• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Disertación de Maestría
DOI
https://doi.org/10.11606/D.17.2014.tde-26072014-123627
Documento
Autor
Nombre completo
Fabíola Mishima
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
Ribeirão Preto, 2014
Director
Tribunal
Fukuda, Marisa Tomoe Hebihara (Presidente)
Lamonica, Dionisia Aparecida Cusin
Mandra, Patricia Pupin
Título en portugués
Caracterização da linguagem receptiva e expressiva, fonologia, vocabulário e memória de trabalho de crianças com histórico de subnutrição em idade precoce
Palabras clave en portugués
Linguagem infantil
Memória de trabalho
Subnutrição
Resumen en portugués
Introdução: Alterações no neurodesenvolvimento podem estar associadas à subnutrição. As consequências da subnutrição dependerão da idade da criança, do tipo, duração e grau da subnutrição. As possíveis alterações ocasionadas pela subnutrição são variáveis, porém, dentre essas alterações, a linguagem que é considerada uma das atividades cognitivas humanas mais elaboradas, apresenta grandes riscos. Objetivo: Caracterizar e analisar a linguagem oral e processamento fonológico de crianças que foram diagnosticadas com subnutrição em idade precoce adotando como referencial o desempenho de crianças na mesma faixa etária com bom e mau desempenho de linguagem receptiva e expressiva nas diferentes tarefas de memória de trabalho, consciência fonológica, fonologia e vocabulário. Método: Crianças com histórico de subnutrição em idade precoce (antes dos três anos de idade) e recuperadas nutricionalmente, foram avaliadas quanto à linguagem receptiva e expressiva, seu componente fonológico, vocabulário, consciência fonológica, memória de trabalho fonológica e memória visuo-espacial. Para possibilitar a análise desses componentes nessas crianças e se estabelecer parâmetro de comparação, foi realizada a avaliação de crianças eutróficas (sem histórico de subnutrição) na mesma faixa etária, pelos mesmos testes, e divididas em dois grupos (G1 crianças que apresentavam bom desempenho de linguagem e G2 - crianças que apresentavam mau desempenho de linguagem). O desempenho dos grupos foi comparado utilizando-se para inferência estatística dos resultados os testes t-student e Kruskal-Wallis. Para verificar possíveis associações entre os componentes avaliados foi utilizado o teste Exato de Fisher. Resultados: Nas crianças com histórico de subnutrição, observou-se que a criança que apresentou o quadro de subnutrição com menor idade, maior tempo de duração do diagnóstico e pior grau apresentou mau desempenho de linguagem e pior desempenho em todas as provas avaliadas no estudo quando comparada aos dois grupos de crianças eutróficas. Esse resultado sugere que essas variáveis (idade, duração e tipo) da subnutrição podem ser determinantes para os efeitos sobre a linguagem e processamento fonológico. As demais crianças que apresentaram variações na idade, duração e tipo de subnutrição assemelharam-se em algumas provas ao grupo G1 e em outras com o G2. Esse resultado reforça a suposição de que essas variáveis levam a diferentes prejuízos em linguagem e/ou processamento fonológico. Em relação à comparação de desempenho entre G1 e G2, os grupos apresentaram diferença significativa nas provas de memória de trabalho, tanto a fonológica quanto a visuo-espacial, não houve diferença para consciência fonológica. Os resultados não apontaram a existência de associação entre desempenho de linguagem, alteração fonológica e de vocabulário. Conclusões: Este estudo sugere que crianças que tiveram subnutrição no período crítico do desenvolvimento cerebral, mesmo após recuperação nutricional, apresentaram alterações cognitivas duradouras e importantes.
Título en inglés
Characterization of expressive and receptive language, phonology, vocabulary and phonological working memory of children with undernutrition history at early age
Palabras clave en inglés
Language
Undernutrition
Working memory
Resumen en inglés
Introduction: Changes in the neurodevelopmental process may be related to undernutrition condition. The consequences of undernutrition appear to be dependent of childrens age, type, duration and degree of undernutrition. Undernutrition related alterations are diversified and the language that is considered to be one of the most relevant human cognitive skills may represent important risks. Objective: The aim of this study was to characterize and analyze the oral language and phonological processing of children diagnosed with undernutrition at early age using as standard of comparison the childrens performance in the same range age. Methods: Children presenting undernutrition at early age (diagnosed before reaching 3 years of age) with nutritional recovery were enrolled in this study and assessed for receptive and emissive language, phonology, vocabulary, phonological awareness, visuospatial and phonological working memories. Data obtained from these children were correlated with results collected from eutrophic children in the same range of age without undernutrition condition which were randomly divided in 2 groups (G1- children without language deficit and G2 children with language deficit) and submitted to the same tests. Data obtained from each group were averaged and compared using t-student and Kruskal-Wallis. Possible association between different language components was assessed by Fishers Exact tests. Results: In the children diagnosed with udernutrition, the infant with the highest level of disease (detected with the lower age and with the high long duration) shows significant language deficit and lower performance in all of the applied tests when compared with G1 and G2. This result suggests that age and duration and type of undernutrition may be determinant on the effects of language and phonological awareness. No significant differences were found between groups concerning phonological awareness. No association was found between language deficit and changes in phonology or vocabulary. Conclusions: Data obtained from this study suggest that children diagnosed with undernutrion during the critical period of brain development may present relevant and long-lasting cognitive alterations, even after nutritional recovering. In addition, data suggest that low performance may compromise working memories phonological and visuospatial.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2015-05-29
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2023. Todos los derechos reservados.