• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Bruna Helena Mellado
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2019
Orientador
Banca examinadora
Reis, Francisco José Cândido dos (Presidente)
Carlos, Diene Monique
Carvalho, Maria das Graças Bomfim de
Nogueira, Antonio Alberto
Título em português
Análise qualitativa dos mecanismos de enfrentamento da dor em mulheres com dor pélvica crônica
Palavras-chave em português
Dor pélvica
Enfermagem
Pesquisa qualitativa
Saúde da mulher
Resumo em português
Introdução: A dor pélvica crônica em mulheres é uma condição que gera incapacidades, como interferências na qualidade de vida, déficit na eficiência das atividades laborais e prejuízos na interação com o meio social. É uma condição complexa e seu manejo envolve muitos desafios. Os mecanismos de enfrentamentos adotados pelas mulheres com dor pélvica crônica podem interferir em todas as etapas do manejo desta condição, envolvendo busca pelo diagnóstico, adesão ao tratamento e qualidade de vida. Objetivo: Compreender os mecanismos de enfrentamento utilizados por mulheres com dor pélvica crônica. Pacientes e Métodos: Foram incluídas 66 mulheres com diagnóstico de dor pélvica crônica. Utilizamos entrevistas semiestruturadas, áudio gravadas e transcritas na íntegra. Os textos transcritos foram submetidos à análise temática com auxílio do software. Resultados: Identificamos cinco temas que sintetizam os mecanismos de enfrentamento e de aceitação adotados por mulheres com dor pélvica crônica: Interação social prejudicada devido as adversidades trazidas pela dor; Viver em função das adversidades trazidas pela dor; Abster da relação sexual devido ao medo de sentir dor; Enxergar na automedicação a solução para a dor; Adaptar-se positivamente diante das adversidades trazidas pela dor. Conclusão: Nossos resultados apontam para as possíveis consequências e impactos clínicos das estratégias de enfrentamento e de aceitação da dor no que concerne a adesão das terapêuticas propostas ou já em seguimento clínico. Desta forma, as estratégias regulam a aderência ou não as propostas terapêuticas oferecidas pelo serviço de saúde
Título em inglês
Qualitative analysis of the coping mechanisms of pain in women with chronic pelvic pain
Palavras-chave em inglês
Nursing
Pelvic pain
Qualitative research
Women's health
Resumo em inglês
Introduction: Chronic pelvic pain in women is a condition that generates disabilities, such as interferences in quality of life, deficits in the efficiency of work activities, and impairments in interaction with the social environment. It is a complex condition and its handling involves many challenges. The coping mechanisms adopted by women with chronic pelvic pain can interfere in all stages of the management of this condition, involving search for diagnosis, adherence to treatment and quality of life. Objective: To understand in depth the coping mechanisms used by women with chronic pelvic pain. Patients and Methods: We included 66 women diagnosed with chronic pelvic pain. We used semi-structured interviews, recorded audio and transcribed in full. The transcribed texts were submitted to thematic analysis with the help of the software "RQDA". Results: We identified five themes that summarize the coping and acceptance mechanisms adopted by women with chronic pelvic pain: Impaired social interaction due to adversity brought on by pain; Living in the face of adversity brought on by pain; Abstain from sexual intercourse due to fear of pain; View the solution to pain in selfmedication; To adapt positively in the face of adversity brought on by pain. Conclusion: Our results point to the possible clinical consequences and impacts of coping and pain acceptance strategies regarding the adherence of the therapies proposed or already under clinical followup. In this way, the strategies regulate adherence or not to the therapeutic proposals offered by the health service
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-09-03
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.