroperitoneal e gordura total, o maior peso foi observado no grupo HLF com diferença significativa entre os controles e HLF/M. Em geral, a relação peso/peso gordura, o maior valor foi observado no grupo HLF. Os resultados das aminotransferases não foram estatisticamente diferentes. Para o perfil lipídico sérico, apenas o colesterol total e o HDL apresentaram diferença estatística, onde os maiores valores foram observados nos grupos que receberam dietas com alto teor de gordura. Os valores de glicemia não apresentaram diferenças, e a relação TRI/HDL, apresentou entre todos os grupos com o grupo CTM. Em relação ao perfil lipídico hepático, os valores de gordura total e triglicerídeos foram significativos entre os grupos controle e os hiperlídicos, sendo que os maiores valores de colesterol total foram observados nos grupos controle. Os marcadores de estresse oxidativo não apresentaram diferença significativa, além disso, apenas DPPH e GPx apresentaram diferença estatística na capacidade antioxidante. O grupo HLF apresentou o maior percentual de gotículas de gordura, por outro lado, o grupo CTM apresentou a pior análise histológica do fígado, com presença de esteatose, inflamação e balonamento. Conclusão: A modulação da dieta com óleo de milho não resultou em mudanças favoráveis, mas em maiores quantidades associadas a uma dieta hiperlipídica e frutose, houve ação positiva, mesmo que parcial, na esteatose hepática.
Título em inglês
Effect of corn oil on lipid metabolism and oxidative stress in mice fed a high-fat, fructose-rich diet
Palavras-chave em inglês
Corn oil
Fructose
High-fat diet
Oxidative stress
Resumo em inglês
Introduction: Non-alcoholic fatty liver disease (NAFLD) is the accumulation of fat in hepatocytes, and its development and progression are caused by environmental and genetic factors, with the diet playing a fundamental role. Objective: Evaluate corn oil in the lipid modulation of the diet, in the markers of oxidative stress and lipid metabolism, an animal model using a high-fat, fructose-rich diet. Methods: The animals were randomized into groups of 12 animals, being: Control group: 7% soy oil (CTS); Control group: 7% corn oil (CTM); Hyperlipidic group: 50% lard + fructose (HLF); Hyperlipidic group: 25% lard + 25% corn oil + fructose (HLF/M). Results: The groups had lower final weight and weight gain when compared to HLF. The weight of the liver only differed between CTM and HLF. Regarding the epididymal and retroperitoneal fat and total fat, the highest weight was observed in the HLF group with a statistically difference between controls and HLF/M. In general, regarding the fat weight/weight ratio, the highest value was observed in the HLF group. The aminotransferases results were not statistically different. Similarly, for the serum lipid profile, only total cholesterol and HDL exhibited statistical difference, where the highest values were observed in the groups that received high-fat diets. Blood glucose values also didn't present differences, except the TRI/HDL ratio, showed between all groups to the CTM group. To the hepatic lipid profile, the values for total fat and triglycerides were statist significant between the control groups and the high-fat ones, and the highest values for total cholesterol were observed in the control groups. The oxidative stress markers showed no significant difference, moreover, only DPPH and GPx presented a statistical difference in the antioxidant capacity. The HLF group exhibited the highest percentage of fat droplets, on the other hand, the CTM group presented the worst histological analysis of the liver, with the presence of steatosis, inflammation and ballooning. Conclusion: Modulating the diet with corn oil did not result in favourable changes, but in greater quantities associated with a high-fat diet and fructose, there was a positive action, even if partial, in liver steatosis.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2021-06-18
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.