• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.17.2020.tde-03102019-161354
Documento
Autor
Nome completo
Natália Balera Ferreira Pinto
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2018
Orientador
Banca examinadora
Pileggi, Gecilmara Cristina Salviato (Presidente)
Ferriani, Virginia Paes Leme
Quintana, Silvana Maria
Sato, Juliana de Oliveira
Título em português
Estudo da segurança à vacina quadrivalente contra papilomavírus humano (HPV) em meninas e adolescentes com lúpus eritematoso sistêmico juvenil (LESJ) e dermatomiosite juvenil (DMJ)
Palavras-chave em português
Dermatomiosite juvenil
Lúpus eritematoso sistêmico juvenil
Segurança
Vacina HPV
Resumo em português
Pacientes com doenças autoimunes tem maior risco de contrair infecção pelo HPV e evoluírem para lesões pré-neoplásicas e neoplásicas. Este estudo teve por objetivo determinar a segurança da vacinação contra o HPV em meninas e adolescentes com Lúpus Eritematoso Sistêmico Juvenil (LESJ) e Dermatomiosite Juvenil (DMJ), através da verificação da ocorrência dos eventos adversos pós-vacinação (EAPVs) e da avaliação da atividade das doenças antes e depois da vacina. Estudo de intervenção prospectivo multicêntrico em meninas e adolescentes (9-20 anos) com diagnóstico de LESJ ou DMJ. A vacina utilizada foi a HPV quadrivalente no esquema de 3 doses (0-2-6 meses). Um diário de possíveis EAPVs foi entregue a todos os vacinados para ser preenchido por 14 dias consecutivos após cada dose da vacina. A atividade das doenças foi avaliada antes e após as doses por meio de um conjunto de medidas clínicas e laboratoriais e índices de atividade das doenças (o Systemic Lupus Erythematosus Disease Activity Index (SLEDAI) para pacientes com LESJ, o Childhood Myositis Activity Score (CMAS) e o Manual Muscle Testing (MMT) para pacientes com DMJ) validados internacionalmente. Para verificar se houve diferença na ocorrência dos relatos dos EAPVs entre os grupos de pacientes com LESJ e com DMJ foi utilizado o cálculo da razão de prevalência e, para a analisar se houve influência de alguma variável na ocorrência dos EAPVs pós 1ª, 2ª e 3ª doses foi empregado o algoritmo conditional inference trees. Foram incluídas 222 com LESJ, 41 com DMJ e 40 controles. Observou-se que a frequência dos EAPVs locais foi semelhante em pacientes e controles. Nenhum evento adverso grave (EAG) foi relatado durante o estudo. Não foi identificada piora da doença de base relacionada à vacinação. A vacina mostrou ser bem tolerada e segura nessas pacientes.
Título em inglês
Safety of the quadrivalent HPV vaccine in girls with juvenile systemic lúpus erythematosus (JSLE) and juvenile dermatomyositis (JMD)
Palavras-chave em inglês
Dermatomyositis juvenile
HPV vaccine
Lupus erythemathosus systemic
Safety
Resumo em inglês
Patients with autoimmune diseases have increased risk of HPV infection and development of metaplastic and neoplastic lesions. The aim of this study was to determine the safety of HPV vaccination in girls and adolescents with Juvenile Systemic Lupus Erythematosus (JSLE) and Juvenile Dermatomyositis (JDM), through evaluating the occurrence of post-vaccination adverse events following vaccination (AEFVs) and assessment of disease activity before and after the vaccine. It was a multicenter prospective intervention study including girls and adolescents (9-20 years old) with diagnosis of JSLE or JDM. The vaccine used was quadrivalent HPV in the 3 doses schedule (0-2-6 months). A diary of possible AEFV was handed out to all vaccinated patients and controls, to be filled for 14 consecutive days following each dose of the HPV vaccine. Disease activity was assessed before and after each dose, using a core set of clinical and laboratorial measures and disease activity indexes (o Systemic Lupus Erythematosus Disease Activity Index (SLEDAI) for patients with JSLE, o Childhood Myositis Activity Score (CMAS) e o Manual Muscle Testing (MMT) for patients with JDM) internationally validated. In order to verify if there was difference between the groups of patients with JSLE and with JDM on the occurrence of AEFV we used the prevalence ratio. In addition, the conditional inference trees algorithm was used to analyze if there was influence of any variables on the occurrence of AEFVs after 1st, 2nd and 3rd doses. We have included 222 patients with JSLE, 41 with JDM and 40 health controls. It was observed that the frequency of local AEFV was similar between patients and controls. No serious adverse events were reported during the study. Worsening or flares-up of underlying disease was not related to vaccination. The vaccine has been shown to be well tolerated and safe in these patients.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2020-01-15
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.