• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.17.2021.tde-09042021-095438
Documento
Autor
Nome completo
Juliana de Matos Maçonetto
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2020
Orientador
Banca examinadora
Covas, Dimas Tadeu (Presidente)
Manfiolli, Adriana Oliveira
Silva, Luis Lamberti Pinto da
Título em português
Análise funcional das vesículas extracelulares derivadas de células estromais mesenquimais humanas usadas em terapia celular
Palavras-chave em português
Células estromais mesenquimais
Imunomodulação
Soro AB humano
Vesículas extracelulares
Resumo em português
As células estromais mesenquimais (MSC) são células heterogêneas com capacidade de controlar a resposta imunológica, atuando como uma ferramenta importante na terapia celular, principalmente no tratamento de doenças inflamatórias e autoimunes. Evidências sugerem que as vesículas extracelulares derivado de células estromais mesenquimais (EV-MSC) apresenta funções semelhantes às MSC, transportando moléculas bioativas para células-alvo, que podem alterar seu fenótipo ou comportamento funcional. O objetivo deste trabalho foi a caracterização morfológica e funcional das vesículas extracelulares derivadas das MSC (EV-MSC) de fontes distintas, cultivadas em meio livre de xenoantígenos, nas condições de hipóxia e normóxia. Para isso, foi padronizado um protocolo eficiente para depleção das vesículas extracelulares do soro AB humano utilizado na produção das EV-MSC, e avaliado o seu efeito sobre as características morfológicas, imunofenotípicas, proliferação, viabilidade e propriedades de diferenciação das MSC. Os resultados obtidos demonstraram que é possível isolar e caracterizar MSC do cordão umbilical (UC-MSC) e tecido adiposo (AT-MSC), em condições de normóxia e hipóxia, livres de xenoantígenos e empobrecido de EV, representando um grande avanço para a produção de EV-MSC. Em seguida, foram isoladas EV do sobrenadante de cultura das UC-MSC e AT-MSC por ultracentrifugação e caracterizadas quanto ao tamanho e concentração, bem como a expressão de proteínas. Também foi avaliado a expressão de genes envolvidos na imunorregulação presentes nas EV e o seu potencial de inibição e interação com os linfócitos T. Como conclusão, este trabalho demonstra que as EV derivadas de MSC apresentam um efeito imunomodulatório em condições livres de xenoantígenos e pré-condicionadas por hipóxia, com potencial aplicação terapêutica.
Título em inglês
Functional analysis of extracellular vesicles derived from human mesenchymal stromal cells used in cell therapy
Palavras-chave em inglês
Extracellular vesicles
Human AB serum
Immunomodulation
Mesenchymal stromal cells
Resumo em inglês
Mesenchymal stromal cells (MSC) are heterogeneous cells capable of controlling the immune response, acting as an important tool in cell therapy, especially in the treatment of inflammatory and autoimmune diseases. Evidence suggests that extracellular vesicles derived from mesenchymal stromal cells (EV-MSC) has similar functions to MSC, transporting bioactive molecules to target cells, which can alter their phenotype or functional behavior. The objective of this work was the morphological and functional characterization of extracellular vesicles derived from MSC (EV-MSC) from different sources, cultured in a medium free of xenoantigens, under hypoxia and normoxia. For this purpose, an efficient protocol for depleting the extracellular vesicles of human AB serum was standardized and will be used in the production of EV-MSC. Then, the effect of depleted EV medium on the morphological, immunophenotypic, proliferation, viability and differentiation properties of MSC was evaluated. The results demonstrated that it is possible to isolate and characterize MSC from umbilical cord (UC-MSC) and adipose tissue (AT-MSC), in normoxic and hypoxic conditions, under conditions free of xenoantigens and depleted of EV, representing a major advance for production of EV-MSC. In addition, EV were isolated from the supernatant of the MSC by ultracentrifugation and characterized in terms of size and concentration, as well as protein expression. The expression of genes involved in immunoregulation present in EVs and their potential for inhibition and interaction with T lymphocytes was also evaluated. In conclusion, this work demonstrates that MSC-derived EVs have an immunomodulatory effect in conditions free of xenoantigens and pre-conditioned by hypoxia, with potential therapeutic application.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2021-04-19
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.