• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.17.2017.tde-06012017-101031
Documento
Autor
Nome completo
Alessa Castro Ribeiro
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2016
Orientador
Banca examinadora
Carmona, Fabio (Presidente)
Silva, Jorgete Maria e
Arruda, Luisa Karla de Paula
Título em português
Avaliação de uso de Momordica charantia L. no tratamento de asma em modelo animal
Palavras-chave em português
Asma
Cucurbitaceae
Fitoterápico
Resumo em português
A asma é uma doença crônica das vias aéreas responsável por significativa morbidade e mortalidade mundial. Medicamentos anti-inflamatórios, tais como os corticosteróides, são algumas das opções de tratamento mais importantes, no entanto, elas podem causar efeitos secundários indesejáveis. Historicamente, as plantas foram uma fonte principal de moléculas com atividade biológica. O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito do MC, um extrato vegetal brasileira com propriedades anti-inflamatórias, no tratamento da asma em um modelo animal. Métodos: Camundongos machos Balb/C, com idade de 5 a 6 semanas, foram sensibilizados com ovalbumina (OVA) por via intraperitoneal (IP) por duas vezes, com uma semana de intervalo, e desafiados diariamente com OVA intranasal durante três dias. Os animais foram tratados diariamente com a MCA (aquoso) MCHA (hidroalcóolico) na dose 500 mg/kg ip por três dias, durante os desafios. Os camundongos do grupo controle receberam solução salina nos mesmos dias. Cinco a oito animais por grupo foram utilizados. Vinte e quatro horas após o último desafio, os ratinhos foram ventilados com um respirador animal pequeno (FlexiVent®), e foram realizadas medições in vivo da hiperreactividade brônquica com concentrações crescentes de metacolina em aerossol (6,25, 12,5, 25 e 50 mg / ml). Os parâmetros avaliados e comparados foram: a resistência total (RRS), elastância total (ERS), resistência do tecido (G) e elastância tecidual (H). Após ventilação, foi colhido lavado broncoalveolar (LBA) para análise da contagem de células totais e diferenciais. Interleucinas inflamatórias (IL-4, IL-5, IL-10, IL- 13, IFN-?) foram analisadas no homogenato pulmonar além da dosagem sérica de IgE antiOVA. Os pulmões dos animais foram coletados para análise histológica (H&E). Resultados: O tratamento com extrato MCHA reduziu significativamente a hiperresponsividade brônquica através da mensuração das medidas RRS (p<0,001), ERS (p<0,05), G (p<0,05) and H (p<0,001), quando comparado com o grupo de animas asmáticos não tratados. Extratos de MCA e MCHA reduziram tambem significativamente células totais (p<0,05) e contagem de eosinófilos (p<0,05). MCHA reduziu a concentração de IFN-? (p<0,01) quando comparado aos animais asmáticos não tratados. MCA (p<0,001) mostrou uma significativa redução do número de células inflamatórias por área quando comparado ao grupo asmático não tratado. Conclusão: Os dois extratos (aquoso e hidroetanólico) das folhas da espécie Momordica charantia L., na dose de 500 mg/kg, foi eficaz no tratamento da asma em modelo animal induzido por ovalbumina tanto em medidas da mecânica pulmonar quando em marcadores inflamatórios e estudo histológico, sendo o extrato hidroetanólico potencialmente mais eficaz na dose estudada.
Título em inglês
Evaluation of the use of Momordica charantia L. in the treatment of asthma in an animal model
Palavras-chave em inglês
Asthma
Cucurbitaceae
Phytotherapic
Resumo em inglês
Asthma is a chronic disease of the airways responsible for significant morbidity and mortality worldwide. Anti-inflammatory medications, such as corticosteroids, are some of the most important treatment options, however they can cause undesirable side effects. Historically, plants have been a major source of molecules with biological activity. The objective of this study was to evaluate the effect of MC, a Brazilian herbal extract with anti-inflammatory properties, on asthma treatment in an animal model. Methods: Male Balb/c mice, 5 to 6 weeks, were sensitized twice with ovalbumin (OVA) intraperitoneally (ip), one week apart, and challenged daily with OVA intranasally for three days. Mice were treated daily with MCA (aqueous) MCHA (hydroethanolic) extract (500 mg/kg) ip for three days, during challenges. Control mice received saline on the same days. Five to eight mice were utilized per group. Twenty-four hours after the last challenge, mice were ventilated with a small-animal ventilator (FlexiVent®), and in vivo measurements of bronchial hyperresponsiveness were performed with increasing concentrations of methacholine aerosol (6.25, 12.5, 25 and 50 mg/ml). The following parameters were evaluated and compared: total resistance (RRS), total elastance (ERS),, tissue resistance (G) and tissue elastance (H). After ventilation, was collected bronchoalveolar lavage (BAL) for analysis of total and differential count inflammatory cells. Interleukins (IL-4, IL-5, IL-10, IL-13, IFN-?) were analyzed in lung homogenate. Morover serum anti-OVA IgE were dosage. The lungs of the animals were collected for histological analysis (H & E) Results: Treatment with MCHA extract significantly decreased airway hyperresponsiveness, measured by RRS (p<0,001), ERS (p<0,05), G (p<0,05) and H (p<0,001), when compared to OVA-challenged mice. MCA e MCHA extract also significantly reduced BAL total cell (p<0,05) and eosinophil counts (p<0,05). MCHA reduced IFN-? concentration (p<0,01) as compared to the untreated group asthmatic. MCA (p<0,001) showed a significant reduction in the number of inflammatory cells per unit area in the air compared to the asthmatic untreated group. Conclusion: The administration of MCA and MCHA from the leaves of Momordica charantia L. species, at a dose of 500 mg / kg was effective in the treatment of asthma in animal models induced by ovalbumin in both pulmonary mechanics measurements as inflammatory markers, and histological study, and potentially more effective MCHA extract the studied dose.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2017-02-16
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.