• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Disertación de Maestría
DOI
10.11606/D.17.2016.tde-07072015-105653
Documento
Autor
Nombre completo
Natanael Teixeira Alves de Sousa
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
Ribeirão Preto, 2014
Director
Tribunal
Guirro, Rinaldo Roberto de Jesus (Presidente)
Frade, Marco Andrey Cipriani
Parizotto, Nivaldo Antonio
Título en portugués
O efeito da terapia laser de baixa intensidade nos espectros de luz visível e infravermelha em culturas de Staphylococcus aureus, Pseudômonas aeruginosa e Escherichia coli isoladas in vitro
Palabras clave en portugués
Pseudomonas aeruginosa e Escherichia coli
Staphylococcus aureus
Terapia laser de baixa intensidade
Úlcera cutânea
Resumen en portugués
A terapia laser de baixa intensidade (TLBI) vem sendo utilizada no tratamento de feridas devido aos seus efeitos cicatrizantes. No entanto, espécies bacterianas podem ser detectadas em úlceras cutâneas crônicas, não estando claro quais os melhores parâmetros a serem utilizados para se obter maior eficácia da inibição das bactérias que podem vir a colonizar essas feridas, já que são escassos os estudos que associam diferentes linhagens de bactérias, com diferentes comprimentos de onda e fluências da TLBI. O objetivo do estudo foi analisar a influência da TLBI no crescimento bacteriano in vitro. Para realização do estudo foram utilizadas linhagens da S. aureus (ATCC 25923), P. aeruginosa (ATCC 27853) e E. coli (ATCC 25922), as quais foram repicadas e incubadas por um período de 24 horas, à temperatura de 37º C. Após o crescimento bacteriano, as células foram suspensas em solução fisiológica com turvação de 0,5 na escala de McFarland (1,5 X 108 UFC/mL-1). Em seguida foram realizadas cinco diluições seriadas até alcançar a concentração de 1,5 X 103 UFC/mL-1. Uma alíquota de 300 L desta suspenção foi transferida para poços da placa de microtitulação e então expostas a irradiação. A seguir uma fração de 100 L foi espalhada sobre a superfície do meio de cultura sólido Mueller-Hinton em placas de Petri (90 x 15 mm), incubada a 37° C e após 24, 48 e 72 horas foram realizadas às contagens de UFC (unidades formadoras de colônias). A irradiação laser (laserpulse - Ibramed® Amparo, SP Brasil) foi realizada nos comprimentos de onda de 450, 660, 830 e 904 nm, nas fluências de 0 (controle), 3, 6, 12, 18 e 24 J/cm2, aplicado de forma direta e perpendicular a placa, a uma distância de 2 mm, sobre uma área de 1 cm2. Todos os dados foram submetidos ao teste de normalidade Shapiro-Wilk, sendo os dados referentes a contagem das UFC submetidos ao teste de Kruskal Wallis e post hoc de Dunn com nível de significância de 5%. A irradiação laser inibiu o crescimento da S. aureus em todos os comprimentos de ondas testados, nas fluências superiores a 12 J/cm², com maiores taxas de inibição em 24 J/cm2 (79,6%). Ao analisar o comportamento da taxa de inibição bacteriana, pode-se observar uma tendência similar entre todos os comprimentos de onda. No entanto, para a P. aeruginosa a TLBI foi capaz de inibir o crescimento em todos os comprimentos de onda, somente na fluência de 24 J/cm², não sendo possível identificar um padrão de inibição. A E. coli apresentou um padrão de inibição nos comprimentos de onda de 450 e 830 nm. Para os comprimentos de onda de 660 e 904 nm pode-se identificar inibição somente em 12 e 18 J/cm2, respectivamente. Assim, pode-se afirmar que a TLBI foi capaz de inibir o crescimento bacteriano em todos os comprimentos de onda, não apresentando o mesmo padrão de inibição entre as espécies bacterianas, comprimento de onda e fluências testadas, se mantendo por até 72 horas após a irradiação.
Título en inglés
The effect of low level laser therapy spectra in the visible and infrared light in cultures of de Staphylococcus aureus, Pseudomonas aeruginosa and Escherichia coli isolated in vitro
Palabras clave en inglés
Low level laser therapy
Pseudomonas aeruginosa and Escherichia coli
Skin ulcers
Staphylococcus aureus
Resumen en inglés
Low level laser therapy (LLLT) has been used in treatment of wounds due your healing effects. Some bacteria's species can be detected in almost all chronic ulcers, being not clear which are the best parameters to more effective inhibition of bacteria that may colonize these wounds. There are just a few studies that relate different bacteria types with different wavelength and different fluence of LLLT. Thus, the study objective is analyze the LLLT effect of bacterial growth in vitro. In this study were used S. aureus (ATCC 25923), P. aeruginosa (ATCC 27853) and E. coli (ATCC 25922), which were transplanted and incubated for 24 hours at a temperature of 37° C. After bacterial growth, the cells were suspended in saline with a turbidity of 0.5 McFarland scale (1.5 X 108 CFU/mL-1). Next, five serial dilutions were performed to achieve a concentration of 1.5 X 103 CFU/mL-1. An aliquot 300 L of this suspension was transferred to wells of a microtiter plate and then exposed to irradiation. Then 100 L of a fraction was spread on the surface of solid culture medium Mueller-Hinton in Petri dishes (90 x 15 mm) plates, incubated at 37° C and after 24, 48 and 72 hours to CFU counts were made (colony forming units). The laser irradiation (Laserpulse - Ibramed® - Amparo, SP - Brazil) was performed at wavelengths of 450, 660, 830 and 904 nm, the fluence of 0 (control), 3, 6, 12, 18 and 24 J/cm2 and applied directly perpendicular to the plate at a distance of 2 mm over an area of 1 cm2. All data were subjected to test normality the Shapiro-Wilk test, and the data for CFU counts submitted to test the Kruskal Wallis test and post hoc Dunn's test with a significance level of 5%. The laser irradiation inhibited the growth of S. aureus in all wavelengths tested in the higher fluences to 12 J/cm2, with higher rates of 24 J/cm2 inhibition (79.6%). In analyzing the behavior of the rate of bacterial inhibition, one can observe a similar trend among all wavelengths. However, for the LLLT P. aeruginosa was able to inhibit the growth of all wavelengths, the only fluence 24 J/cm2, it is not possible to identify a standard of inhibition. E. coli showed a standard of inhibition at a wavelength of 450 and 830 nm. For the wavelengths of 660 and 904 nm can be identified only inhibition at 12 and 18 J/cm2, respectively. Thus, it can be stated that LLLT was able to inhibit bacterial growth in all wavelengths, not presenting the same standard inhibition among bacterial species, the wavelength and fluence tested by keeping for up to 72 hours after irradiation.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2016-01-22
 
ADVERTENCIA: El material descrito abajo se refiere a los trabajos derivados de esta tesis o disertación. El contenido de estos documentos es responsabilidad del autor de la tesis o disertación.
  • GUIRRO, Rinaldo Roberto de Jesus, GUIRRO, Elaine Caldeira de Oliveira, and SOUZA, N. T. A. The lack of maintenance of equipments shortwave diathermy has a negative impact on the power output. Journal of Physical Therapy Science, 2014.
  • SOUZA, N. T. A., et al. In vitro analysis of bacterial morphology by atomic force microscopy of low level laser therapy 660, 830 and 904nm. Photomedicine and Laser Surgery, 2012, vol. 30, p. 281-285.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2021. Todos los derechos reservados.