• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.17.2010.tde-24012011-155848
Documento
Autor
Nome completo
Tânia Maria Borges Vieira
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2010
Orientador
Banca examinadora
Sá, Marcos Felipe Silva de (Presidente)
Reis, Rosana Maria dos
Santos, Manoel Antonio dos
Título em português
Qualidade de vida em mulheres obesas e com Síndrome dos Ovários Policísticos
Palavras-chave em português
Obesidade
Qualidade de vida
Síndrome dos ovários policísticos
Resumo em português
VIEIRA, TMB. Qualidade de Vida em Mulheres Obesas e com Síndrome dos Ovários Policísticos. 2010. 65 fls. Dissertação (Mestrado) - Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto. Universidade de São Paulo. Ribeirão Preto. 2010. A síndrome dos ovários policísticos (SOP) é uma das desordens endócrinas mais comuns na idade reprodutiva, sendo a sua prevalência de 6 a 10% na população feminina. A SOP associada à obesidade pode agravar a saúde física e mental com um impacto negativo no funcionamento bio-psico-social. Os distúrbios metabólicos e as manifestações clínicas do hiperandrogenismo, comuns em mulheres com SOP tem levado ao aumento dos distúrbios psicológicos e redução na qualidade de vida (QV). Alguns estudos têm mostrado uma piora da QV na SOP, mas não fazem distinção sobre os efeitos que a própria obesidade pode acarretar a QV, uma vez que mais de 50% das pacientes SOP apresentam sobrepeso e obesidade. O presente estudo objetivou avaliar se há diferença na QV de pacientes com SOP obesas comparadas a controles obesas com ciclos ovulatórios. Foram incluídas 35 obesas com SOP e 28 obesas com ciclos ovulatórios, com idade entre 20 e 40 anos, IMC 30 e que aceitaram assinar o TCLE. Utilizou-se para a caracterização da população o questionário sócio-demográfico, médico, reprodutivo e somatométrico e para a avaliação da qualidade de vida, o questionário SF-36, que avalia os componentes da saúde física e os componentes da saúde mental. As pacientes com SOP mostraram melhor escore no que diz respeito ao domínio da capacidade funcional (73,43±20,57 vs 59,46±22,08) (p=0,01). Para os demais domínios não houve diferenças significativas entre os grupos. Nossos resultados sugerem que o aumento de androgênios comum em obesas com SOP possa estar associado à melhor capacidade funcional.
Título em inglês
Quality of Life of Obese Women With Polycystic Ovary Syndrome
Palavras-chave em inglês
Obesity
Polycystic Ovary Syndrome
Quality of Life
Resumo em inglês
VIEIRA, TMB. Quality of Life of Obese Women With Polycystic Ovary Syndrome. 2010. 65 fls. Dissertation (Master). Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2010. Polycystic ovary syndrome (PCOS) is one of the most common endocrine disorders occurring during reproductive age, with a prevalence of 6 to 10% in the female population. PCOS associated with obesity can affect physical and mental health, with a negative impact on biopsychosocial functioning. The metabolic disorders and clinical manifestations of hyperandrogenism, common among women with PCOS, have led to an increase in psychological disorders and a reduction of quality of life (QL). Some studies have shown a worsening of QL in PCOS but without distinguishing between the effects that obesity itself may have on QL, since more than 50% of patients with PCOS are overweight or obese. The objective of the present study was to determine whether there is a difference in the QL of obese patients with PCOS compared to obese controls with ovulatory cycles. The study was conducted on 35 obese women with PCOS and 28 obese women with ovulatory cycles aged 20 to 40 years, with a BMI 30, who gave written informed consent to participate. A sociodemographic, medical, reproductive and somatometric questionnaire was used to characterize the population and QL was assessed with the SF-36 questionnaire, which evaluates the components of physical and mental health. The patients with PCOS had a better score regarding the functional capacity domain (73,43±20,57 vs 59,46±22,08) (p=0,01), whereas no significant differences were observed beween groups regarding the remaining domains. The present results suggest that the increase in androgens commonly occurring among obese women with PCOS may be associated with their better functional capacity.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2011-06-09
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.