• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Disertación de Maestría
DOI
https://doi.org/10.11606/D.17.2020.tde-23082020-105324
Documento
Autor
Nombre completo
Sérgio Henrique Pires Okano
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
Ribeirão Preto, 2020
Director
Tribunal
Lara, Lucia Alves da Silva (Presidente)
Brito, Luiz Gustavo Oliveira
Vieira, Elisabeth Meloni
Título en portugués
Características clínicas e sociodemográficas de uma população com disforia/incongruência de gênero
Palabras clave en portugués
Disforia de gênero
Minorias sexuais e de gênero
Pessoas transgêneras
Transexualismo
Resumen en portugués
Introdução: A Disforia/Incongruência de gênero (D/IG) é uma condição em que a identidade de gênero de uma pessoa é incongruente com o sexo biológico designado ao nascimento. A D/IG é uma condição que demanda assistência multiprofissional em saúde para tornar o corpo da pessoa congruente com sua identidade. Objetivos: Identificar o momento de vida em que houve a percepção da D/IG, descrever as características clínicas e sociodemográficas dessa população e os resultados das avalições hormonais dessas pessoas durante o seguimento no AING. Metodologias: Estudo transversal de revisão de prontuários das pessoas com diagnóstico de D/IG em seguimento no AING de janeiro de 2010 a julho de 2018. Resultados: 125 mulheres trans e 68 homens trans foram avaliados. A percepção da incongruência de gênero foi percebida pela maioria das pessoas com D/IG na infância, porém foi estatisticamente maior em homens trans (OR: 2.05, p=0,02). Cento e vinte e oito referiram exercer atividade remunerada. Homens trans informaram ser estudantes em maior número do que as mulheres trans (OR= 2,15,p=0,03). A prostituição foi relatada apenas em mulheres trans, assim como a prevalência de ISTs e HIV. Prevalência de tabagismo, etilismo e drogadição foram respectivamente 35,9%, 18,1% e 11,9% para todas as pessoas com D/IG; 21,6%, 17,6% e 13,6% para as mulheres trans e 33,8%, 19,1% e 11,7% para os homens trans. E, por fim, a automedicação prévia ao caso novo foi mais frequente nas mulheres trans (OR:4,87, p<0,01). Em homens trans submetidos ao tratamento com androgênios houve aumento tantos dos níveis de estrogênio quanto de testosterona após início do tratamento, em mulheres trans foi observada a redução da testosterona com a hormônioterapia. Foi observado um nível superior ao esperado para a população feminina nos níveis séricos de testosterona pré-tratamento de homens trans. Conclusão: A percepção da transexualidade ocorre na infância e é mais percebida pelos homens trans. As mulheres trans possuem maior prevalência de HIV, ISTs, casos de prostituição, tabagismo, etilismo e drogadição. Os homens trans frequentam mais escolas do que mulheres trans. Homens trans virgens de tratamento possuem níveis séricos de testosterona maiores do que a mulheres cis.
Título en inglés
Clinical and sociodemographical characteristics of a population with gender disorder/incongruence
Palabras clave en inglés
Gender dysphoria
Sexual and gender minorities
Transgender people
Transsexualism
Resumen en inglés
Introduction: Gender incongruence (GI) is a condition in which a person's gender identity differs from the sex assigned at birth. An individual's initial perception of GI may occur at different ages. GI can lead to significant discomfort and the inability to integrate into society. Objective: To identify the age when individuals first perceive GI, and to compare the sociodemographic characteristics of those who are male-to-female (MtF) and female-to-male (FtM) in a sample of subjects with GI, and to describe the outcomes of a follow-up on hormonal treatment. Methodology: Cross-sectional study based on a review of the medical records of individuals diagnosed with GI who visited the Gender Incongruence Clinic of Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto (Brazil). Results: We identified 193 individuals with GI, 109 (56.5%) of whom reported the first perception of GI during childhood. FtMs reported earlier perception of GI than MtFs (OR = 2.05, p = 0.02), and more students were FtMs than MtFs (OR = 2.15, p = 0.03). All subjects who reported engaging in prostitution (n = 8), had sexually transmitted infections (STIs; n = 26), and were HIV-positive (n = 22) were MtFs. Overall, subjects with GI had high prevalences of smoking (35.9%), use of alcohol (18.1%), and use of psychoactive substances (11.9%). More MtFs than FtMs used hormonal self-medication prior to the first appointment (69.6% vs. 32.3%, OR: 4.87, p < 0.01). In FtM undergoing androgen treatment both estrogen and testosterone levels increased after initiation of treatment, and in MtF there was a decrease in testosterone leves after the treatment. High levels of testosterone was observed in FtM group prior treatment. Conclusion: The initial perception of GI mostly occurs during childhood, and occurs earlier in FtMs than MtFs. Relative to FtMs, MtFs reported more self-medication with hormones and had higher rates of prostitution, STIs, and HIV infection. FtM have higher serum testosterone levels than cis women.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2020-10-21
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2020. Todos los derechos reservados.