• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.17.2020.tde-18082020-225340
Documento
Autor
Nome completo
Gabriela Marques
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2020
Orientador
Banca examinadora
Ferraz, Ivan Savioli (Presidente)
Ciampo, Iêda Regina Lopes Del
Ribeiro, Luciana Cisoto
Título em português
Impacto do aleitamento materno exclusivo no sobrepeso e obesidade em filhos de mães com excesso de peso
Palavras-chave em português
Aleitamento materno
Nutrição do lactente
Nutrição materna
Relações mãe-filho
Resumo em português
As taxas de sobrepeso e obesidade vêm crescendo em todo mundo. A amamentação diminui o risco de desenvolvimento de excesso de peso na infância e adolescência; entretanto, a obesidade materna é associada com um menor tempo de aleitamento materno, intenção de amamentação por períodos mais curtos, menor propensão em seu início e desmame precoce. O principal objetivo deste estudo foi de verificar o risco para o desenvolvimento de excesso de peso em filhos de mães com sobrepeso e obesidade entre o primeiro e terceiro ano de vida segundo a duração do aleitamento materno exclusivo (AME). O presente estudo está inserido numa coorte de nascimentos, composto de três etapas de avaliação: pré-natal (20ª a 25ª semanas de gestação), nascimento e seguimento (entre o primeiro e terceiro ano de vida). Finalizaram as três etapas do estudo, 1.069 pares mães-filhos. Obteve-se informações sobre características socioeconômicas, dados antropométricos das mães e dos lactentes, tipo de parto, peso ao nascer, tempo de exposição a outros alimentos que não o leite materno e duração do AME. 58,1% das mães e 7,5% dos lactentes apresentaram excesso de peso no seguimento. A média na duração do AME foi de 3,7 meses e a mediana, em 4,0 meses (DP=2,25). Entre os filhos de mães com excesso de peso, não se observaram diferenças entre o RR das variáveis selecionadas para o excesso de peso entre os lactentes que estiveram em AME por um período mais prolongado (≥4,0 meses) quando comparados aos que foram amamentados por menor tempo. Na análise global, sem o ajuste para o excesso de peso materno, mães com sobrepeso e obesidade apresentaram risco relativo (RR) de 1,54 (IC95%:1,22-1,94) de terem filhos com excesso de peso; após ajuste do IMC materno e demais variáveis não se observaram diferenças entre o RR para o excesso de peso entre lactentes que estiveram em AME≥4,0 meses e naquelas que estiveram por um período inferior. Neste estudo, não foram observadas diferenças entre o risco de desenvolvimento de excesso de peso em filhos de mães com sobrepeso e obesidade segundo a duração do AME.
Título em inglês
Impact of exclusive breastfeeding on overweight and obesity in children of overweight mothers
Palavras-chave em inglês
Breastfeeding
Childhood nutrition
Maternal nutrition
Mother-child relations
Resumo em inglês
Rates of overweight and obesity have been increasing worldwide. Breastfeeding reduces the risk of developing overweight in childhood and adolescence; however, maternal obesity is associated with shorter breastfeeding time, intention to breastfeed for shorter periods, less propensity to start and early weaning. The main objective of this study was to verify the risk for the development of overweight in children of mothers with overweight and obesity between the first and third year of life according to the duration of exclusive breastfeeding (EBF). The present study is part of a birth cohort, composed of three stages of assessment: prenatal care (20 to 25 weeks of gestation), birth and follow-up (between the first and third years of life). The three stages of the study were completed by 1.069 mother-child pairs. Information on socioeconomic characteristics, anthropometric data of mothers and infants, type of delivery, birth weight, time of exposure to foods other than breast milk and duration of EBF were obtained. 58,1% of mothers and 7,5% of infants were overweight in the follow-up. The average duration of EBF was 3,7 months and the median was 4,0 months (SD = 2,25). Among the children of overweight mothers, there were no differences between the RR of the variables selected for overweight among infants who were in EBF for a longer period (≥ 4.0 months) when compared to those who were in EBF for shorter time. In the global analysis, without adjusting for maternal overweight, overweight and obese mothers had a relative risk (RR) of 1,54 (95% CI: 1,22-1,94) of having overweight children; after adjusting the maternal BMI and other variables, there were no differences between the RR for excess weight between children who were in EBF≥4,0 months and those who were for a shorter period. In this study, there were no differences between the risk of developing overweight in children of mothers with overweight and obesity according to the duration of EBF.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
GabrielaMarques.pdf (7.40 Mbytes)
Data de Publicação
2020-10-20
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.