• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.17.2017.tde-02022016-103524
Documento
Autor
Nome completo
Rafael Seragioli
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2015
Orientador
Banca examinadora
Barbosa, Marcello Henrique Nogueira (Presidente)
Herrero, Carlos Fernando Pereira da Silva
Oliveira, Renê Donizeti Ribeiro de
Título em português
Comparação entre a frequência de detecção dos ligamentos denteados na coluna cervical por meio de sequência volumétrica entre os equipamentos de ressonância magnética de 1,5 Tesla e 3,0 Tesla
Palavras-chave em português
3D COSMIC
Ligamento denteado
Ressonância magnética
Resumo em português
Introdução: Os ligamentos denteados são extensões da pia-máter em cada lado da medula espinhal, totalizando cerca de 20 a 21 pares de estruturas fibrosas que se conectam com a dura-máter, ancorando a medula espinhal. Esses ligamentos são importantes referências anatômicas para cirurgias envolvendo estruturas no interior do canal vertebral e, portanto, muito bem conhecidos por cirurgiões que abordam o canal vertebral. No entanto, não encontramos a descrição deste ligamento em estudos de ressonância magnética (RM). Objetivo: Nosso objetivo foi avaliar a detecção dos ligamentos denteados na coluna cervical por meio de imagens de RM em sequências de aquisição volumétrica e com alta resolução espacial, e comparar a frequência de detecção desses ligamentos nos equipamentos de 1,5 Tesla e 3,0 Tesla. Resultados: Foram avaliados 116 exames de ressonância magnética da coluna cervical, sendo observada alta frequência de detecção dos ligamentos denteados na coluna cervical utilizando sequência volumétrica 3D COSMIC, tanto no equipamento de 1,5 Tesla quanto no equipamento de 3,0 Tesla. Não houve diferença estatisticamente significativa quando comparamos a frequência de detecção dos ligamentos entre os equipamentos de RM de 1,5T e 3,0 T.
Título em inglês
Comparison between the frequency of detection of the dentate ligament in cervical spine by means of volumetric sequence between the magnetic resonance equipment of 1,5 Tesla and 3,0 Tesla
Palavras-chave em inglês
3D COSMIC
Denticulate ligament
Magnetic resonance imaging
Resumo em inglês
Introduction: Denticulate ligaments are extensions of the pia mater on each side of the spinal cord, totaling about 20 to 21 pairs of fibrous structures that connect with the dura mater, anchoring the spinal cord. These ligaments are important anatomical references for surgeries involving structures inside the spinal canal and therefore well known to surgeons who approach the spinal canal. To our knowledge, there is no previous study on the feasibility to detect the denticulate ligaments using MRI. Objective: Our aim was to evaluate the detection of denticulate ligaments in the cervical spine using high resolution magnetic resonance imaging (MRI), and to compare the frequency of detection of these ligaments in 1.5 Tesla and 3.0 Tesla equipment. Results: We evaluated 116 MRI scans of the cervical spine and observed high frequency of detection of the denticulate ligaments in the cervical spine using the volumetric sequence 3D COSMIC on both the 1,5 Tesla and 3,0 Tesla MR equipments. There was no statistically significant difference in the frequency of detection of the ligaments between the MRI equipments.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
RafaelSeragioliOrig.pdf (646.82 Kbytes)
Data de Publicação
2017-04-13
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.