• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.17.2021.tde-09092021-085045
Documento
Autor
Nome completo
Gabriel Carlos Baldissera
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2021
Orientador
Banca examinadora
Annichini, Maria Sol Brassesco (Presidente)
Leopoldino, Andréia Machado
Smith, Marilia de Arruda Cardoso
Título em português
Estudo funcional do gene HOXD10 em osteossarcoma pediátrico com ênfase na proliferação celular
Palavras-chave em português
HOXD10
Osteossarcoma
Proliferação
Resumo em português
Dada a alta incidência e letalidade do OS, a compreensão de suas vias moleculares é de suma importância. Estudos recentes apontaram o fator de transcrição HOXD10 como um inibidor geral da invasão celular. De forma geral, a maioria dos genes HOX encontra-se hiperexpressa em tumores, onde possivelmente foram expressos durante o desenvolvimento daquele tecido/órgão. Dentro da família HOX, os clusters HOXA e HOXD têm sido relatados como responsáveis pelo desenvolvimento do tecido ósseo de forma normal. Além disso, HOXD10 mostrou-se influenciador direto da formação óssea e do padrão de ossificação, sendo que animais knock-out desenvolvem defeitos nos membros posteriores. Pesquisas prévias do grupo demonstraram que HOXD10 se apresenta em altos níveis em amostras primarias de OS sendo sua expressão inversamente correlacionada com características clínicas de pior prognostico (volume tumoral, resposta Huvos e sobrevida). Desta forma, o presente trabalho visou avaliar os efeitos in vitro da hiperexpressão e do silenciamento deste gene sob os diferentes aspectos da proliferação celular em linhagens de OS (SaOS-2/U2-OS) através da técnica de transdução com vetores lentivirais. Os resultados obtidos com a linhagem SAOS-2 reforçam a hipótese do papel deste fator de transcrição como supressor tumoral em OS, evidenciado por alterações na proliferação celular, capacidade clonogênica e viabilidade celular após sua modulação. Contudo a heterogeneidade intrínseca do OS junto com as discrepâncias observadas na linhagem U2-OS, apontam para a necessidade de estudos mais aprofundados em outras linhagens de OS.
Título em inglês
Functional study of the HOXD10 gene in pediatric osteosarcoma with an emphasis on cell proliferation
Palavras-chave em inglês
HOXD10
Osteosarcoma
Proliferation
Resumo em inglês
Given the high incidence and lethality of OS, understanding its underlying molecular pathways is of paramount importance. Recent studies have pointed the HOXD10 transcription factor as a general inhibitor of cell invasion. In general, HOX genes that are overexpressed in tumors, are expressed during the normal development of that tissue/organ. Within the HOX family, HOXA and HOXD clusters have been reported to be responsible for the normal development of bone tissue. In addition, HOXD10 proved to participate directly for bone formation and ossification patterning, evinced by developing defects in the hind limbs of knock-out experimental animals. Previous data by our group showed high levels of HOXD10 in primary OS samples and an inverse correlation with worse prognosis clinical features such as increased tumor volume, worse Huvos response and lower survival. Thus, this study aimed to evaluate the in vitro effects of the modulation of HOXD10 under different aspects of cell proliferation in OS cell lines (SaOS-2 / U2-OS) using lentiviral vectors. The results obtained with SAOS-2 cells reinforce the hypothesis that this transcription factor may act as a tumor suppressor in OS, evidenced by the observed changes in cell proliferation, clonogenic capacity and cell viability after its modulation. However, the intrinsic heterogeneity of OS together with the discrepancies observed in U2-OS cells, point to the need for further studies in other OS models.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2021-10-01
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.