• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
https://doi.org/10.11606/T.17.2022.tde-09092022-091253
Documento
Autor
Nome completo
Marcos Corrêa Junior
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2022
Orientador
Banca examinadora
Martinelli Junior, Carlos Eduardo (Presidente)
Oliveira, Manuel Herminio de Aguiar
Ciampo, Luiz Antonio Del
Li, Lilia Freire Rodrigues de Souza
Título em português
Análise da expressão do gene do receptor tipo 1 dos IGFs (IGF1r) em jovens submetidos a dez semanas de treinamento de hipertrofia muscular
Palavras-chave em português
Crescimento
Eixo GH/IGF-I
Treinamento com pesos
Resumo em português
Crescimento é a principal característica que diferencia a criança e o adolescente de um indivíduo adulto. A regulação do crescimento envolve um complexo e contínua interação de genes, hormônios, nutrientes e ambiente físico. Onde os hormônios sustentam um papel essencial para uma criança atingir seu pleno potencial genético. Durante a infância e adolescência os componentes do eixo GH/IGF-I são os fatores que diretamente influenciam o processo de crescimento. Uma vez que o crescimento normal é alcançado devido a um fino controle entre a disponibilidade do IGF-I para interagir com seu receptor IGF-1r, sendo essa interação resultante do equilíbrio das concentrações de IGF-I e IGFBP. A prática regular de exercícios físicos durante a infância e adolescência pode induzir o crescimento e desenvolvimento tanto da massa muscular assim como da massa óssea. Nesse contexto, o exercício físico está intimamente ligado à função anabólica provocada pela ação do eixo GH/IGF-I. O treinamento com pesos tornou-se uma das formas mais populares de exercício para melhorar a aptidão física de um indivíduo e para o condicionamento de atletas. Podendo alterar as concentrações circulantes dos hormônios anabólicos IGF-I, hormônio do crescimento e testosterona durante e após o exercício. Efeitos de elevações nas concentrações de hormônios anabólicos induzidos pelo treinamento com pesos na hipertrofia muscular a longo prazo não estão claros, assim como o possível efeito que o treinamento sistematizado poderia ter sobre diferentes componentes do eixo GH/IGF-I. Objetivo do presente estudo foi analisar, a expressão do gene do receptor tipo 1 dos IGFs (IGF-1r), as concentrações de IGF-I, GH, testosterona e IGFBP-3 em jovens submetidos a dez semanas de treinamento de hipertrofia muscular. A expressão de IGF-1r, as concentrações séricas de IGF-I, IGFBP-3, GH e testosterona total, assim como a análise da composição corporal, porcentagem de gordura e o índice de massa corporal foram determinados em 22 jovens masculinos hígidos em 3 momentos de treinamento com pesos (1ª, 5ª e 10ª semana de treinamento). Ao longo das dez semanas de treinamento foi observada diminuição na expressão relativa do gene IGF-1r (2-ΔΔCT) e aumento nas concentrações de IGF-I e GH. Diminuição nas concentrações de testosterona total foi detectada durante o período de recuperação na 5ª semana. As concentrações da IGFBP-3 não se alteração ao longo do treinamento. O protocolo de treinamento com pesos prescrito para hipertrofia muscular não suprimiu o eixo GH-IGF-I, mas promoveu alterações na expressão do gene IGF-1r e na cinética do IGF-I compatíveis com aumento da bioatividade dos IGFs.
Título em inglês
Analysis of IGFs type 1 receptor gene expression (IGF1r) in young people undergoing ten weeks of muscle hypertrophy training
Palavras-chave em inglês
GH/IGF-I axis
Growth
Resistance training
Resumo em inglês
Growth is the main characteristic that differentiates children and adolescents from adults. Growth regulation involves a complex and ongoing interaction of genes, hormones, nutrients and the physical environment. Where hormones support an essential role for a child to reach their full genetic potential. During childhood and adolescence, the components of the GH/IGF-I axis are the factors that directly influence the growth process. Normal growth is achieved due to a fine control between the availability of IGF-I to interact with its IGF-1r receptor, and this interaction results from the balance of IGF-I and IGFBP concentrations. The regular practice of physical exercises during childhood and adolescence can induce the growth and development of both muscle mass and bone mass. In this context, physical exercise is closely linked to the anabolic function caused by the action of the GH/IGF-I axis. Resistance Training has become one of the most popular forms of exercise for improving an individual's physical fitness and for conditioning athletes. It can alter the circulating concentrations of the anabolic hormones IGF-I, growth hormone and testosterone during and after exercise. Effects of Resistance Training induced elevations in anabolic hormone concentrations on long-term muscle hypertrophy are unclear, as is the possible effect that systematized training could have on different components of the GH/IGF-I axis. The aim of the present study was to analyze the expression of the IGF receptor type 1 gene (IGF-1r), the concentrations of IGF-I, GH, testosterone and IGFBP-3 in young people undergoing ten weeks of muscle hypertrophy training. The expression of IGF-1r, the serum concentrations of IGF-I, IGFBP-3, GH and total testosterone, as well as the analysis of body composition, fat percentage and body mass index were determined in 22 young healthy males in 3 weight training moments (1st, 5th and 10th week of training). During the ten weeks of training, a decrease in the relative expression of the IGF-1r gene (2-ΔΔCT) and an increase in the concentrations of IGF-I and GH was observed. Decrease in total testosterone concentrations was detected during the 5th week recovery period. Decrease in total testosterone concentrations was detected during the 5th week recovery period. IGFBP-3 concentrations do not change during training. Resistance Training protocol prescribed for muscle hypertrophy did not suppress the GH-IGF-I axis, but promoted changes in the expression of the IGF-1r gene and in the kinetics of IGF-I compatible with an increase in the bioactivity of IGFs.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
MARCOSCORREAJUNIOR.pdf (939.33 Kbytes)
Data de Publicação
2022-10-06
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.