• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tesis Doctoral
DOI
Documento
Autor
Nombre completo
Renato Campos Freire Júnior
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
Ribeirão Preto, 2019
Director
Tribunal
Abreu, Daniela Cristina Carvalho de (Presidente)
Navega, Marcelo Tavella
Lima, Nereida Kilza da Costa
Machado, Dalmo Roberto Lopes
Pereira, Leani Souza Máximo
Título en portugués
Influência socioeconômica no desempenho da marcha de idosos residentes em regiões com diferentes índices de desenvolvimento humano
Palabras clave en portugués
Caminhada
Educação
Fatores socioeconômicos
Índice de Desenvolvimento Humano
Marcha
Resumen en portugués
Fatores socioeconômicos tem sido associado com problemas relacionados à saúde, entretanto nenhum estudo investigou especificamente o impacto a longo prazo das diferenças socioeconômicas no desempenho da marcha. O objetivo deste estudo foi avaliar o desempenho da marcha de idosos nascidos, criados e vivendo atualmente em regiões com diferentes Índices de Desenvolvimento Humano (IDH) sob a marcha habitual e em condições de dupla-tarefa. Métodos: Estudo transversal multi-país conduzido com uma amostra de 373 idosos divididos em três regiões com diferentes IDH's: Coari, estado do Amazonas, Brasil (n = 124, IDH-baixo = 0,586); Ribeirão Preto, estado de São Paulo, Brasil (n = 109, IDH-alto = 0,800); e London, Província de Ontario, Canadá (n = 140, IDH-muito alto = 0,905). Informações sobre dados socioeconômicos, demográficos, condições de saúde e histórico de quedas nos últimos seis meses foram registrados, e a função física dos membros inferiores foi avaliada pelo Short Physical Perfomance Battery (SPPB). O desempenho da marcha foi avaliado utilizando GAITRite Platinum 26' Portable Walkway System em duas situações diferentes: marcha habitual e marcha associada a dupla-tarefa (nomear animais enquanto caminha). As variáveis de interesse foram: velocidade (cm/s), cadência (passos/min), tempo da passada (milissegundos), comprimento do passo (cm) e largura da passada (cm), além da variabilidade da marcha e o custo da dupla-tarefa para cada variável. A análise de comparação entre os grupos no desempenho da marcha, foi realizada usando um modelo linear geral multivariado, e a variabilidade da marcha, bem como o custo da dupla-tarefa analisados pela ANOVA one-way. O teste post-hoc de Bonferroni foi usado para determinar as diferenças entre os grupos quando apropriado. Os modelos estatísticos foram ajustados por várias covariáveis, incluindo anos de estudo. Resultados: idosos do grupo IDH-baixo apresentaram menor velocidade, menor cadência, maior tempo da passada, comprimento do passo mais curto comparado com os idosos dos outros dois grupos, IDH-alto e IDH-muito alto, e menor largura da passada comparado ao grupoIDH-alto. Maior variabilidade do comprimento do passo foi encontrada no grupo IDHmuito alto comparado aos dois grupos brasileiros, IDH-baixo e IDH-alto. O custo da dupla-tarefa na marcha para velocidade, comprimento do passo e variabilidade do comprimento do passo foi maior entre os idosos do grupo IDH-baixo quando comparados aos outros dois grupos. As diferenças estatísticas foram atenuadas, mas não desapareceram após o ajuste por anos de educação. Conclusões: Idosos vivendo em regiões com baixo IDH apresentam pior desempenho da marcha durante a tarefa simples (habitual) e em condições de dupla-tarefa comparados com idosos que vivem em regiões com alto ou muito alto IDH. Menos anos de escolaridade pode limitar a capacidade de processamento central dos idosos, afetando potencialmente o desempenho da marcha
Título en inglés
Socioeconomic influence on gait performance of older adults living in regions with different Human Development indexes
Palabras clave en inglés
Education
Gait
Human development index
Socioeconomic factors
Walking
Resumen en inglés
Socioeconomic factors have been associated with health-related problems, however no study has specifically investigated the long-term impact of socioeconomic differences on gait performance. The aim of this study was to assess gait patterns of older adults born, raised and currently living in regions with different Human Development Indexes (HDI), under single and dual-task conditions. Methods: This is a cross-sectional multi-country design study conducted with a sample of 373 older adults divided into three regions with different HDIs: Coari, Amazonas state, Brazil (n= 124, Low-HDI = 0.586); Ribeirão Preto, São Paulo state, Brazil (n= 109, High-HDI = 0.800); and London, Ontario, Canada (n=140, Very high-HDI = 0.905). Socioeconomic, demographics, health conditions and history of falls in the last six months information were recorded, and the physical function of the lower limbs was assessed by the Short Physical Performance Battery (SPPB). Gait performance was assessed using GAITRite Platinum 26 'Portable Walkway System under two conditions: single task (usual pace) and dual-task (walking while naming animals). The interest variables were: gait speed (cm / s), cadence (steps / min), stride time (milliseconds), step length (cm), step width (cm), gait variability, as well as, dual-task cost for each variable. Gait performance comparison analysis between groups was performed using a general linear model multivariate, and gait variability as well as dual-task cost were analyzed by one-way ANOVA. Bonferroni post-hoc test was used to determine differences between groups when appropriate. The statistical models were adjusted for several covariates, including years of study. Results: Older adults from lowHDI group presented slower gait speed, slower cadence, higher stride time, shorter step length, compared with individuals from both High-HDI and Very high-HDI groups, and shorter stride width compared to High-HDI. Higher step length variability was found in Very High-HDI group compared to both Brazilian groups, Low-HDI, and High-HDI. Dual-task gait cost for gait speed, step length, and step length variability was higher among older adults living in low HDI when compared with high, and very high HDIgroup. The statistical differences between groups were deeply attenuated, but not vanished, after adjusting for years of education. Conclusion: Individuals living in regions with Low-HDI present worse gait performance during single and dual-task conditions compared with individuals living in High- and Very-High HDIs. Fewer years of education may limit central processing capacity of older potentially affecting gait performance
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2019-08-13
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2022. Todos los derechos reservados.