• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.17.2017.tde-30032017-140641
Documento
Autor
Nome completo
Nathalia Cristina de Souza Borges
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2016
Orientador
Banca examinadora
Guirro, Rinaldo Roberto de Jesus (Presidente)
Iunes, Denise Hollanda
Mochizuki, Luis
Moraes, Renato de
Título em português
Análise do equilíbrio postural em diabéticos tipo 2 após treinamento sensório-motor: um ensaio clínico randomizado controlado cego
Palavras-chave em português
Diabetes mellitus
Equilíbrio postural
Modalidades de fisioterapia
Terapia por exercício
Resumo em português
A habilidade do indivíduo em sustentar-se na posição ereta, ajustando de maneira eficaz os movimentos do corpo e reagindo a estímulos externos, representam estratégias de controle postural essenciais para as atividades de vida diária. O Diabetes Mellitus tipo 2 (DM-2) é considerado um grande problema de Saúde Pública tendo como complicações o déficit no desempenho funcional dos membros inferiores e as quedas, que podem interferir na manutenção do equilíbrio, além de ser um forte preditor de limitações funcionais auto referidas. O presente estudo, tem como objetivo analisar o equilíbrio postural em pacientes com Diabetes Mellitus tipo 2, após o treinamento sensório-motor supervisionado e não supervisionado, considerando a posição ortostática, a marcha e testes funcionais. Foram recrutados 80 voluntários com faixa etária entre 45 a 64 anos portadores de DM-2, de ambos os sexos, divididos em três grupos: GC - Grupo Controle (n=27), GT-D - Grupo Treinamento Domiciliar (n=27) e GT-S - Grupo Treinamento Supervisionado (n=26). Foram coletados dados de equilíbrio postural na plataforma Neurocom Balance Master Sistem® e avaliação clínica BESTest. A intervenção foi realizada duas vezes por semana, durante 45 minutos, por 12 semanas, sendo dividido em três fases: aquecimento, treinamento sensório-motor e desaquecimento, com monitoramento da pressão arterial e glicemia. Após a análise da distribuição dos dados, foi aplicado o teste de Wilcoxon para as comparações entre os tempos pré e pós-intervenção e Kruskal-Wallis, seguido de post hoc Dunn, para as comparações intergrupos, ambos com nível de significância de 5%. Os resultados da avaliação incial, referentes a sensibilidade tátil e vibratória, demonstraram ausência de neuropatia periférica nos pacientes diabéticos. Nas comparações entre os tempos, houve aumento significativo da classificação sem sintomas de polineuropatia distal diabética nos grupos GT-D e GT-S (p<0,05). Apresentaram melhor desempenho para respostas posturais reativas, estabilidade na marcha e escore total do BESTest no grupo GT-S (p<0,05); redução significativa da velocidade de oscilação do centro de gravidade do corpo, na superfície firme olhos abertos no GT-S (p<0,05); melhor controle direcional do corpo, no deslocamento lateral direito no GT-S e deslocamento lateral esquerdo no GT-D (p<0,05), além do aumento da velocidade do passo no GT-D (p<0,05). Nas comparações intergrupos não foram encontradas alterações importantes após intervenção. Assim, conclui-se que o treinamento sensório-motor apresentou melhora no desempenho dinâmico do equilíbrio postural somente para as avaliações intragrupos de diabéticos tipo 2.
Título em inglês
Analysis of postural balance in type-2 diabetic individuals after sensory-motor training: a double-blind randomised clinical trial
Palavras-chave em inglês
Diabetes mellitus
Exercise therapy
Physical therapy modalities
Postural balance
Resumo em inglês
The individual's capacity to maintain an upright position, while adjusting efficiently the body movements and responding to external stimuli, represents essential postural control strategies for the daily-life activities. Type- 2 diabetes mellitus (DM-2) is considered an important public health care problem because of complications, such as functional performance deficit of the lower limbs and consequent falls, which can interfere with maintenance of the balance in addition to being a strong predictor of self-reported functional limitations. The objective of the present study is to assess the postural balance in type-2 diabetic patients after supervised and non-supervised sensory-motor training considering the orthostatic position, gait and functional tests. Eighty type-2 diabetic male and female volunteers aged 45 to 64 years old were distributed into three groups: GC - control group (n=27); GTD - At-home training group (n=27); and GTS - Supervised training group (n=26). Data on postural balance were obtained with the volunteers training on the platform (Neurocom Balance Master System®) and by using BESTest for clinical evaluation. The intervention was performed twice a week during 45 minutes for 12 weeks, divided into three phases: warm-up, sensory-motor training and cool-down, including monitoring of blood pressure and glycemia. After analysis of data distribution, Wilcoxon's test was applied to compare the times before and after the intervention, whereas Kruskal-Wallis' test, followed by Dunn's post-hoc test, were used for inter-group comparisons, both whit significance level of 5%. The initial results regarding tactile and vibratory sensitivity showed an absence of peripheral neuropathy in the diabetic patients. In the comparisons between times, there was a significant increase in the asymptomatic classification of diabetic distal polyneuropathy in the Groups GTD and GTS (P<0,05). Type-2 diabetic patients in the Group GTS (P<0,05) had better performance for reactive postural response, gait stability and total BESTest score, also achieving a significant reduction in the oscillation speed of the centre of gravity on stable surface with open eyes (P<0,05) and better directional control of the body during right-lateral displacement, whereas those in the Group GTD (P<0,05) showed increased gait speed and better directional control of the body during left-lateral displacement (P<0,05). In the inter-group comparisons, there was found no substantial change after the intervention. Therefore, one can conclude that sensory-motor training improves the dynamic postural balance performance only for intra-group evaluations of type-2 diabetic patients.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2017-04-19
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.