• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Daiane Lazzeri de Medeiros
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2019
Orientador
Banca examinadora
Oliveira, Anamaria Siriani de (Presidente)
Ervilha, Ulysses Fernandes
Soares, Renato José
Fonseca, Marisa de Cássia Registro
Título em português
Contribuições articulares do complexo do ombro e coluna cervical de crianças com paralisia obstétrica do plexo braquial durante tarefas de alcance
Palavras-chave em português
Biomecânica
Criança
Membro superior
Movimento
Qualidade de vida
Resumo em português
Objetivos: Comparar a função do membro superior e qualidade de vida (QOL) entre crianças com paralisia obstétrica do plexo braquial (POPB) e controles. Além disso, investigar os padrões de movimentos e coordenação intersegmentar de crianças com POPB e típicas durante tarefas de alcance em diferentes velocidades de execução. Métodos: Foram avaliadas crianças com POPB e típicas com idade entre 4 e 14 anos. A função do membro superior das crianças com POPB foi avaliada por meio da Modified Mallet Scale (MMS) e Active Movement Scale (AMS). A qualidade de vida dessa população foi avaliada por meio do Pediatric Outcome Data Collection Instrument (PODCI) e Child Health Questionnaire (CHQ). A avaliação cinemática tridimensional foi registrada pelo equipamento 3 SPACE Liberty (Polhemus. Inc, Colchester, VT) com taxa de aquisição de 120 Hz. A avaliação cinemática foi realizada no membro comprometido da criança com POPB e no membro dominante da criança típica durante as tarefas de alcance alto (tocar uma bola posicionada acima da cabeça), colocar a mão sobre o bolso traseiro da calça, colocar a mão na cabeça, elevação e abaixamento do braço no plano frontal. As três primeiras tarefas citadas acima, foram realizadas em duas condições, velocidade preferida e velocidade rápida. Foram analisadas as amplitudes de movimento do membro superior, escápula e cervical utilizadas durante as tarefas mão na bola, mão no bolso e mão na cabeça, e os movimentos da escápula durante a elevação e abaixamento do braço. Foi realizada a análise de codificação do vetor, do ângulo de acoplamento flexão do ombro-flexão da cabeça para a tarefa mão na cabeça, flexão do ombro-extensão de cotovelo para a tarefa mão na bola, e os ângulos de acoplamento dos movimentos da escápula-adução/abdução do ombro na elevação e abaixamento do braço no plano frontal. Resultados: As crianças com POPB apresentaram menores pontuações na maioria dos domínios avaliados por meio do PODCI e CHQ. As crianças com POPB tiveram menor função do membro superior avaliado por meio da MMS e AMS quando comparadas as crianças típicas. As crianças com POPB apresentaram diferentes padrões de movimento da escápula, ombro, cotovelo e cabeça comparados as crianças típicas nas tarefas de alcance. Na elevação e abaixamento do braço os movimentos da escápula forma similares entre os grupos, no entanto, a estratégia de coordenação da protração da escápula durante o abaixamento dobraço foi diferente. Além disso, a coordenação das crianças com POPB foi diferente na tarefa mão na bola quando comparado as crianças típicas, e apresentaram coordenação similar na tarefa mão na cabeça. Conclusão: A POPB influencia negativamente a qualidade de vida e a função do membro superior dessas crianças. As crianças com POPB e típicas utilizaram diferentes padrões de movimento da escápula, ombro, cotovelo e cabeça nas tarefas de alcance avaliadas. A coordenação das crianças com POPB foi diferente quando comparadas as típicas ao realizar movimento voltado ao ambiente externo como na tarefa mão na bola e apresentou coordenação semelhante quando o movimento foi realizado no próprio corpo (mão na cabeça). As crianças com POPB apresentam padrões de movimento escapular semelhantes para executar a elevação e abaixamento do braço no plano frontal, mas a estratégia de coordenação do movimento de protração da escápula durante o abaixamento do braço foi diferente entre os grupos
Título em inglês
Joint contributions of the shoulder complex and cervical spine in children withobstetric brachial plexus palsy during reaching tasks
Palavras-chave em inglês
Biomechanics
Child
Movement
Quality of life
Upper limb
Resumo em inglês
Objectives: To compare the upper limb function and quality of life (QOL) between children with neonatal brachial plexus palsy and unaffected controls. Moreover, we aimed to investigate the movement patterns and intersegmental coordination in NBPP children and matched controls during reaching tasks at different execution speeds. Methods: Children with NBPP and typical children aged 4 to 14 years were evaluated. The upper limb function was assessed using the Modified Mallet Scale (MMS) and Active Movement Scale (AMS). The quality of life was evaluated through the Pediatric Outcome Data Collection Instrument (PODCI) and the Child Health Questionnaire (CHQ). The three-dimensional kinematic evaluation was recorded by the 3 SPACE Liberty (Polhemus. Inc, Colchester, VT) with 120 Hz sampling frequency. Kinematic of the injured limb of NBPP children and the dominant limb of unaffected controls were recorded during a high-reach task (touch a ball), hand-toback-pocket task, hand-to-head task and elevation and lowering of the arm in the frontal plane. The first three tasks were performed in two conditions within two speeds, preferred speed and as fast as possible speed. We analyzed the range of motion of the upper limb, scapula and cervical during the reach tasks, and the scapula movements during the arm elevation and lowering. We also performed the vector coding analysis of the shoulder flexion - head flexion coupling angle in the hand to head task, shoulder flexion - elbow extension coupling angle during high reach task, and the coupling angle of scapula movements - shoulder abduction/aduction in the elevation and lowering of the arm. Results: Children with NBPP presented lower scores for most of the QOL domains evaluated through PODCI and CHQ. The NBPP children has lower limb upper arm function compared to the unaffected controls evaluated through MMS and AMS. The NBPP children and controls used different scapulothoracic, shoulder, elbow and head kinematic movement patterns in the reach tasks. In the arm elevation and lowering the scapula movement were similar between the groups, however, the coordination strategy of scapula protraction during the arm lowering was different. Furthermore, the coordination of NBPP children was different compared to unaffected controls in the hand on ball task, and presented similar coordination in the hand to head task. Conclusions: The NBPP has a negative influence on the quality of life and upper limb funcion of these children. The NBPP children and controls used differentscapulothoracic, shoulder, elbow and head kinematic movement patterns in the reach tasks. The coordination of NBPP children was different compared to unaffected controls when performing arm movements in the external environment (hand on ball task), and presented similar coordination when movements were made to their own body, as in the hand to head task. The NBPP children present similar scapular movement patterns to execute the arm elevation and lowering in the frontal plane, but the coordination strategy of scapula protraction movement during the lowering arm was different between the groups
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
DAIANELAZZERI.pdf (3.63 Mbytes)
Data de Publicação
2019-09-03
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.